Transfagarasan, a estrada mais famosa da Roménia

Em Transfagarasan, Fagaras Mountains, Roménia

Com a adrenalina no máximo e o coração acelerado, chegámos à Transfagarasan dominados pelo momento de percorrer uma das mais famosas estradas do mundo.

Realizámos mais um sonho sobre duas rodas e por lá, sentimentos de conquista, descoberta e aventura guiaram-nos pelas impressionantes lendárias montanhas da Transilvânia. Quilómetro a quilómetro, curva a curva, percorremos um dos traçados mais icónicos do mundo e agora, como sempre, partilhamos todos os detalhes!

Em Transfagarasan, Fagaras Mountains, Roménia
Em Transfagarasan, Balea Lac, Roménia
Transfagarasan, Cárpatos, Roménia
Transfagarasan, Fagaras Mountains, Roménia

Sobre a Transfagarasan

Esta é uma estrada que percorre de forma singular o coração montanhoso da Roménia. O famoso percurso da região da Transilvânia envolto em História e histórias para contar. A DN 7C faz parte de todos os top’s mundiais sempre que de estradas míticas se falam. O Top Gear há muito que a classificou como ‘‘the Best Driving Road in the World’ (a melhor estrada para condução do mundo). Desde então, a afluência de visitas cresceu exponencialmente, e não há dia em que o ecoar dos motores não se faça ouvir pelas montanhas da região.

De silhueta única, estende-se por mais de 100 km entre a pequena aldeia de Cartisoara e a cidade de Curtea de Arges. Gira e torna a girar entre os picos mais altos do país, Moldoveanu e Negoiu. É uma sucessão de curvas sinuosas, precipícios eminentes, descidas e subidas íngremes, e riqueza natural impressionante.

Uma lembrança a cada quilómetro do poder descontrolado da natureza, estampado em cada paisagem. Numa viagem de mota, contemplamos em primeira mão todo o cenário majestoso, percorrendo com alegria a brilhante obra de engenharia do século passado.

Em Transfagarasan, Fagaras Mountains, Roménia
Em Transfagarasan, Fagaras Mountains, Roménia

Construída para fins militares na época do último líder comunista do país, Nicolae Ceausescu (1970 a 1974), a paisagem das Fagaras Mountains foi modelada ao ritmo da dinamite. Das obras resultaram uma série de túneis, viadutos e pequenas pontes que hoje ligam a  região da Transilvânia à da Valáquia. Assim nasceu a Transfagarasan.

De Cartisoara a Balea Lac, o topo da Transfagarasan aos 2042 m | 30 km (1h) 

Vindos de norte e do longo  vale escavado pelo rio Olt, abordámos as Fagaras Mountains e a Transfagarasan a partir da pequena aldeia de Cartisoara. Deixámos para trás as longas planícies, paralelas às mágicas montanhas que se avistam de qualquer ponto como um sugestivo plano de fundo.

O casario tradicional das aldeias da Transilvânia, as ribeiras, os campos de cultivo, as pequenas colinas onde repousam igrejas e mosteiros dão lugar à mágica entrada nas montanhas conduzindo através pérola da região: a Transfagarasan.

No vale do Rio Olt com as Fagaras Mountains ao fundo. Roménia
No vale do Rio Olt com as Fagaras Mountains ao fundo. Roménia
Aldeias da Transilvânia. Em Cartisoara. Roménia
Aldeias da Transilvânia. Em Cartisoara. Roménia
Em Cartisoara. Roménia
Em Cartisoara. Roménia

Com as duas rodas na DN 7C

Protegida por densas florestas que repentinamente cobrem a paisagem, os primeiros quilómetros deste percurso são feitos ao ritmo de curvas e contra curvas por entre os esguios pinheiros que ladeiam a estrada. O percurso continua ganhando altitude e do nosso lado, sucedem-se os enormes deslifadeiros que vislumbramos com dificuldade por entre o arvoredo.

A emoção aumenta com a subida e, de repente, a curtos quilómetros da chegada aos 2042 m de altitude, os horizontes abrem-se e as florestas dão lugar a um imenso vale glaciar. Apenas revestido de verde por pequenos arbustos, é por lá que as imagens que correm o mundo nos são de repente tão familiares. Estamos na Transfagarasan, nas curvas loucas e mais conhecidas da era dos desportos motorizados.

Transfagarasan, lado norte região de Sibiu.
Transfagarasan, lado norte região de Sibiu.
Transfagarasan, Cárpatos, Roménia
Transfagarasan, lado norte região de Sibiu.
Transfagarasan, lado norte região de Sibiu.
Transfagarasan, lado norte região de Sibiu.
Transfagarasan, lado norte região de Sibiu.
Transfagarasan, lado norte região de Sibiu.

A pouca distância, e já no seu ponto mais alto, aguardam-nos as águas resplandecentes do pequeno Balea Lac. Um lago de origem glaciar que adorna a paisagem da montanha em seu redor. Entre a cascata resultante do degelo, o lago e a pequena cabana que por lá se encontra, contemplamos por um tempo a riqueza natural do percurso e seu traçado desenhado na montanha. Rodeados de cumes que desafiam os limites da altitude e que no Inverno se cobrem de neve, entendemos porque vir à Transfagarasan é uma viagem repleta de simbolismo.

Em Balea Lac. Transfagarasan. Roménia
Em Balea Lac. Transfagarasan. Roménia
Em Balea Lac. Transfagarasan. Roménia
Em Balea Lac. Transfagarasan. Roménia

Percorremos até então apenas 30 km do percurso. Mas sem dúvida o seu trajecto mais espectacular. Esta é a parte da Transfagarasan cujas imagens se reproduzem por todos os ângulos e formatos, correndo o mundo a desafiar os amantes das duas rodas.

Do topo da Transfagarasan em Balea Lac a Curtea de Arges | 80 km (2h) 

Continuamos a viagem para sul desde Balea Lac e atravessamos o pequeno túnel que atravessa as montanhas e separa a região de Sibiu e Arges. Longo, sombrio, esburacado e de pavimento molhado pelas águas que escorrem da montanha, avançámos com prudência e expectativa para vislumbrar o que no outro lado nos espera.

Seguiu-se a luz ao fundo do túnel e a paisagem torna a surpreender. Percorremos a parte mais íngreme do percurso, de olho nas dezenas de curvas loucas que deliciam qualquer motard. Estamos nas nuvens em todos os sentidos e iniciamos a longa descida até à Barragem de Vidraru.

Saída do túnel na região de Arges, próximo ao topo da Transfagarasan.
Saída do túnel na região de Arges, próximo ao topo da Transfagarasan.
Saída do túnel na região de Arges, próximo ao topo da Transfagarasan.
Saída do túnel na região de Arges, próximo ao topo da Transfagarasan.
Transfagarasan, lado sul região de Arges.
Transfagarasan, lado sul região de Arges.
Transfagarasan, lado sul região de Arges.
Transfagarasan, lado sul região de Arges.
Transfagarasan, lado sul região de Arges.
Transfagarasan, lado sul região de Arges.

Percorremos mais cerca de 20 km em modo curva contra curva, de descidas íngremes ladeadas por vales profundos encaixados entre imponentes montanhas. Até que de repente, a paisagem muda e os largos horizontes dão lugar a um percurso por entre vales e florestas cerradas. Até à chegada ao gigante lago da Barragem de Vidraru e final do percurso na região de Curtea de Arges.

Transfagarasan, lado sul região de Arges.
Transfagarasan, lado sul região de Arges.

Castelo de Poenari na Transfagarasan, região de Curtea de Arges

O Castelo de Poenari não é o castelo mais espectacular dos que salpicam o mapa de uma rota pela Transilvânia. Mas é realmente único: pela localização em plena Transfagarasan, pelas lendas que pairam sobre ele, e por ter sido a residência real de Vlad III – O Impalador, mais conhecido pelo nome atribuído no cinema: Conde Drácula.

Apesar de ser o Castelo de Bran o eleito para a saga cinematográfica, foi no Castelo de Poenari que durante o Séc XV residiu o temível Conde Drácula. As suas origens remontam ao Séc XIII, mas foi no Séc XV que Vlad III reconheceu o potencial estratégico da sua localização e o tornou uma fortaleza envolta em histórias macabras. Hoje encontra-se em ruínas e é acessível após uma caminhada pelos seus velhos caminhos entre a floresta.

Informações práticas sobre a Transfagarasan

Datas de abertura

A Transfagarasan é um percurso de alta montanha que se encontra encerrado na maior parte do ano devido à neve. 1 de Julho a 31 de Outubro é o período oficial de abertura da estrada, pelo que para uma viagem pela Roménia com a garantia de percorrer a Transfagarasan, deve ser programada para estas datas. Excepcionalmente, e em anos de Invernos menos rigorosos, a abertura pode ocorrer em meados de Junho. No entanto, este é um cenário impossível de prever com antecipação. Consulte aqui o site oficial com todas as informações regularmente actualizadas.

Informação de abertura de todo o percurso da Transfagarasan. Em Cartisoara. Roménia
Informação de abertura de todo o percurso da Transfagarasan. Em Cartisoara. Roménia

Estrada encerrada para provas e competições

A estrada encontra-se aberta ao trânsito durante um curto período do ano. Como tal, é recorrentemente solicitada para inúmeras provas e competições, quer de bicicletas, motas ou carros. Estes eventos, encontram-se no calendário oficial no site Transfagarasan.net. Programe o seu roteiro de acordo com a informação, tendo em conta que poderá estar fechada durante dias seguidos.

Em Cartisoara. A aguardar a reabertura do percurso após prova da Subaru.
Em Cartisoara. A aguardar a reabertura do percurso após prova da Subaru.

Melhor hora para percorrer

A Transfagarasan é um dos destinos mais visitados da Roménia e um local presente na maioria dos roteiros turísticos do país. Como tal, o trânsito poderá ser um incómodo e tornar o percurso menos agradável. Sugerimos que escolha o início da manhã e o final da tarde para desfrutar com maior liberdade das mil e uma curvas deste mítico percurso. Se poder, evite os fins de semana.

Qualidade do pavimento

Sem dúvida que um traçado de tamanha importância e interesse mundial, merecia um piso de melhor qualidade. É necessária muita concentração durante a condução. Além do desafio geométrico, é importante estar atento aos buracos e abatimentos no piso que se tornam perigosos para as duas rodas. Em especial se estiver a chover, considere que os buracos são largos e profundos e estarão muitas vezes cobertos por água. Ride safe.

Bombas de gasolina

Abasteça o depósito de combustível nos extremos iniciais do percurso. Durante muitos quilómetros não encontrará bombas de gasolina. Tendo em conta que se prolonga por mais de 130 km, é necessário garantir boas margens de autonomia.

Pagamento

A passagem pela Transfagarasan é gratuita e não requer pagamento de qualquer taxa ou portagem.

Alojamento na região

Sempre que definimos os nossos roteiros de viagem, damos especial atenção aos locais de dormida nos arredores dos pontos altos da viagem. Reservamos sempre alojamentos próximos ao percurso a percorrer, aumentando deste modo a possibilidade de encontrar melhores condições climatéricas. Como o clima de montanha é muito instável e, não sendo as Fagaras Mountains a excepção à regra, estamos deste modo a garantir com duas tentativas de encontrar raios de sol: a de chegada no final da tarde e a de partida na manhã seguinte.

A Transfagarasan é um dos pontos altos de uma viagem de mota à Roménia. É também conhecida ”The Road of Clouds” (estrada das nuvens), pelo que, para mais probabilidade de a percorrer com bom tempo, defina um roteiro com dormida a curtos quilómetros.

Sugestão de alojamento na Transfagarasan:

Locais a visitar na Transfagarasan

Mapa detalhado do percurso pela Transfagarasan

Para consultar o mapa em detalhe, clique sobre ele ou utilize o canto superior direito para abrir directamente na página do Google Maps. Poderá fazer o zoom necessário para ver a rota em pormenor ou exportar como preferir.

Terminamos por aqui mais um artigo sobre a nossa aventura rumo à Roménia na Europa de Leste. Em breve partilhamos mais detalhes sobre fantásticos locais pelo país, assim como estradas de montanha a não perder. Adiantamos para já, que foi na Transalpina que encontrámos a melhor estrada da Roménia! Em breve os detalhes.

Consulte aqui o nosso roteiro detalhado de viagem de mota pela Roménia:

Se gostou deste artigo e souber de alguém que também possa gostar, partilhe clicando no botão das redes sociais abaixo. Estará a ajudar-nos a divulgar e a continuar a nossa existência. O nosso muito obrigado desde já e boas curvas!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: