De mota pela Sardenha

de mota pela sardenha la pelosa

Sardenha, uma viagem de mota ao paraíso azul

Perdemos-nos numa viagem de mota pela Sardenha, a segunda maior ilha do Mediterrâneo e um paraíso aqui ao lado. Incluída num roteiro de viagem de mota pela Sardenha e Córsega, esta é uma viagem que muito recomendamos.

A ilha Sardenha é constituída por cinco distintas áreas: Cagliari e o Sul, Costa Leste, Costa Oeste, Sardenha Central e a Barbagia e a reluzente Costa Esmeralda. Porque todas têm algo especial a percorrer ou visitar, por aqui apresentamos a eleição das melhores estradas e locais de interesse a visitar, no famoso destino de águas cristalinas.

Porque não conseguimos dissociar as melhores estradas dos melhores locais em duas listas, apresentamos as melhores estradas a percorrer que, por coincidência ou não, apresentam geralmente pelo seu percurso, os melhores locais a visitar!

Passo Genna Silana
Passo Genna Silana. Pelas melhores estradas da Sardenha

Sobre a Sardenha

Uma ilha predominantemente constituída extensas planícies com cultivo de sequeiro, alternadas por montanhas carregadas de verde e suas encantadoras colinas que as transportam até ao mar.

Pequenas e pitorescas cidades prosperam junto à costa, ricas em património histórico e ruas movimentadas em torno dos seus restaurantes e cafés. Por elas, inúmeras construções surgem, parcialmente escondidas pela vegetação, mas todas com um único objectivo: contemplar as divinas vistas que as rodeiam.

de mota Sardenha
Parque Nacional Dell’Asinara. De mota pela Sardenha
arbatax sardenha de mota
Estrada Oriental Sarda. Arbatax
de mota pela sardenha
Igreja de San Giacomo, na praça histórica da cidade de Orosei. De mota pela Sardenha
Santa Teresa de Gallura. de mota pela sardenha
Em Santa Teresa de Gallura. De mota pela Sardenha

Minúsculas ilhas acompanham a sua costa, sendo as mais belas a norte situadas e anfitriãs das melhores praias da Sardenha. Este é também o local por onde os veleiros e grandes iates de luxo se passeiam. A Sardenha é um dos destinos predilectos de muitas elites que durante os picos do Verão abundam pelo norte da ilha.

No interior, e pelas brancas montanhas sardas, o mar perde-se de vista e boas estradas conduzem a um passeio de mota fascinante por entre áreas montanhosas, extensos vales e planícies. As estradas curvilíneas não podiam faltar, não fossem elas a única maneira de contornar todos estes fabulosos ”obstáculos”.

de mota pela sardenha
Estrada Oriental Sarda. SS125 em Costa Leste. Sardenha
sardenha de mota
Pela Estrada Oriental Sarda. Sardenha

Os Nuragues da Sardenha

Viajar de mota pela Sardenha e não ver um nurague é, provavelmente, impossível. Porque fazem parte da sua cultura e património histórico, milhares existem pela ilha e a sua existência é envolta em lendas e mistério.

Pouco se conhece acerca da sua história, mas as construções de forma cónica, onde grandes blocos de rocha são empilhados sem argamassas pelo meio, são a imagem arqueológica da ilha. Assim, uns são encontrados ao longo das estradas ou acessíveis a escassos metros. Por sua vez, outros exigem horas de caminhada para os alcançar, pois são construídos em enormes grutas pelas montanhas sardas.

Sobre esses, nada podemos testemunhar pois a nossa caminhada preferida é sempre em duas rodas, e tudo o que fuja ao seu alcance têm de nos parecer mesmo genial para merecer uma longa caminhada.

Os nuragues podem aparecer isolados ou em vários aglomerados, levando a crer que se tratariam das cidades tipo do período entre 1800 a 500 a.C, altura em que a civilização Nurágica habitou a ilha.

Em alguns locais arqueológicos, além de vários nuragues dispostos geometricamente, encontram-se ainda cercados por baluartes e muralhas exteriores típicas de antigas fortalezas. Também a civilização Nurágica tinha o seu próprio mecanismo de defesa, justificando-se desse modo, a resistência aos Romanos em muitos locais.

Estrada Oriental Sarda de mota pela sardenha
Nurague de Barumini – Su Nuraxi. Sardenha
de mota pela ilha sardenha Nurague Loelle. Monte Albo. Sardenha
Nurague Loelle. Monte Albo. Sardenha

Melhores estradas e locais a não perder numa viagem de mota pela Sardenha

Parque Natural Dell’Asinara – Capo Falcone

Numa viagem de mota na Sardenha, a entrada na ilha é pela zona norte no porto de Porto Torres. Assim, o Capo Falcone lá estará para dar as boas vindas e o Parque Nacional dell’Asinara para de longe o agraciar.

A uma curta distância e a caminho de um dos locais mais emblemáticos da Sardenha, encontra os cenários prometidos quando um destino paradisíaco imagina.

Primeira rota panorâmica do percurso pela ilha, inserida no dia de viagem rumo a sul que terminou em Oristano. (Para mais detalhes consulte o Roteiro Sardenha e Córsega de mota).

Eleita internacionalmente como uma das melhores praias do mundo, a La Pelosa apresenta-se bela e azul turquesa, rodeada de um extenso areal branco aos pés do Capo Falcone.

Por lá, uma torre e fortificações construídas com intuito militar se encontram. Este é o lugar onde a estrada termina e onde vistas maravilhosas podem ser contempladas.

Tentando desviar a atenção das magníficas águas de cores sugestivas, vislumbra-se o Parque Nacional dell’Asinara. Reserva natural com um ecossistema marinho único em todo o mediterrâneo onde várias espécies em risco habitam. Por esse estatuto as visitas à ilha são apenas possíveis a partir de barco, mas sempre com acompanhamento de modo a serem controladas.

de mota pela sardenha e costa oeste
La Pelosa. Sardenha
de mota Sardenha
Parque Nacional Dell’Asinara. Sardenha
Dell'Asinara. Praia La Pelosa. Sardenha
Praia La Pelosa. Sardenha

Stintino

Estávamos na hora do almoço e os restaurantes bem localizados com vista para a praia La Pelosa eram bastante sugestivos. No entanto os preços impeditivos afugentaram-nos para Stintino a uma curta distância. Em nada ficámos a perder, pois a escolha recaiu sobre um dos restaurantes à beira mar e com o que consideramos ser sempre um bom presságio: una mamma italiana na cozinha!

Stintino é uma pitoresca cidade costeira, com uma encantadora e pequena marina, onde encontra várias esplanadas à beira mar com muitas opções para restaurantes e cafés. Na chegada à Sardenha ao fim da manhã (horário habitual de chegada do ferry da Grimaldi Lines), este é o local recomendado para que após a saída de Porto Torres, faça um breve passeio de reconhecimento a caminho de uma agradável refeição.

sardenha de mota pela costa esmeralda
Em Stintino. Sardenha

Estrada Ocidental Sarda – Capo Caccia e Alghero

Com vistas deslumbrantes sobre a pitoresca cidade entre muralhas de Alghero, eleva-se sobre o mar o Capo Caccia. Vindos de norte da estrada panorâmica pelo Parque Natural Dell’Asinara, foi esta a segunda rota a não perder, incluída no percurso do dia até Oristano. (Para mais detalhes consulte o Roteiro Sardenha e Córsega de mota).

Elegantes formações rochosas estendem-se pela costa. Sobre elas uma pequena e tranquila estrada conduz ao estreito, onde um farol empoleirado se apresenta a contemplar o oceano.

Neste local, escondida abaixo da superfície, a Grotta di Nettuno é majestosa e é alcançada após um caminho pedestre por construções à beira mar. Assim, num percurso vindos de Norte, o Capo Caccia representa um ligeiro desvio que é totalmente recomendado. É também seleccionado como o ponto inicial de mais um percurso panorâmico a não perder pela ilha.

de mota por sardenha Capo Caccia, Alghero
Capo Caccia, Alghero. Sardenha

Segue-se a passagem pela cidade costeira de Alghero, que além de todos os monumentos de interesse histórico que apresenta, é também anfitriã de uma das etapas do WRC no Rally da Sardenha, que por aqui tantas vezes se iniciou.

E a estrada SS292 até ao Lago del Temo, diz-lhe porquê! Mesmo que o cenário que a envolva não seja tão deslumbrante quanto outros pela ilha, a estrada é absolutamente fantástica! São curvas dentro de curvas numa subida cheia de adrenalina que termina num verdejante vale.

de mota por parte do percurso do Rally da Sardenha.
SS292 a Estrada Ocidental Sarda, parte do percurso do Rally da Sardenha.
de mota por SS292 a Estrada Ocidental Sarda, parte do percurso do Rally da Sardenha. WRC
SS292 a Estrada Ocidental Sarda, parte do percurso do Rally da Sardenha.

Sítio Arqueológico de Tharros

Pela costa oeste da Sardenha, a poucos quilómetros de Oristano local de pernoita, o dia começa num histórico local. Tharros merece que estacione a mota no parque dos visitantes. (Para mais detalhes consulte o Roteiro Sardenha e Córsega de mota).

Antiga zona habitada inicialmente pelos povos Fenícios durante o século VIII a.C, surge o Sítio Arqueológico de Tharros e as ruínas resultantes da escavação da fantástica cidade por eles construída.

Localizada num estreito chamado Capo de San Marco, a situação privilegiada permitia a ancoragem segura dos navios da época, o que levou o local a prosperar e a evoluir, continuando mais tarde sobre domínio Romano.

Banhado por mar nos dois lados, este é um dos locais mais intrigantes do mediterrâneo, cujas escavações arqueológicas revelaram apenas uma parte da antiga cidade, que se imagina imensa.

Aquela que foi habitada por vários povos, revela marcas de todos eles na sua história arqueológica. De um elaborado sistema de esgotos romanos às suas cisternas, das ruínas das fortificações às zonas de habitação. Tharros é um local cheio de histórias para contar e outras tantas por descobrir.

O que de imediato chama a atenção são as colunas Coríntias, parte do processo de reconstrução dos monumentos que ocupavam a cidade e que incluem um capitel Coríntio original.

pela sardenha de mota em melhores locais a visitar na sardenha
Colunas Coríntias nas ruínas da antiga cidade de Tharros. Sardenha
cidade de Tharros. Sardenha de mota
Ruínas na cidade arqueológica de Tharros e Torre de San Giovanni. Sardenha

San Giovanni di Sinnis

Para completar a rota com um pouco mais de história, na pequena aldeia à beira mar com Tharros como fundo, San Giovanni di Sinnis apresenta a igreja com o mesmo nome. A extensa praia que une os dois locais merece também a referência.

Construída durante o período Bizantino, em meados do século VI, mesmo após algumas alterações posteriores, mantém a sua forma medieval original e nela contempla o monumento mais antigo da Sardenha.

cigreja junto à cidade de Tharros. Sardenha
Igreja de San Giovanni di Sinnis. Tharros Sardenha
San Giovanni di Sinnis. Tharros Sardenha de mota pela ilha sardenha
Praia San Giovanni di Sinnis. Sardenha

Estrada Oriental Sarda – Passo Genna Silana

Pela Costa Leste, a estrada oriental sarda (SS125) atravessa os picos da Sardenha Oriental no Parque Nacional de Gennargentu, onde a Punta La Marmora se apresenta como o ponto mais alto da ilha. Oferece um percurso fabuloso numa das estradas mais procuradas da Sardenha para um passeio de mota: o Passo de Genna Silana.

Inserida no roteiro do dia, com início no sul da Sardenha e final em Nuoro na Sardenha Central, esta estrada é um dos pontos altos da viagem. (Para mais detalhes consulte o Roteiro Sardenha e Córsega de mota).

O Passo de Genna Silana enquadra-se nos cerca de 60 km mais espectaculares do percurso entre Dorgali e Baunei. Uma estrada que serpenteia nas montanhas, talhada na rocha calcária por antigos comerciantes de carvão, é um histórico percurso a não perder pelas brancas montanhas sardas.

Antes da chegada a Dorgali, numa descida sinuosa, ondulando entre colinas na estrada que o conduz até ao mar, espreite entre pinheiros mansos para o reluzente mar de Cala Gonone. Nela aproveite o sol da Sardenha num dos inúmeros cafés e restaurantes à beira mar.

Passo Genna Silana, pela Estrada Oriental Sarda SS125 de mota
Passo Genna Silana, pela Estrada Oriental Sarda SS125
de mota por Passo Genna Silana, pela Estrada Oriental Sarda SS125
Passo Genna Silana, pela Estrada Oriental Sarda SS125
sardenha de mota
Pelo Passo Genna Silana. Sardenha
sardenha de mota melhores estradas
Passo Genna Silana. Pelas melhores estradas da Sardenha

Parque Natural de Gennargentu e Nuoro

Explorar o coração do Parque Nacional de Gennargentu pelas suas cordilheiras e aldeias empoleiradas em encostas, merece um dia completo de dedicação.

Inserido no roteiro onde o Lago del Cedrino foi o local eleito para duas noites pernoitar, esta foi a rota escolhida para o dia livre. Começou com um pouco de história, continuou pelas pequenas aldeias da Barbagia e terminou num jantar à beira mar no centro histórico de Orosei.  (Para mais detalhes consulte o Roteiro Sardenha e Córsega de mota).

Visita às ruínas da Civilização Nurágica

Inserida no planalto de Dorgali, uma das maiores aldeias nurágicas da Sardenha se encontra e está acessível após uma pequena caminhada. Com pequenas praças e poços entre as habitações de forma cónica, a visita às ruínas da vila de Serra Orrios é um banho da história que ainda tanto tem para revelar.

A uma curta distância da vila, a Tomba di Giganti di Thomes é o monumento arqueológico que revela como a civilização nurágica enterrava os seus mortos.

de mota pela sardenha serra orrios
Vila Nurágica Serra Orrios. Dorgali Província de Nuoro. Sardenha
tomba di giganti di thomes
Tomba di Giganti di Thomes. Dorgali. província de Nuoro. Sardenha

Pelas históricas aldeias de montanha

Com uma lição sobre os antepassados da ilha, a cordilheira de Gennargentu aguarda também a sua visita. Orgòsolo, Fonni, Desulo, Aritzo, Seui e Lanusei são as pacatas e pitorescas aldeias que repousam nas encostas das montanhas.

Nas paredes da aldeia de Orgòsolo aparecem os murais da Sardenha. Durante o século passado tornaram-se característica de muitas aldeias pela ilha, e por esta rota muitos se encontram.

Uma forma de sátira social ou apenas demonstração de criatividade, as pinturas de cores vivas enriquecem as fachadas das históricas aldeias e algumas rochas pelas estradas de montanhas.

de mota pela sardenha
Murais da Sardenha pelas montanhas de Orgòsolo.
Murais da Sardenha pelas montanhas de Orgòsolo.
Murais da Sardenha na aldeia de Fonni.
de mota pela sardenha
Fonni a aldeia mais alta Sardenha, pelo Parque Nacional de Gennargentu.

Pelas estradas de montanha do Parque Nacional Gennargentu

Por entre paisagens de paredes íngremes de calcários, densas florestas de urze, sobreiros e amendoeiras, o Monte de San Giovanni observa-nos e a Punta de La Marmora dá o ar de sua graça.

Convida-nos a percorrer as suas sinuosas estradas por entre uma das maiores florestas de azinheiras da Europa. Sempre de olho nos pelos luxuriantes campos por onde os pastores libertam o gado.

O caminho de ferro entre Cagliari e Sòrgono por aqui se inicia. Grande parte do percurso panorâmico aqui descrito, acompanha lado a lado a rota do comboio. Se a mota não fosse a opção preferida, este seria um agradável passeio através de uma viagem no meio de transporte de outros tempos.

de mota pela sardenha em Parque Nacional Gennargentu.
Caminho de ferro Cagliari – Sòrgono pelas montanhas do Parque Nacional Gennargentu.
Sardenha pelas montanhas de mota em Parque Nacional Gennargentu.
Parque Nacional de Gennargentu nos arredores de Lanusei. Sardenha
Parque Nacional de Gennargentu de mota
Parque Nacional de Gennargentu nos arredores de Lanusei. Sardenha

A rota termina em Lanusei, e o regresso ao Lago Cedrino e  região de Nuoro é realizado através da estrada mais rápida. Em menos de uma hora é possível terminar o dia na cidade costeira de Orosei e à mesa de um restaurante italiano.

A Sardenha habitua-nos sempre a um cenário especial a acompanhar as refeições, seja pelas cores do mar que a rodeia ou pelos monumentos que embelezam as suas cidades.

de mota pelas melhores estradas da sardenha
Igreja de San Giacomo, na praça histórica da cidade de Orosei. Sardenha

Estrada do Monte Albo – Passo Sant’Anna

O Passo de Sant Anna faz parte de mais uma rota panorâmica nas montanhas sardas. Inserida no roteiro de um dia, com a passagem da Sardenha Central para a Costa Esmeralda, a estreita estrada que sobe o Monte Albo é um passeio divinal pelo coração da Barbagia.  (Para mais detalhes consulte o Roteiro Sardenha e Córsega de mota).

Entre muitas oliveiras, sobreiros e extensos maquis, os densos arbustos característicos da região do Mediterrânico, são quilómetros de tranquilidade por entre maravilhas da natureza.

Entre a pequena aldeia de Lula e a de Buddusò, este percurso panorâmico atravessa pequenas cidades e a área arqueológica do nurague de Loelle, sempre com vistas panorâmicas para o belo Monte Albo.

Enormes paredes brancas de calcário estendem-se por estas regiões e parte do percurso segue uma estreita estrada na base da montanha.

O Passo de Sant Anna surge enquadrado nos cerca de 80km, pela estrada que serpenteia por entre os penhascos e floresta com cheiro a alecrim e rosmaninho.

As pacatas vilas pelo percurso, relembram a tranquilidade de outros tempos. Pequenas lojas e oficinas de artesãos se encontram pelo caminho. Tapetes, cestos ou cerâmicas entre outros são expostos nas fachadas das pequenas casas junto à estrada.

Pelo Monte Albo e o Passo de Sant'Anna. Sardenha de mota e córsega
Pelo Monte Albo e o Passo de Sant Anna. Sardenha
Pelo Monte Albo e o Passo de Sant Anna. Sardenha de mota pelas melhores estradas da ilha paradisíaca
Pelo Monte Albo e o Passo de Sant Anna. Sardenha
passo de sant anna de mota pela sardenha
Pelo Monte Albo e o Passo de Sant’Anna. Sardenha

Arquipélago della Maddalena

A norte da ilha, pela Costa Esmeralda destaca-se o paradisíaco e pacato Arquipélago della Maddalena. Composto por inúmeras pequenas ilhas apenas acessíveis de barco e por 2 maiores, onde uma estrada panorâmica delicia quem a percorre. Sem dúvida um destino a não perder numa viagem de mota pela ilha.

Duas noites foi o tempo escolhido para pernoitar na Costa Esmeralda, e o mínimo que se recomenda. O passeio ao arquipélago da Maddalena foi inserido num dia livre pela região.

Por aqui os grandes iates e veleiros repousam a contemplar o cenário maravilhoso e cristalino que os rodeia, mas um passeio de mota em nada lhe fica atrás!

Isola Maddalena

Vindos de mota no ferry a partir de Palau, chega à ilha principal e pequena cidade com os mesmos nomes do arquipélago, La Maddalena.  (ver o Roteiro da Córsega e Sardenha para detalhes sobre o transporte).

sardenha de mota costa esmeralda
Ferry para a visita à Isola Maddalena a partir de Palau na Sardenha.

Uma pequena marina e um charmoso centro histórico são um passeio agradável à beira mar. Por aqui vários restaurantes apresentam tudo o que a maravilhosa cozinha mediterrânica tem para oferecer, com o saboroso toque italiano.

Também este local durante o século XVIII foi usado como base militar, tendo em conta a sua posição estratégica conveniente em pleno mar mediterrânico, a curtas milhas da costa italiana continental.

Deixando a pequena cidade La Maddalena, percorrer a costa recortada da ilha é um passeio curto mas merecedor de cada quilómetro. Sempre com as lindas águas límpidas e cristalinas como fundo, envoltas nos belos blocos de granito que por lá se elevam, a rota panorâmica é encantadora.

Estradas de boa qualidade circundam a ilha e conduzem-no de praia em praia, sempre com a atenta vizinha Córsega a espreitar no horizonte, onde as falésias do estreito de Bonifácio se avistam.

De mota pela Sardenha em Isola Madalena
Estrada Panorâmica em Isola della Maddalena. Sardenha
Arquipélago della Maddalena de mota
Arquipélago della Maddalena
Praia Sardenha. de mota pela ilha
Isola Maddalena Cala Lunga. Sardenha

Isola Caprera

Pela curta travessia do Passo della Moneta, a ilha Maddalena e Caprera estão ligadas. O mediterrâneo espreita calmamente, e Caprera aguarda-o com toda a serenidade que uma ilha paradisíaca não habitada pode oferecer.

Por entre elegantes rochedos, com o perfume dos pinheiros mansos que pelo caminho encontra, percorre aquela que outrora foi propriedade de Giuseppe Garibaldi, famoso guerreiro italiano.

Hoje é possível visitar  na ilha o seu memorial e casa museu, assim como entender o porquê da escolha deste local como predilecto para a sua habitação.

de mota pela sardenha
Passagem da Isola Maddalena para Isola Caprera
sardenha de moto
Isola Caprera. Floresta de pinheiros mansos. Sardenha
de mota pela sardenha Spiaggia I due Mari, Isola di Caprera, 07024 La Maddalena OT, Itália
Em Spiaggia I due Mari, Isola Caprera. Sardenha

Capo Testa – Santa Teresa de Gallura – Porto Cervo

Porto Cervo é o local mais agitado pela Costa Esmeralda. O encanto da zona norte da ilha Sardenha, está na sua longa e maravilhosa linha costeira. Este é local ideal para conciliar fantásticos passeios de mota com belos dias de praia.

Inserido no percurso de mota pela Sardenha, duas noites foi o tempo reservado para esta zona. (Para mais detalhes consulte o Roteiro Sardenha e Córsega de mota).

Durante quilómetros as estradas contornam a costa na companhia das magníficas praias e encantadoras colinas. Sugere-se que percorra a rota panorâmica com início na pequena cidade de Porto Cervo e termine com um dia de praia pelo Capo Testa, passando pela pitoresca Santa Teresa de Gallura.

A região ganhou vida pelo turismo, e por lá maravilhosos alojamentos de todas as espécies encontra, dos mais económicos aos mais luxuosos. Mas que vale mesmo é que todos possuem a seus pés as praias de areia branca e o mar azul turquesa no seu estado mais límpido e reluzente!

de mota pela sardenha
Pelas praias da Costa Esmeralda. Sardenha
Capo Testa, Praia Rena di Ponente. Sardenha de mota
Capo Testa, Praia Rena di Ponente. Sardenha

Informações práticas sobre uma viagem de mota pela Sardenha

Chegada a Porto Torres

Vindos num ferry a partir do porto de Barcelona, a chegada ao norte da ilha em Porto Torres estava prevista para as 10h da manhã. Mas é bom recordar que a travessia é feita numa companhia italiana, pelo que o atraso e o caos no embarque e desembarque estarão sempre presentes! No nosso caso o atraso foi de 2h e é bom contar com estes ”imprevistos”.

sardenha de mota bandeira

Objectivo do roteiro

Com o objectivo de percorrer a Sardenha de norte a sul, a nossa viagem foi programada para uma estadia de 7 dias. No entanto, pela região de Cagliari e o Sul da Sardenha poucos locais a destacar se encontram, pelo que se sugere que aproveite mais dias pela zona norte e centro. (Perfeito se quiser encaixar no percurso mais dias de praia). Para mais detalhes consulte o nosso artigo roteiro de viagem pela Sardenha e Córsega.

Bombas de gasolina

É fácil encontrar bombas de gasolina para abastecer pelo caminho. Mas é importante ter em atenção que, nas zonas mais remotas, ao domingo todos os postos de abastecimento estão encerrados! Faça conta com isso e abasteça a mota no dia anterior para evitar maiores aventuras!

Qualidade das estradas e condução

Se já teve contacto com a condução italiana, sabe do que estou a falar! Senão teve deixe-me referir que no caso da Sardenha, até nem é dos piores sítios! Tal deve justificar-se pela pouca população a habitar a ilha, quando comparado com a Itália continental.

No meio do ligeiro caos, há algo que deve reter a viajar de mota pela Sardenha: qualquer que seja a situação, a prioridade nunca será sua!

As estradas são geralmente de boa qualidade e permitem uma condução agradável. Apenas nas zonas mais interiores, as pequenas estradas e suas populações são alvos de alguns deslizamentos de terra durante os períodos de Inverno. Por vezes as estradas podem estar parcialmente cortadas ou com pequenos detritos a tornar o piso escorregadio.

Refeição típica da Sardenha

Porque uma imagem vale mais do que mil palavras, aqui deixo o exemplo de uma refeição típica da Sardenha. A chamada ” cena sarda”.

Os locais onde encontra a gastronomia da região, com confecção e produtos da melhor qualidade, são sem dúvida nos alojamentos e restaurantes de agriturismo pela ilha.

E porque em tudo foram excepcionais e deliciosos, deixo-vos duas sugestões de alojamento com restaurante no local. As reservas foram realizadas através do Booking.com.

Santa Teresa de Gallura. Sardenha
Restaurante do Agriturismo La Saltara. Santa Teresa de Gallura. Sardenha
de mota pela sardenha
Para abrir o apetite de uma visita à Sardenha! A tábua de queijos e enchidos.
sardenha de mota
Raviolli de Ricotta e Espinafres.
sardenha de mota
Porceddu Sardo. Prato típico na Sardenha

Com a Córsega a chamar-nos no horizonte, a nossa viagem para lá continuou. A partir do porto de Santa Teresa de Gallura um curto ferry permitiu-nos continuar. Para mais detalhes sobre o roteiro consulte o nosso artigo já publicado. Em breve publicaremos outro com todos os locais a visitar pela Córsega.

roteiro de viagem pela Sardenha e Córsega.
As falésias de Bonifácio na Córsega, que se avistam a partir da Sardenha.

Se gostou deste artigo e souber de alguém que também possa gostar, partilhe clicando no botão das redes sociais abaixo. Estará a ajudar-nos a divulgar e a continuar a nossa existência. O nosso muito obrigado desde já e boas curvas!

17 Replies to “De mota pela Sardenha”

  1. Ai, que vontade de conhecer este lugar! Há anos um amigo meu sardo está me convidando para visitá-lo por lá mas fico enrolando por aqui. Espero poder visitá-lo no final do verão. Vamos cruzar os dedinhos… 🙂

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Fico a torcer por você! Sardenha de praias paradisíacas com a comida italiana deliciosa! Combinação perfeita!

  2. Nossa! Que lugares lindos! Sempre quis conhecer Sardenha, mas ainda não tive a oportunidade. Espero que em breve eu possa conhecer este paraíso europeu.

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Espero que sim Joice, a Sardenha espera por você!

  3. uma aventura e tanto, deve ser muito libertador viajar dessa maneira, e ainda mais desfrutando das paisagens pelo caminho, lindas fotos!

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Sim Flávia! Viajar de moto é uma liberdade muito grande e adoramos! Obrigado pelo comentário!

  4. Ótimas dicas e que paisagens! Quanto a guiar na Itália, só tive essa experiência (sob 4 rodas) no Norte do país (Veneza-Dolomitas-Trento), mas foi bem tranquilo e seguro – e vi muitos motoqueiros pelas Dolomitas!

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Sim Márcia! As Dolomites são um sítio lindo para viajar de moto ou de qualquer forma! Em breve também colocamos um post sobre elas! Conduzir na Sardenha também é muito tranquilo. Fomos no mês de Junho quando a ilha ainda não está lotada e tudo é mais agradável.

  5. Juliana Moreti (turistando.in) says: Responder

    Otimo post!
    Sempre tive curiosidade em conhecer os Nuraghi de perto! Sò não faria isso em moto!
    hahahahaha
    Morro de medo!
    Baci…..

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Para conhecer os Nuraghi é só deixar a mota no parque e ir a pé 😉 Eu também tinha medo! Até que fui uma vez e nunca mais parei 😛 como em tudo o que fazemos na vida é preciso consciência e cuidado. A partir daí é aproveitar muito! Felicidades Juliana

  6. Excelente roteiro pela Sardenha, e que dá para fazer de carro também! Vou usar suas dicas para quando planear minha viagem lá. Obrigado

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Obrigado! Sim dá para fazer de carro todo o nosso circuito! Aproveitar as praias da ilha com as estradas panorâmicas que as rodeiam. Tudo aliado à excelente gastronomia italiana que por lá se encontra!

  7. Estive em Cagliari duas vezes e amei! Praias lindas, cenário incrível! Fazer essa viagem de moto deve ser mesmo muito emocionate!

  8. Viajar de moto é uma sensação incrível de liberdade! Fiz uma viagem de moto( na garupa) quando ainda era adolescente e foi sensacional. De moto fica mais fácil conhecer cantinhos escondidos.

  9. Essa rota é incrível, admirada com tanta paisagem linda.

  10. Mario Rodrigues says: Responder

    Ora viva, também já fui um proprietário de uma BMW 1150RT (vendida com 70k) e agora tenho uma R1200RT.
    Estas férias vou fazer 10 dias de viagem pela Sardenha e o vosso report vai ser bastante útil para preparar a nossa viagem.
    Somos ambos (eu e a minha companheira) apaixonados pelas grandes viagens.
    Continuem a “postar”…pois adoramos ler os vossos conselhos e dicas…

    obrigado pela partilha e um abraço,
    Mário Rodrigues
    Aveiro

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Obrigado Mario! Ficamos contentes com a mensagem e desejamos lhe uma óptima viagem!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: