Em redor da Barragem de Santa Luzia, um mar de montanhas e estradas pelo Centro de Portugal | Serra da Lousã

Em redor da Barragem de Santa Luzia, Aldeias do Xisto, Serra da Lousã

Há pelo centro de Portugal, um cantinho escondido nas montanhas da Serra da Lousã, que combina harmoniosamente estradas fabulosas com serras florestadas e um alinhamento de pontiagudos rochedos, que enquadram a Barragem de Santa Luzia. Por lá, encontrámos um mini parque de diversões motociclístico e mais um percurso para a lista das melhores estradas de Portugal.

Criada por nós em jeito de sugestão, esta rota em torno da Barragem de Santa Luzia, compreende um trajecto quase circular de cerca de 200 km, em torno de algumas de algumas das Aldeias do Xisto menos conhecidas (Fajão, Janeiro de Baixo e Janeiro de Cima), Pedrogão Grande, Pampilhosa da Serra e Oleiros. Interceptada por uma grande rede de estradas, por entre os íngremes socalcos montanhosos da Serra da Lousã, por lá parecem-nos reunidas as condições necessárias a um percurso de excelência.

Barragem de Santa Luzia, Miradouro do Vidual Serra da Lousã
Barragem de Santa Luzia, Miradouro do Vidual Serra da Lousã
Barragem de Santa Luzia, Aldeias do Xisto, Serra da Lousã
Barragem de Santa Luzia, Aldeias do Xisto, Serra da Lousã
Barragem de Santa Luzia, Serra da Lousã
Barragem de Santa Luzia, Serra da Lousã
Barragem de Santa Luzia, Serra da Lousã
Barragem de Santa Luzia, Serra da Lousã

A descobrir mais um cantinho de Portugal

Portugal é um país multifacetado em tradições, gastronomia, paisagens e história com muitas histórias para contar. Quilómetro a quilómetro, deixámos-nos guiar pelas estradas que unem estes pequenos pedaços de paraíso. A Barragem de Santa Luzia é um deles e com vizinhanças de luxo, foi por lá que continuámos a nossa grande odisseia de descobrir todas as estradas de que Portugal é feito.

Este é um território constituído essencialmente por montanhas de xisto, atravessado por estradas e mais estradas (incluíndo off road). Todas de traçado sinuoso e cenários apelativos. Sucedem-se as montanhas e colinas rasgadas por percursos fabulosos, intercalados pelos povoados pitorescos encaixados nos montes ou nos vales profundos.

As montanhas oferecem as rochas que fazem parte da identidade de todo o território. Delas construiu-se a sua história e as aldeias que por lá renasceram. Visitámos a parte menos divulgada das Aldeias do Xisto, e regressámos de coração cheio.

O outro lado das Aldeias do Xisto, as estradas em redor da Barragem de Santa Luzia

Geralmente, e em especial em Portugal, viajamos sem seguir uma rota pré-elaborada e colocada no GPS. E porquê? Porque seguir rumo incerto e deixar margem para a descoberta, leva-nos a surpreender com locais inesperados. A Barragem de Santa Luzia foi um deles.

Seguimos para um passeio num dia soalheiro para alguma diversão pelo troço da Estrada N2, entre Góis e Pedrogão Grande. Afinal, percorrer as curvas da estrada mais mítica de Portugal nunca é demais e na zona centro, estão para nós ”aqui ao lado”.

Vindos de Sul e de Pedrógão Grande, deixámos a fantástica N2 para percorrer a N112, que em nada lhe fica atrás, até Pampilhosa da Serra. Ao sabor das curvas e pavimento excepcional, tropeçámos na placa de sinalização da Aldeia do Xisto de Fajão. Porque não espreitar?

Desviámos pela pequena estrada M547. Pequena em nome e grande em surpresas. Esta é uma estrada imperdível, à altura de qualquer grande estrada da Europa e cuja divulgação é essencial!

Em redor da Barragem de Santa Luzia, Aldeias do Xisto, Serra da Lousã
Em redor da Barragem de Santa Luzia, Aldeias do Xisto, Serra da Lousã
Em redor da Barragem de Santa Luzia, Aldeias do Xisto, Serra da Lousã
Em redor da Barragem de Santa Luzia, Aldeias do Xisto, Serra da Lousã

Estrada M547, o momento Wooww do dia

A conquistar o traçado da montanha onde se insere, com um pavimento recém colocado em estado excepcional, perde-se no horizonte e alicia-nos a percorrê-la até ao último quilómetro. E, em tanto quanto os nossos olhos alcançam, avançamos sobre rodas, vislumbrando um mar de montanhas e estradas que nos fazem sonhar em percorrê-las até à exaustão. A Estrada M547 é surpreendente, oferece diversão garantida e entrou directamente para a nossa lista de melhores estradas de Portugal.

Em redor da Barragem de Santa Luzia, Estrada M547
Em redor da Barragem de Santa Luzia, Estrada M547
Em redor da Barragem de Santa Luzia, Estrada M547
Em redor da Barragem de Santa Luzia, Estrada M547
Em redor da Barragem de Santa Luzia, Estrada M547
Em redor da Barragem de Santa Luzia, Estrada M547

Depois de uma rápida visita à pequena aldeia de Fajão, já quase nas portas da Serra do Açor, regressámos à pequena M547 seguindo o Parque Eólico da Pampilhosa da Serra, rumo à Barragem de Santa Luzia. As montanhas desnudas de árvores relembra-nos os duros incêndios que por lá se fizeram sentir. Mas a natureza renasce a cada colina e o verde começa agora a revestir as encostas da Serra da Lousã, relembrando que onde há vida há esperança.

Parque Eólico da Pampilhosa da Serra. Serra da Lousã.
Parque Eólico da Pampilhosa da Serra. Serra da Lousã.
Barragem de Santa Luzia, Serra da Lousã
Barragem de Santa Luzia, Serra da Lousã

Miradouros da Barragem de Santa Luzia

O caminho conduz-nos ao Miradouro do Vidual e Miradouro Barragem de Santa Luzia. Ambos localizados em extremos opostos das margens da barragem, é a partir deles que nos deixamos deslumbrar pela vista magnífica que do topo se alcança. Estamos no coração montanhoso da serra e a emoção de o percorrer de mota é indescritível.

Barragem de Santa Luzia, Miradouro do Vidual Serra da Lousã
Barragem de Santa Luzia, Miradouro do Vidual Serra da Lousã
Barragem de Santa Luzia, Miradouro do Vidual Serra da Lousã
Barragem de Santa Luzia, Miradouro do Vidual Serra da Lousã
Barragem de Santa Luzia, Miradouro do Vidual Serra da Lousã
Barragem de Santa Luzia, Miradouro do Vidual Serra da Lousã

Empoleirados num promontório rochoso, que se ergue numa parede natural de rochedos quartzitos, de pouca largura e enorme comprimento. Assim descrevemos a localização de ambos os miradouros.

De um lado um profundo vale onde a estrada segue em modo curva contra curva, do outro as águas retidas pela barragem que criam um fundo azul além do céu. A Praia Fluvial de Santa Luzia por lá se encontra e, em tempos de Verão, suspeitamos ser o local ideal para uma paragem demorada.

Barragem de Santa Luzia, Miradouro do Vidual Serra da Lousã
Barragem de Santa Luzia, Miradouro do Vidual Serra da Lousã
Em redor da Barragem de Santa Luzia, Estrada M547
Em redor da Barragem de Santa Luzia, Estrada M547

Janeiro de Cima e Janeiro de Baixo são as Aldeias do Xisto seguintes. As que pelos meandros sinuosos do rio Zêzere nos levam a percorrer ruas estreitas e empedradas. Onde agora o casario de xisto se encontra alternado por construções mais modernas. Existe um sorriso em cada esquina, rasgado pelo ecoar do nosso motor por entre ruelas. O povo português é amistoso e com a chegada do pôr do sol estávamos no local ideal para pernoitar.

Até perder o Zêzere de vista, seguimos para Oleiros para fechar mais um passeio pelas terras de Portugal. Há tantos locais descobertos onde queremos voltar e demorar, este é mais um deles. Boas curvas 

Sugestão de Alojamento e Restaurante

Este é um roteiro com muito a explorar e a merecer uma estadia repousada pelas montanhas da Serra da Lousã. Sugerimos 2 dias de viagem pela região, com local de pernoita ideal na Pampilhosa da Serra ou em Oleiros.

Alojamento na Pampilhosa da Serra

Alojamento e restaurante em Oleiros

➡️ Para procurar outras alternativas de alojamento, assim como efectuar reservas e consultar a disponibilidade para as datas pretendidas siga o link: Estadia na Serra da Lousã

Mapa do Percurso pelos arredores da Barragem de Santa Luzia

Para consultar o mapa em detalhe, clique sobre ele ou utilize o canto superior direito para abrir directamente na página do Google Maps. Poderá fazer o zoom necessário para ver a rota em pormenor ou exportar para o GPS como preferir.

Terminamos com mais um belo passeio de mota por Portugal. E porque pelo nosso país boas opções não faltam, partilhamos também outras sugestões para viagens em duas rodas pelo Centro de Portugal:

✅ Roteiro de mota pela Serra da Estrela

✅ Roteiro pela Serra da Freita

✅ Roteiro pela Serra da Lousã

✅ Rota dos Templários, Tomar e Almourol

✅ Parque Natural das Serras de Aire e Candeeiros

✅ Roteiro pela Estrada Atlântica

Se gostou deste artigo e souber de alguém que também possa gostar, partilhe clicando no botão das redes sociais abaixo. Estará a ajudar-nos a divulgar e a continuar a nossa existência. O nosso muito obrigado desde já e boas curvas!

🗺️ A preparar a próxima viagem de mota?

♦Reserve as suas estadias através do Booking.com. Por lá encontramos sempre as melhores promoções e têm a facilidade de cancelamento gratuito.

♦Gostamos de viajar tranquilos. Como tal, em todas as nossas viagens além fronteiras, contratamos sempre um seguro de viagem que se enquadre no nosso perfil de viajantes aventureiros e independentes. Seja através da World Nomads ou da IATI encontrará boas opções para motociclistas. A IATI têm excelentes preços, atendimento em português e seguindo o nosso link ainda terá um desconto de 5%.

♦Sejam pequenas ou grandes travessias, se precisa de comprar uma viagem de ferry para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o DirectFerries.pt. Permite comparar os preços e horários das diferentes companhias e é por lá que encontramos os melhores preços.

Esta página contém links afiliados. Ao efectuar as suas reservas através destes links recebemos com uma pequena comissão. Não pagará mais por isso e estará a ajudar o blogue Quilómetro Infinito a continuar a sua existência. Muito obrigado! 

6 Replies to “Em redor da Barragem de Santa Luzia, um mar de montanhas e estradas pelo Centro de Portugal | Serra da Lousã”

  1. Gois Pampilhosa da Serra para que gosta de curvas e do BEST… essa volta e muito porreira bom alcatrão estradas com pouco trânsito ar puro vistas magníficas …la para Maio conto tanbem fazer esse trajecto
    boas curvas

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Muito bom Sérgio! E para conciliar com a N2 é do melhor! Boas curvas e obrigado pelo comentário 🙂

  2. Boa noite amigos,
    Sendo a minha família natural dessa zona (Portela do Fojo-N344 e Brejas do Barco M-546) e conhecendo razoavelmente bem o percurso, subscrevo o que escreveram. Permitam-me só q vos peça para acrescentar nas sugestões gastronómicas o restaurante “Pascoal” em Fajão. Aconselho vivamente, quando voltarem a estas magnificas estradas e paisagens, a pararem em Fajão e conhecer esta referência da cozinha serrana.
    Sou um fã do V/ blogue e desejo q tenham sempre boas curvas.
    Um abraço para os dois

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Olá João! Vamos tratar disso! Aceitamos de bom gosto toda essas dicas! Não conhecemos mas a próxima vez que formos à zona vamos tentar espreitar isso 🙂 Muito obrigado por acompanhar o nosso blogue! Boas curvas 🙂

  3. Parece ser um passeio excelente.
    Já está nas nossas previsões.
    Muito obrigado pela dica e muitas felicidades!

    1. quilometroinfinito says: Responder

      É mesmo um belo passeio! recomendamos 🙂 Boas curvas e obrigado!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: