De mota pela Croácia e Montenegro

Croácia e Montenegro de mota

De mota pela Croácia e Montenegro

Chegava a hora de começar a programar a nossa próxima aventura sobre duas rodas. Mais uma vez olhando para o mapa e imaginando mil e uma actividades por vários destinos, os eleitos foram uma viagem de mota pela Croácia e Montenegro!

Os pitorescos países que se estendem pela costa do adriático e que estavam mesmo ali a chamar-nos! E para um percurso de 18 dias definimos todas as etapas de um roteiro!

Começando a identificar pontinhos no mapa, o nosso percurso começou a surgir. O objectivo, chegar à Croácia de mota, implicava atravessar Espanha, França, Itália e Eslovénia.

Para aproveitar ao máximo a costa do adriático, optámos por fazer as travessias de Espanha na ida e na volta o mais depressa possível. O que implica levantar cedo e fazer o máximo de quilómetros por dia que nos seja viável em auto estradas.

Para evitar a longa travessia da costa francesa e parte da italiana, optámos pelas travessias de ferry a partir de Barcelona para Itália.

Travessia Ferry Barcelona – Civitavecchia. Espanha – Itália

Para o nosso percurso em particular, o ideal seria a rota com destino a Livorno. No entanto a reserva já não nos foi possível e a opção seguinte era Civitavecchia, local por onde no regresso também voltaríamos a Barcelona.

Alterámos assim o percurso fizemos uma conveniente paragem de duas noites em Florença para começar bem o nosso passeio e entrar em modo férias!

 

Grimaldi Lines – Informações sobre o ferry

A Grimaldi Lines disponibiliza várias rotas de ferry ao longo de mediterrâneo a partir de Barcelona. O preço ronda os 200 euros por percurso, inclui uma cabine com WC e permite evitar cerca de 1000 km aborrecidos quilómetros em auto-estrada.

Recomenda-se que os bilhetes sejam reservados com antecedência através da internet, pois podem esgotar com alguma facilidade. Os sites da companhia ou da Direct Ferries são os ideais para o fazer.

A travessia é feita maioritariamente durante a noite. A mota fica a descansar no porão onde não gasta pneus, combustível e portagens. Há cabines a bordo para uma noite repousada, onde nós não gastamos energia para etapas seguintes. 

No dia seguinte acordamos relaxados e já na Itália, prontos para iniciar o nosso passeio. Para quem tem tendência a sentir mau estar a bordo, não se preocupe, o mediterrâneo é muito pacífico e quase nem vai sentir que estão no mar! 

Se não quiser dormir em cabine, o valor do bilhete é mais económico e tem sempre à disposição as poltronas nos deck’s do barco. Existem vários restaurantes a bordo, no entanto a qualidade é discutível e o preço abusador, assim nós optámos por levar a nossa comida.

Antes da entrada no ferry fizemos uma paragem estratégica na Plaza Catalunha para visitar a zona dos petiscos do supermercado El Corte Inglés. Relembrando o provérbio português: Quem vai para o mar, avia-se em terra!

Parque para as motas
Fila para embarque de motas no ferry da Grimaldi Lines em Barcelona. De mota pela Croácia e Montenegro

Roteiro de 18 dias de mota pela Croácia e Montenegro

A Croácia esperava por nós, e como era ali mesmo ao lado, Montenegro também merecia a sua visita, e assim deixo o nosso percurso:

De mota pela Croácia e Montenegro
De mota pela Croácia e Montenegro. Estrada panorâmica na costa da Croácia.
De mota pela Croácia e Montenegro
De mota pela Croácia e Montenegro. Estrada panorâmica E65 junto à costa da Croácia
Kotor Serpentine De mota pela Croácia e Montenegro
De mota pela Croácia e Montenegro. A vista da Baía de Kotor a partir da estrada Kotor Serpentine. Montenegro

Dia 1 Batalha – Valladolid. Quilómetros totais do dia: 540 km em 5 horas de condução, maioria em auto estrada.

Dia 2 Valladolid – Barcelona – Porto de Barcelona. Embarque no ferry com a ligação a Civitavecchia em Itália, com partida ás 22:00 h. Quilómetros totais do dia: 750 km em 7 horas de condução, maioria em auto estrada.

Dia 3 Porto de Civitavecchia – Florença. O ferry chegou por volta das 18:00h, e depois de algum tempo parados decidimos optimizar a viagem e dormir em Florença neste dia. Quilómetros totais do dia: 270 km em 3 horas de condução, maioria em auto estrada.

Dia 4 Dia para conhecer Florença.

Entrada na Croácia

Dia 5 Florença – Triestre – Skofije – Rovinj. Com a Croácia como objectivo, saída em auto estradas de Florença. Paragem em Triestre ainda em Itália para almoçar e descansar um pouco. Saída de Triestre em direcção à fronteira com a Eslovénia para chegar a Rovinj na Croácia no final da tarde.

Quilómetros totais do dia: 500 km em 5 horas de condução, maioria em auto estrada.

Dia 6 Rovinj – Pula para visitar a Arena de Pula, Templo de Augusto e Arcos dos Sérgios. Descida pela costa pela panorâmica estrada 66 e a partir de Rijeka E65 até Senj. Desvio em direcção a Saborsko, famosa região dizimada na guerra de 1991-1995. Destino final Parque Nacional dos Lagos Plitvice, Plitvika Jezera.

Quilómetros totais do dia: 300 km em 5 horas de condução sempre em estradas secundárias.

Dia 7 Dia livre para explorar o Parque Nacional dos Lagos Plitvice

Dia 8 Plitvika Jezera – Zadar para visitar a igreja de S. Donato, a catedral de Zadar e o Museu de Arqueologia. Entrada na panorâmica estrada costeira N8 em direcção a Biograd na Moru – Sibenik – Split.

Quilómetros totais do dia: 300 km em 3 horas de condução sempre em estradas secundárias.

Dia 9 Dia livre para explorar Split e seu centro histórico.

Dia 10 Split – Estrada N8 em direcção a Ploce para fazer a travessia de Ferry para Trpanj. Condução em parte da península em direcção a Orebic para última travessia de Ferry para a Ilha de Kórcula. Chegada a Korcula ás 13:00h.

Quilómetros totais do dia: 200 km em 5 horas de condução sempre em estradas secundárias.

Dia 11 Korcula- Ferry para Orebic. Travessia da Península e regresso á estrada panorâmica N8 – Dubrovnik.

Quilómetros totais do dia: 150 km em 3 horas de condução sempre em estradas secundárias.

Dia 12 Dia livre em Dubrovnik para explorar a sua Old Town.

Entrada em Montenegro

Dia 13 Dubrovnik – Fronteira com Montenegro.Visita e almoço em Kotor- saída para Budva. Quilómetros totais do dia: 160 km em 3 horas de condução sempre em estradas secundárias.

Dia 14 Dia livre para explorar Kotor. Subida da passagem de montanha, Kotor Serpentine, com vista para o fiorde de Kotor. Visita ao Mausoléu Lovcén e respectivo parque Natural. Regresso a Budva.

Quilómetros totais do dia: 100 km em 4 horas de condução sempre em estradas secundárias.

Dia 15 Budva- Bar. Visita a Sveti Stefan e Bar Stari Grad. Regresso ao porto de Bar para iniciar a rota de regresso. Saída no final do dia em ferry com destino a Bari na costa Italiana. Dormida no ferry.

Quilómetros totais do dia: 50 km em 1 hora de condução sempre em estradas secundárias.

Dia 16 Chegada ao porto de Bari – Roma – Porto de Civitavecchia. Embarque no final da tarde no ferry com destino a Barcelona. Quilómetros totais do dia: 550 km em 6 horas de condução sempre em auto-estradas.

Dia 17 Chegada a Barcelona por volta das 18:00h. Viagem até Zaragoza. Quilómetros totais do dia: 300 km em 3 horas de condução sempre em auto-estradas.

Dia 18 Zaragoza – Batalha. Quilómetros totais do dia: 900 km em 8 hora de condução sempre em auto-estradas.

Croatia border moto trip
Estrada de entrada na Croácia a partir da fronteira com a Eslovénia no Golfo de Triestre
de mota pela croácia
Ilha Korcula – De mota pela Croácia e Montenegro

Para mais informações sobre os locais a visitar pela Croácia e Montenegro, assim como informações acerca dos dois países, consulte os nossos artigos:

3 Replies to “De mota pela Croácia e Montenegro”

  1. Excelente! Obrigado pela Partilha!

  2. quilometroinfinito says: Responder

    Ainda bem que gostou e que sirva para tirar muito boas dicas! Qualquer dúvida estaremos disponíveis! Obrigado 🙂

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: