Roteiro de viagem de mota pela Serra do Açor

Roteiro de viagem de mota pela Serra do Açor, Portugal

Num fim-de-semana soalheiro em cores de Outono, olhámos para o mapa de Portugal e elegemos o próximo destino para um passeio em duas rodas. Algures pelo centro de Portugal, ainda com tantas estradas por explorar, definimos um roteiro de viagem de mota pela Serra do Açor. Por lá encontrámos um labirinto sugestivo de estradas panorâmicas e rotas motociclísticas do melhor que há pelo país.

Sobre a Serra do Açor

Classificada como paisagem protegida, toda a Serra do Açor é uma zona montanhosa onde o xisto é a rocha abundante, envolta numa área florestal diversificada. Em muitos locais, afectada pelos incêndios que devastaram a região nos últimos anos, a natureza pelo Açor não se deixa dominar e renasce a cada recanto. Mesmo irreversivelmente modificada, a paisagem que a serra oferece é de beleza estonteante e ainda em muitos locais é possível contemplar a natureza no seu estado quase puro.

Situada na Cordilheira Central é integrada nos concelhos da Pampilhosa da Serra e Arganil. Do alto dos seus cerca de 1350 m, a Serra do Açor disputa o lugar de montanha mais bela de Portugal com as suas vizinhas Serra da Lousã e Serra da Estrela. Mas porquê a disputa? Não conseguimos escolher apenas uma e todas coabitam em plena harmonia. Parece-nos ideal percorrer todas!

Explorando sem reservas as profundezas do Açor, por lá descobrimos riachos de águas límpidas, pequenas e pitorescas povoações encaixadas nas vertentes soalheiras da montanha e muitas, mas muitas estradas curvilíneas esquecidas no interior remoto do país.

Estrada EM508, o balcão panorâmico curvilíneo da Serra do Açor
Estrada EM508, o balcão panorâmico curvilíneo da Serra do Açor
Roteiro de viagem de mota pela Serra do Açor
Roteiro de viagem de mota pela Serra do Açor

A beleza do Açor reside tanto no percurso pelas estradas que se multiplicam em altitude em balcões panorâmicos, como nas encostas e vales onde se escondem aldeias históricas e pitorescas. Muitas, construídas nos tempos antigos com a rocha predominante na serra, fazem hoje parte de um roteiro pelas Aldeias do Xisto, como a Aldeia das Dez, Benfeita e Fajão ou Aldeias Históricas de Portugal, como o Piodão. Vamos explorar um roteiro por todas elas?

Estrada EM508, o balcão panorâmico curvilíneo da Serra do Açor
Estrada EM508, o balcão panorâmico curvilíneo da Serra do Açor
Aldeias do Xisto, Serra do Açor
Aldeias do Xisto, Serra do Açor
Roteiro de viagem de mota pela Serra do Açor
Roteiro de viagem de mota pela Serra do Açor

Coja, uma porta de entrada na Serra do Açor

Vindos de sul, tomámos o caminho mais rápido até Coimbra e foi pela pequena aldeia de Coja que começámos realmente o nosso modo de passeio. Por lá, já com o Açor a dominar o horizonte, encontrámos uma das muitas portas de entrada na serra.

Banhada pelas águas do Rio Alva, Coja foi em tempos remotos ocupada pelos romanos e a sua herança arquitectónica resiste à passagem do tempo, deslumbrando por quem lá passa hoje em dia. Atravessamos a ponte antiga sobre o Alva, do estilo românico e seguimos sobre rodas para o coração da montanha.

Coja, uma entrada na Serra do Açor
Coja, uma entrada na Serra do Açor
Vila de Coja. Roteiro de viagem de mota pela Serra do Açor
Vila de Coja. Roteiro de viagem de mota pela Serra do Açor

O que visitar em Coja

  • Pelourinho de Coja
  • Fonte Romana
  • Ponte Romana de Coja 
  • Praia Fluvial do Caneiro de Coja

As estradas, estreitas e quase desertas, conduzem-nos gradualmente a uma paisagem distinta da até então. Entramos nos domínios das montanhas modeladas pelo Homem e seu instinto de sobrevivência, que há muito coabita em plena natureza selvagem e relevo brutalmente acidentado.

Pelas vertentes de inclinações abruptas, distinguem-se os socalcos artificialmente construídos para estabilização e aproveitamento do terreno para agricultura e pastorícia. Quem olha de longe, apenas se maravilha com o aspecto de escadaria gigante, onde o verde e os tons outonais reluzem com uma luz especial.

Estrada M518, Serra do Açor
Estrada M518, Serra do Açor

Benfeita, Aldeias do Xisto do Açor

Benfeita é a aldeia que se segue. Uma das ”aldeias brancas” das Aldeias do Xisto, por lá encontram-se as duas ribeiras que adornam o pequeno aglomerado populacional: a Ribeira do Carcavão e a Ribeira da Mata. Uma pequena caminhada por entre as ruelas da aldeia, levam-nos à Fonte das Moscas, onde é possível apreciar o panorama do casario branco e a Torre da Paz. A torre da Igreja construída em xisto que se destaca das envolventes.

Situada entre Coja e a Serra do Açor, a aldeia de Benfeita leva-nos por misteriosos caminhos, seguindo a Ribeira da Mata e encontrando a Cascata da Fraga da Pena e a Mata da Margaraça. 

O que visitar em Benfeita

  • Torre da Paz
  • Fonte das Moscas
  • Loja das Aldeias do Xisto 
  • Moinho do Figueiral
Aldeias do Xisto do Açor, Benfeita
Aldeias do Xisto do Açor, Benfeita

Cascata da Fraga da Pena

Chegados à Cascata da Fraga da Pena é hora de estacionar a mota e seguir para uma pequena caminhada. São cerca de 100 metros que separam a estrada principal do vale profundo onde se testemunha o resultado de um acidente geológico que originou um dos maiores recursos naturais da paisagem protegida da Serra do Açor: a Cascata da Fraga da Pena.

Trilho Pedestre de acesso à Fraga da Pena
Início do Trilho Pedestre de acesso à Fraga da Pena
Trilho Pedestre de acesso à Fraga da Pena
Trilho Pedestre de acesso à Fraga da Pena

O desnível da Cascata da Fraga da Pena atinge os 20 metros de altura, alimentada pela Barroca das Degrainhas onde se forma uma primeira lagoa que flui pelo vale, para uma segunda cascata de menores dimensões e nova lagoa.

Entre medronheiros e castanheiros 

E mesmo que neste início de Outono, após um Verão quente e seco, as águas que jorram desta cascata não o façam com a vivacidade dos períodos mais chuvosos, este é um pequeno trilho repleto de magia. Aqui, num vale muito apertado da montanha, existe uma micro paisagem, feita essencialmente de castanheiros e medronheiros, que nesta época se revestem de frutos. Em torno de lajes de xisto cobertos de vegetação abundante, entramos num mundo onde a natureza é majestosa.

Cascata da Fraga da Pena
Cascata da Fraga da Pena
Cascata da Fraga da Pena
Roteiro de Viagem de mota pela Serra do Açor: Cascata da Fraga da Pena

As castanhas sãs e lustrosas abundam aos nossos pés. Os medronhos que caem das árvores sarapintam de vermelho e amarelo os nossos trilhos. O rasto das patas dos javalis anunciam que ali é um local onde os animais selvagens se deliciam com os manjares que a natureza lhes dedica, quase em exclusividade. Enchemos os nossos bolsos de castanhas, provámos uns quantos medronhos doces como mel e seguimos continuando o nosso roteiro de mota pela Serra do Açor.

Medronheiro, Serra do Açor
Medronheiro, Serra do Açor

Mata da Margaraça

Deixando para trás a cascata da Fraga da Pena, chegamos em poucos quilómetros à pequena aldeia de Pardieiros. De lá, e em modo subida, entrámos na Mata da Margaraça, uma das mais notáveis florestas caducifólias de Portugal. Em altitudes entre os 600 e 850 metros, uma grande extensão de carvalhos, castanheiros, cerejeiras, azevinhos, loureiros, medronheiros e tantas outras espécies, constituem uma manta arbórea que se distingue a quilómetros de distância no horizonte montanhoso.

Estrada de acesso à Mata da Margaraça
Estrada de acesso à Mata da Margaraça

Seguimos por uma antiga estrada feita de calçada, rumo ao túnel verde rodeado por um estrato arbustivo que conta com o folhado de todas as árvores acima referidas. Uma espécie de tapete felpudo, que no Outono ganha novo revestimento e abriga algumas plantas raras no país.

Fascinados com a variedade da natureza local, podemos constatar que mesmo após os incêndios que devastaram a região, a Mata da Margaraça resistiu. Hoje, em torno de montanhas desnudas que ganham nova vida, avistamos a Mata da Margaraça que lutou pelo seu lugar no Açor.

A importância natural é aliada à importância histórica. Quem percorre os curtos quilómetros de estrada que a atravessa, não diria de imediato que está documentalmente referenciada desde o século XIII e que dela saiu a madeira para muitas construções em Portugal. Como a Igreja da Sé Nova em Coimbra ou o Convento de Santo António em Vila Cova de Alva.

Mata da Margaraça, Serra do Açor
Mata da Margaraça, Serra do Açor
Mata da Margaraça, Serra do Açor
Cores de Outono na Mata da Margaraça, Serra do Açor

Estrada EM508, o balcão panorâmico curvilíneo da Serra do Açor

Saídos da Mata da Margaraça em direcção ao Piódão, a aldeia seguinte no nosso roteiro de viagem de mota pela Serra do Açor, o percurso pela estrada EM508 é feito de múltiplos momentos wooww dentro do capacete! Sugere-se que apenas deixe por momentos a EM508 para trás, para um curto desvio ao Piódão, mas percorra-a na totalidade até à Aldeia das Dez onde termina como começa: em beleza.

Tantas vezes visitámos o Piódão, mas nunca vindos desta direcção. Que falha geográfica e que achado motociclístico! Esta é uma estrada que se prolonga por quilómetros e quilómetros de muitas e boas curvas, pelo alto da Serra do Açor, repleta de largos horizontes e pavimento excepcional. Uau, woww, qualquer que seja o grito de emoção é válido. Mesmo hoje tentando aqui descrever a grandiosidade deste percurso, ainda sinto arrepios e o meu estado frenético é de imediato activado!

Por caminhos inexplorados no Açor

Já tínhamos tido a oportunidade de percorrer estradas similares nos arredores do Açor. No nosso roteiro em redor da Barragem da Santa Luzia, nos limites das serras do Açor e Lousã, encontrámos um mundo perdido e deserto de estradas de sonho. De pavimento novo e inexplorado que nos fascinaram em múltiplas curvas. Em pleno coração do Açor, concluímos que em curta distância, podemos perder-nos por dias num roteiro quase circular, sempre com uma nova e mais espectacular estrada a percorrer. Porquê os portugueses tendem a esquecer que vivemos num paraíso? Por estes caminhos encontramos tantos estrangeiros, uns em passeio outros que claramente se instalaram para a vida por entre estas pequenas relíquias do mundo. Vamos lá continuar a explorar Portugal!

Estrada EM508, o balcão panorâmico curvilíneo da Serra do Açor
Estrada EM508, o balcão panorâmico curvilíneo da Serra do Açor
Estrada EM508, o balcão panorâmico curvilíneo da Serra do Açor
EM508, o balcão panorâmico curvilíneo da Serra do Açor
Estrada EM508, o balcão panorâmico curvilíneo da Serra do Açor
Estrada EM508, o balcão panorâmico curvilíneo da Serra do Açor
Chegada ao Piódão, Serra do Açor
Chegada ao Piódão, Serra do Açor

Piódão, Aldeias Históricas de Portugal

A aldeia de Piodão é considerada uma das mais belas e bem preservadas do país. Classificada como ”Aldeia Histórica de Portugal” não entendemos porque não faz parte também das Aldeias do Xisto. Afinal, por aqui, vimos muitas mais construções em xisto do que em qualquer uma das outras percorridas até aqui chegar. Nomenclaturas à parte, não é à toa que a distinção lhe foi atribuída e uma visita à Serra do Açor terá, por mais vezes que a visitemos, uma paragem na mágica aldeia do Piódão.

Parte do concelho de Arganil, perfeitamente alojada numa bonita encosta serrana, as suas típicas casas de xisto e lousa, com janelas feitas de madeira e pintadas em tons de azul, descem graciosamente a encosta serrana que nesta zona forma uma espécie de anfiteatro natural. De acessos difíceis, com uma marca rural bem própria, o Piódão é um exemplo da vida nos inóspitos locais, antigamente tão isolados do mundo em seu redor.

É apelidada de Aldeia Presépio, pois vista de um qualquer miradouro da região, entre as pequenas casinhas alinhadas de tons escuros, destaca-se a igreja pintada de branco.

Aldeia do Piódão. Serra do Açor
Aldeia do Piódão. Serra do Açor
Aldeia do Piódão. Serra do Açor
Aldeia do Piódão. Serra do Açor
Aldeia do Piódão. Serra do Açor
Aldeia do Piódão. Serra do Açor
Igreja Matriz na aldeia do Piódão. Serra do Açor
Igreja Matriz na aldeia do Piódão. Serra do Açor

O que visitar no Piódão

  • Praia Fluvial do Piódão
  • Igreja Matriz
  • Capela de São Pedro
  • Capela da Senhora do Bom Parto

Chãs de Égua e Foz de Égua

A uma curta distância do Piódão, estão as menos mediáticas aldeias de Chãs de Égua e Foz de Égua que muito recomendamos. Uma estreita estrada avança pela montanha unindo estas duas preciosidades aninhadas nas encostas do Açor. Na localidade de Foz de Égua, encontramos uma praia fluvial de rara beleza que resulta do ponto de encontro da Ribeira de Piódão com a Ribeira de Chãs, a curta distância da aldeia de Chãs de Égua.

A paragem é merecida para contemplar qualquer que seja a estação, mas se o dia é de Verão, esta é uma das mais belas praias fluviais que tivemos a oportunidade de contemplar. Estamos na dúvida entre a Praia Fluvial de Loriga, na vizinha Serra da Estrela ou a Praia Fluvial de Foz de Égua. Pela proximidade, recomendamos que experimente as duas!

Praia Fluvial de Foz de Égua
Praia Fluvial de Foz de Égua
Praia Fluvial de Foz de Égua
Serra do Açor. Praia Fluvial de Foz de Égua

Sugestão de Alojamento na Serra do Açor

➡️ Para procurar outras alternativas de alojamento, assim como efectuar reservas e consultar a disponibilidade para as datas pretendidas siga o link: Estadia na Serra do Açor

Mapa do roteiro de viagem de mota pela Serra do Açor

Para consultar o mapa em detalhe, clique sobre ele ou utilize o canto superior direito para abrir directamente na página do Google Maps. Poderá fazer o zoom necessário para ver a rota em pormenor ou exportar para o GPS como preferir. Clicando no canto superior esquerdo, é também possível ler a legenda do mapa em detalhe.

Total do percurso: 100 km

Tempo aproximado de condução: 3 horas

Terminamos com mais um belo passeio de mota por Portugal. Este é um roteiro de cerca de 100 km cujo Google Maps estima cerca de 3 horas para condução. O ideal para um longo dia de passeio, para um fim-de-semana ou para vários dias pela região, consoante disponibilidade e zona do país de onde se desloca. Soube a pouco? Siga abaixo as nossas sugestões compatíveis com um roteiro pela Serra do Açor. E boas curvas!

⬅️ Roteiro a norte do Açor: Roteiro detalhado pelas melhores estradas da Serra da Estrela, a montanha mais alta de Portugal Continental

➡️ Roteiro a sul do Açor: Pelas Aldeias do Xisto em torno da Barragem de Santa Luzia, Serra da Lousã

Se gostou deste artigo e souber de alguém que também possa gostar, partilhe clicando no botão das redes sociais abaixo. Estará a ajudar-nos a divulgar e a continuar a nossa existência. O nosso muito obrigado desde já e boas curvas!

🗺️ A preparar a próxima viagem de mota?

♦Reserve as suas estadias através do Booking.com. Por lá encontramos sempre as melhores promoções e têm a facilidade de cancelamento gratuito.

♦Gostamos de viajar tranquilos. Como tal, em todas as nossas viagens além fronteiras, contratamos sempre um seguro de viagem que se enquadre no nosso perfil de viajantes aventureiros e independentes. Seja através da World Nomads ou da IATI encontrará boas opções para motociclistas. A IATI têm excelentes preços, atendimento em português e seguindo o nosso link ainda terá um desconto de 5%.

♦Sejam pequenas ou grandes travessias, se precisa de comprar uma viagem de ferry para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o DirectFerries.pt. Permite comparar os preços e horários das diferentes companhias e é por lá que encontramos os melhores preços.

Esta página contém links afiliados. Ao efectuar as suas reservas através destes links recebemos com uma pequena comissão. Não pagará mais por isso e estará a ajudar o blogue Quilómetro Infinito a continuar a sua existência. Muito obrigado!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: