Dadès, Agoudal e Todgha – De mota por Marrocos

De mota por Marrocos – Além das rotas turísticas, pelo coração das Gorges du Dadès, Agoudal e Todgha

A passagem entre Dadès, Agoudal e Todgha é um panorâmico percurso longe das grandes multidões e dos principais pontos turísticos de Marrocos. Inserido num dia de viagem do roteiro da nossa viagem de mota por Marrocos, revelou-se uma das melhores e mais alucinantes travessias que fizemos pelo país.

Representa uma das rotas mais impressionantes do país, pelo cenário natural praticamente intocado que apresenta e, pelo desafio que oferece ao percorrê-lo. A fascinante região a sul das cordilheiras do Atlas onde as montanhas e o deserto se encontram.

Com muito para descobrir, por lá se percorrem quilómetros emocionantes por entre as maravilhas com que a natureza nos contempla.

Aqui, o deserto rochoso é interrompido por íngremes desfiladeiros e montes áridos numa paisagem desolada pelo clima, mas com a sua beleza única e impressionante.

Pelos seus vales e planaltos surgem extensões infinitas de oásis verdes, onde todo o tipo de árvores de fruto e plantações crescem em abundância e sintonia.

As estradas percorrem as subidas e descidas por entre as montanhas e extensos vales, num lugar repleto de luz intensa e cores ricas.

Viajar de mota por esta rota panorâmica é fazer parte dela e ser invadidos pela grandeza da sua beleza.

Viagem de mota por Marrocos. Estrada R704 Boulmane du Dadès - Gorgès du Dadès M'Semrir.
Viagem de mota por Marrocos. Estrada R704 em M’Semrir.
Viagem de mota a Marrocos. Estrada R704.
Viagem de mota a Marrocos. Estrada R704.
Viagem de mota a Marrocos. Estrada R704.
Viagem de mota a Marrocos. Estrada R704.

Mapa do Percurso

Sobre a definição percurso

As Gorges du Dadès e do Todgha, são dois locais amplamente divulgados sempre que de viagens de mota a Marrocos se falam.

Incluídos no nosso percurso de um dia com saída desde Skoura, o objectivo seria percorrer os desfiladeiros do Wadi Dadès seguidos do Wadi Todgha.

Na marcação do roteiro e após a passagem pela sinuosa estrada do Dadès, Agoudal foi eleito como o ponto intermédio do percurso.

Olhando para o mapa Michelin, a rota verde por lá estava traçada e parecia mesmo bem. Seria a saída da Estrada R704 e mudança de rumo para sul na R703, com passagem por Tizi Tirherhouzina e destino às Gorges du Todgha.

O dia terminaria na zona de Boulmane do Dadès por ter sido um dos poucos locais nos arredores com disponibilidade onde nos pareceu bem pernoitar.

Nesta fase teria sido prudente verificar que, numa grande extensão do percurso algures entre a pequena aldeia de M’Semrir e Agoudal, existia um longo percurso fora de estrada!

Mas se o fizéssemos, não seria a mesma coisa e hoje não estaríamos aqui a partilhar a rota por um percurso que nos desafiou os limites e elevou a viagem por Marrocos a um outro nível.

Parte I – Estrada R704 Boulmane du Dadès – Gorgès du Dadès M’Semrir (Estrada Pavimentada)

Saímos de Skoura pela manhã cedo em direcção a Boulmane du Dadés. Sempre na companhia de oásis onde inúmeros cultivos irradiam o verde por entre as cores quentes do deserto e construções em redor. Os picos nevados do Atlas teimam em distinguir-se ao longe, sem nunca quebrar a harmonia da paisagem.

O padeiro tinha acabado de nos oferecer um delicioso pão marroquino acabadinho de sair do forno, e o dia ainda estava a começar!

A partir de Boulmane do Dadès entramos na estrada R704 e o ambiente muda bruscamente. Deixamos de percorrer um vale e gradualmente a subida para a montanha inicia-se.

Estrada R704 Boulmane du Dadès - Gorgès du Dadès
Estrada R704 Boulmane du Dadès – Gorgès du Dadès

A paisagem rochosa ao longo da estrada revela espectaculares formações geológicas que encantam e revelam o grande feito dos fenómenos da natureza. A estrada serpenteia entre elas em harmonia num cenário desolado pelo deserto onde cada quilómetro é uma surpresa.

Rodeado de vegetação, destaca-se da paisagem rochosa o curso do Wadis do Dadès (rio seco onde corre água apenas na estação chuvosa). Por lá e pelo seu fértil vale, figueiras, amendoeiras, nogueiras, tamareiras entre muitas outras árvores de fruto  e pequenos cultivos prosperam pela região.

Nas curvas das Gorges du Dadés

As Gorges du Dadés surgem poucos quilómetros depois e as conhecidas curvas da sua subida prometem. No topo espreita-se a curvilínea estrada que rasga as montanhas sucessivamente e a viagem para norte continua.

O pavimento é de boa qualidade e permite contemplar tudo o que o rodeia. A estrada perde-se no infinito do vale avermelhado até M’Semrir e cada quilómetro é uma emoção!

Estrada R704 Boulmane du Dadès - Gorgès du Dadès
Viagem de mota a Marrocos. Estrada R704 Gorgès du Dadès
Estrada R704 Boulmane du Dadès - Gorgès du Dadès
Viagem de mota por Marrocos. Estrada R704 Gorgès du Dadès
Viagem de mota por Marrocos. Estrada R704 Gorgès du Dadès
Viagem de mota por Marrocos. Estrada R704 Gorgès du Dadès

M’Semrir é uma pacata aldeia no sopé do Alto Atlas e por lá as formações geológicas sobressaem na paisagem desértica por entre as pequenas construções que nela se encaixam.

Estávamos na hora do almoço e com o cenário perfeito. Decidimos saborear o pão marroquino oferecido pela manhã acompanhado com o ”Embutido Ibérico” que trouxemos na bagagem!

Viagem de mota por Marrocos. Estrada R704 Gorgès du Dadès
Viagem de mota por Marrocos. Estrada R704 em M’Semrir
Viagem de mota por Marrocos. Estrada R704 em M'Semrir
Viagem de mota por Marrocos. Estrada R704 em M’Semrir
Viagem de mota por Marrocos. Estrada R704 em M'Semrir
Viagem de mota por Marrocos. Estrada R704 em M’Semrir

Parte II- Estrada R704 Gorges du Dadès M’Semrir – Agoudal (Fora de Estrada)

A viagem prosseguiu e a partir da aldeia que nos recebeu para almoçar o tipo de estrada mudou radicalmente.

Alternando alguns percursos pavimentados com outros por pavimentar, avançávamos pela rota observando as obras que pela sua beira decorriam, na esperança que fosse apenas mais um bocadinho. Máquinas e camiões trabalhavam a ritmo pouco acelerado, mas com o objectivo de melhorar a estrada.

Estrada R704 Gorges du Dadès M'Semrir - Agoudal
Estrada R704 Gorges du Dadès M’Semrir – Agoudal
Estrada R704 Gorges du Dadès M'Semrir - Agoudal
Estrada R704 Gorges du Dadès M’Semrir – Agoudal
Estrada R704 Gorges du Dadès M'Semrir - Agoudal
Estrada R704 Gorges du Dadès M’Semrir – Agoudal

Com a ingénua ideia de que em breve chegaríamos de novo a estrada pavimentada continuámos cuidadosamente, até ao ponto em que, voltar a trás seria tão difícil ou pior do que enfrentar o desconhecido!

Com motas e pneus de estrada, sem sinalização, sem povoações nos arredores e sem sinais aparentes de vida em redor, estávamos em pleno coração da montanha! Com precipícios eminentes a uma altura vertiginosa, podíamos contemplar as maravilhas à nossa volta e o coração batia a mil à hora.

De repente, ao longe vislumbramos camiões de expedições, que rapidamente nos tranquilizaram em relação ao restante caminho, a parte pior estava superada! Continuámos em direcção a Agoudal contentes com nosso instinto certeiro em não voltar para trás!

Tão incrivelmente belo quanto perigoso, o percurso fora de estrada entre a remota aldeia de M’Semrir e Agoudal proporcionou-nos quilómetros de pura adrenalina.

Por entre muita concentração por parte dos condutores e muito pavor das penduras, foram mais de 50 km a sentir um misto de emoções extremas num dos maiores desafios da viagem. Valeu muito a pena!

Estrada R704 Gorges du Dadès M'Semrir - Agoudal
Estrada R704 Gorges du Dadès M’Semrir – Agoudal
roteiro de viagem de mota a marrocos
Viagem de mota por Marrocos. Na estrada R704 pelas Gorges du Dadés
Estrada R704 Gorges du Dadès M'Semrir - Agoudal
Estrada R704 Gorges du Dadès M’Semrir – Agoudal
Viagem de mota por Marrocos. Na estrada R704 pelas Gorges du Dadés
Viagem de mota por Marrocos. Na estrada R704 pelas Gorges du Dadés

Parte III – Estrada R703 Agoudal – Tizi Tirherhouzine – Gorges du Todgha  (Estrada Pavimentada)

O dia já ia adiantado e a aventura na etapa anterior fazia sentir que tínhamos vivido muitos dias num só! Viajar por Marrocos é assim! Preencher o dia com tantas emoções que o faz parecer muitos mais!

Finalmente em Agoudal, uma pitoresca e pacata aldeia no outro extremo da R704, um café Nespresso era a última coisa que esperaríamos encontrar! Por lá as casas vermelho ocre combinam com as cores da montanha e tudo em redor se funde na paisagem solitária do deserto.

Pequenas culturas relembram que há vida na região e acompanham o nosso circuito brindando-nos com a sua presença verdejante.

Viagem de mota por Marrocos. Estrada R703 Agoudal - Tizi Tirherhouzine - Gorges du Todgha
Viagem de mota por Marrocos. Estrada R703 Agoudal – Tizi Tirherhouzine – Gorges du Todgha

Entrámos na Estrada R703 com direcção às famosas Gorges du Todgha, mas o caminho para lá chegar é que merece a distinção!

A percorrer um dos extremos dos desfiladeiros do Todgha o percurso é magnífico! Os arredores áridos destacam-se na paisagem cuja estrada em Tizi Tirherhouzine por entre eles serpenteia a grande altitude.

Viagem de mota por Marrocos. Estrada R703 Agoudal - Tizi Tirherhouzine - Gorges du Todgha
Viagem de mota por Marrocos. Estrada R703 Agoudal – Tizi Tirherhouzine – Gorges du Todgha
Viagem de mota por Marrocos. Estrada R703 Agoudal - Tizi Tirherhouzine - Gorges du Todgha
Viagem de mota por Marrocos. Estrada R703 Agoudal – Tizi Tirherhouzine – Gorges du Todgha
Viagem de mota por Marrocos. Estrada R703 Agoudal - Tizi Tirherhouzine - Gorges du Todgha
Viagem de mota por Marrocos. Estrada R703 Agoudal – Tizi Tirherhouzine – Gorges du Todgha
Viagem de mota por Marrocos. Estrada R703 Agoudal - Tizi Tirherhouzine - Gorges du Todgha
Viagem de mota por Marrocos. Estrada R703 Agoudal – Tizi Tirherhouzine – Gorges du Todgha

O movimento é quase inexistente e naquela hora em mais de 40 km fomos só nós e a estrada até à chegada a Tamtattouchte. Com a proximidade às Gorges du Todgha invertemos a altitude, saímos dos planaltos elevados e o percurso continua por entre enormes paredes rochosas nos vales.

Viagem de mota por Marrocos. Gorges du Todgha
Viagem de mota por Marrocos. Gorges du Todgha

Nas famosas Gorges du Todgha

A chegada às Gorges du Todgha é desanimadora. Depois de um dia por entre locais de tamanha beleza, a fasquia elevou-se e seria difícil de superar.

Por lá erguem-se imponentes desfiladeiros dos dois lados da estrada com alturas superiores a 300 m. As escarpas são impressionantes e por esta enorme falha geológica corre o curso do Wadi Todgha.

Viagem de mota por Marrocos. Gorges du Todgha
Viagem de mota por Marrocos. Gorges du Todgha
Viagem de mota por Marrocos. Gorges du Todgha
Viagem de mota por Marrocos. Gorges du Todgha

No entanto, é notória a intervenção humana e a presença em massa de visitantes no local que inevitavelmente o descaracterizam.

O dia estava a terminar e já tínhamos tido a nossa dose de passeio! Regressámos ao Dadès para o merecido descanso e uma bela refeição!

Viagem de mota por Marrocos. Gorges du Todgha
Viagem de mota por Marrocos. Gorges du Todgha

Alojamento nas Gorges du Dadès

Como é habitual reservamos sempre o nosso alojamento em Booking.com e na região do Dadès recomendamos o Aubergue Chez Pierre.

O parque de estacionamento fechado e a possibilidade de refeições no local foram factores decisivos para a eleição que em nada nos falhou.

Os quartos são fabulosos e inseridos num edifício tradicional muito bem preservado. O jantar e o pequeno almoço são as maravilhas da cozinha marroquina com toda a qualidade que pode oferecer.

Os preços são variáveis de acordo com a taxa de ocupação e altura do ano. Mas podemos referir que para a nossa estadia no mês de Abril, considerada época alta por Marrocos, o valor por noite rondou os 65 Eur com o pequeno almoço incluído.

Alojamento nas Gorges du Dadès. Aubergue Chez Pierre
Alojamento nas Gorges du Dadès. Aubergue Chez Pierre
Alojamento nas Gorges du Dadès. Aubergue Chez Pierre
Alojamento nas Gorges du Dadès. Aubergue Chez Pierre
Aubergue Chez Pierre
Alojamento nas Gorges du Dadès. Aubergue Chez Pierre

Dicas e Informações Práticas sobre o percurso

Em relação ao percurso fora de estrada aqui relatado, é importante referir alguns detalhes:

  • As nossas motas claramente não são as mais indicadas para realizar off road de tamanha dimensão. Fomos apanhados de surpresa no resultado da pouca atenção ao mapa na marcação do roteiro.
  • O sucesso do percurso foi facilitado pelo facto de, por estarmos na época alta de turismo, ter sido alvo de intervenção com máquinas para compor a estrada. Pode questionar a população local sobre o estado do percurso e com certeza saberão informa-lo correctamente.
  • Caso pretenda reproduzir os nossos quilómetros (totalmente aconselhado), realize o percurso durante o início da manhã ou da tarde para evitar o cair da noite. Demorámos quase 3h a percorrer os 60km e o local é deserto. As populações mais próximas encontram-se nos extremos norte e sul do percurso (60km).
  • Abasteça a mota de combustível na zona de Boulmane do Dadès se como nós fizer a abordagem sul ao percurso, ou Agoudal se vier de norte.
  • Pelo caminho surgiram muitas senhoras vindas dos seus trabalhos com grupos de burros carregados com lenha e ervas. Sugerimos que pare para não assustar os animais e que os deixe seguir com o seu ritmo próprio! Estará à beira do precipício e não haverá espaço para manobras de recurso!
  • A melhor dica de todas é sugerir que vá confirmar tudo isto com as suas próprias rodas! 

Deixamos abaixo o nosso roteiro de viagem por Marrocos, assim como algumas informações que consideramos úteis e práticas para uma grande viagem pelo país.

Roteiro de viagem de mota a Marrocos

Informações de viagem de mota a Marrocos

21 Replies to “Dadès, Agoudal e Todgha – De mota por Marrocos”

  1. Excelente!! Marrocos está cada vez mais a entrar no meu subconsciente! Qualquer dia vai ser o meu próximo destino! Obrigado pela patilha!

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Sem dúvida José Morgado! Um país muito diferente mas muito bonito!

  2. A 704 com essas motas… uiui!! o percurso é lindo, dos mais bonitos em Marrocos mas com uma trail iam melhor nesse troço.

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Sabemos que sim Fernando! Digamos que fomos apanhados desprevenidos 🙂 E na falsa ideia de que a estrada iria melhorar, fomos percorrendo o caminho até ao ponto que voltar para trás seria pior do que continuar. Mas correu tudo bem e o resultado final foi este!

  3. Nossa, que viagem incrível! Uma super aventura com um visual fantástico e belas fotos! Adoraria sair pelo mundo de moto, mas eu morro de medo!

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Obrigado Tina

  4. Só fiz um pouco aquando da minha ida ao deserto. Ou seja ainda só fui até a meio das Gorges du Todra e voltámos para trás. A Gorges du dades está em falta heheh talvez na próxima, que poderá ser em Novembro !

    1. quilometroinfinito says: Responder

      O percurso todo vale a pena! Sem dúvida! E a parte mais fascinante é a menos visitada 🙂

  5. Que paisagens maravilhosas!!!! Eu adoraria fazer essa viagem de moto pelo Marrocos… teria um pouco de medo das curvas no começo, mas acho que depois passa, né? Faz tempo que não dirijo moto, mas eu amava… já mandei o blog de vocês para o meu pai, que é motociclista fanático, sei que ele vai acompanhar sempre 🙂

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Obrigado Gabi! Sim!! o medo das curvas depois passa eheh

  6. Também fiz essa rota há pouco tempo e voltava já! Belas fotografias e de moto deve ser fantástico!

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Obrigado Diana!

  7. Já fiz essa estrada, não de moto, mas de jeep. Gostei muito. Do ponto de vista geológico é verdadeiramente fabuloso.

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Verdade Carla, é um percurso com cenários geológicos impressionantes que lhe conferem a beleza única!

  8. Já andei por aí mas de carro. Adorei fazer esse percurso, Marrocos é um país que eu gosto muito. Ainda bem que está aqui tão perto e dá para repetir algumas vezes 😉

  9. Que viagem incrível! Fiquei com muita vontade de conhecer melhor Marrocos, estive uma vez no país mas infelizmente foi pouco tempo e não pude conhecer melhor o interior do país.

  10. Que paisagens lindas!!! Adoraria fazer um roteiro como esse! Só fui a Marrocos de passagem em uma conexão, mas tava a noite e nem deu pra fazer nada. Preciso voltar pra vivenciar bem o local!

  11. Acho incrível andar de moto, mas sou muito medrosa e não tenho coragem. Vocês são corajosos, adorei o post!

  12. Como não se apaixonar pelo Marrocos? Eu adoro essas paisagens áridas e desérticas. Mas eu insisto em sempre visitar os mesmos lugares quando vou ao país. Hora de me aventurar mais pelo interior – obrigado por me lembrar! 🙂

  13. I am sitting in a bar with Carlos (your brother), he tells me you are preparing videos. Cannot wait to see these up on YouTube. The picture look epic 🙂
    if you need help editing let us know 🙂
    Phil
    PS: I love making videos too, here is our channel if you are curious what sort of video we do: https://www.youtube.com/c/Philmtx

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Hello Phil 🙂 thank you for your message and your help eheh is my brother a nice guy? Eheh i will see your vídeos off course!!! Thank you again and have a nice weekend!!

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: