Suíça e Alpes

Viagem de mota pela Suíça e Alpes.

Roteiro de 21 dias de mota pela Suíça e Alpes

Uma viagem de mota pela Suíça e Alpes foi a nossa primeira grande viagem em duas rodas. O João foi sempre apaixonado pelas motas, eu nunca me tinha passado tal coisa pela cabeça. Nas vésperas do nosso casamento sugeriu que a nossa de lua de mel fosse uma viagem de mota.

Totalmente inexperientes nestas andanças, ele como condutor e eu como pendura, podia descrever alguns episódios caricatos sobre como me convenceu a tal aventura. A seu favor tinha apenas o facto de que eu sempre adorei viajar.

Portanto, apreensiva mas disposta a experimentar, decidi planear minuciosamente todo o percurso através da Suíça e Alpes Suíços. Com um saltinho na região do Tirol na Áustria e outro nos Alpes Italianos.

E o que daí resultou será o que contamos daqui para a frente, mas podemos adiantar que não só correu muito bem, como ficámos completamente rendidos à nossa nova forma de explorar o mundo!

Viagem de mota pela Suíça e Alpes.
Viagem de mota pela Suíça e Alpes.
Viagem de mota pela Suíça e Alpes.
Viagem de mota pela Suíça e Alpes.

Sobre a definição da viagem

Pela primeira vez a definir um roteiro de uma grande viagem de mota, tínhamos à nossa frente as dúvidas dignas de verdadeiros principiantes!

Quantos quilómetros toleramos, quantos são razoáveis, vamos sentir insegurança? Onde estacionamos a mota durante a noite? Onde lavamos a roupa? Conseguimos levar tudo? Se calhar precisamos de fato de chuva? Será que vamos ficar demasiado cansados? E as portagens? E se?

Para estas e outras questões, às quais fomos obtendo as nossas próprias respostas, partilhamos tudo em:

♦ Como marcar um roteiro de viagem personalizado?

♦ Dicas de bagagem numa viagem de mota.

Mas há 6 anos atrás, seguimos apenas a nossa vontade de partir numa grande aventura, com a certeza que qualquer uma dessas questões se resolveria pelo caminho!

Marcámos um roteiro menos ousado em quilómetros diários e com mais dias em cada local! Conhecemos a deslumbrante Suíça, atravessámos o Liechtenstein rumo à Àustria. Percorremos o desafiante Passo dello Stelvio e visitámos o Monte Branco em Chamonix nos Alpes Franceses.

Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Em Passo dello Stelvio.
Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Em Passo dello Stelvio.

Passámos pela Riviera Francesa visitámos Andorra e o mundo das lojas de artigos para mota. Regressámos com muitas histórias para contar!

Ideia geral do roteiro

Sempre com a longa e inevitável travessia de Espanha e França pelo caminho! Superámos essa etapa nos primeiros dias ao realizar muitos quilómetros em auto estrada.

Iniciámos o nosso passeio na pequena cidade francesa de Le Puy en Velay, na rota dos Caminhos de Santiago. Seguiu-se Annecy, a pequena vila entre canais conhecida como a Veneza dos Alpes. Um cenário que deslumbra por entre um dos mais belos lagos alpinos.

Viagem de mota pela Suíça e Alpes.
Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Em Annecy.

A entrada na Suíça seria a partir da grande cidade de Genève à beira do Lago Léman. O qual não poderíamos deixar, sem percorrer os maravilhosos quilómetros em todo o seu redor.

Viagem de mota pela Suíça e Alpes.
Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Em Genève.
Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Em Genève.
Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Em Genève.

A rota panorâmica sempre à beira do Léman por entre Lausanne, Vevey, Castelo do Chillon, Montreaux e Évian. Um dos pontos altos do roteiro e que percorre quilómetros de belas estradas sempre de olho no azul das águas cristalinas do lago.

Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Pela Rota do Lago do Lèman
Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Pela Rota do Lago do Léman
Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Pela Rota do Lago do Lèman
Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Pela Rota do Lago do Léman
Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Pela Rota do Lago do Lèman
Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Pela Rota do Lago do Léman
Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Pela Rota do Lago do Lèman
Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Pela Rota do Lago do Léman

Percorrer as pitorescas ruas do centro histórico das cidades de Fribourg e Berna, assim como conhecer a mágica cidade de Lucerna também faz parte do roteiro.

Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Pela Rota do Lago do Lèman
Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Em Berna.
Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Em Lucerna.
Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Em Lucerna.

E porque estava mesmo ali ao lado, tínhamos de conhecer o Liechtenstein, um dos mais pequenos países do mundo e que para os mais distraídos quase que se passa sem dar conta!

Um saltinho ao Tirol, Alpes Austríacos

Estávamos na rota do Tirol e tínhamos de conhecer Innsbruck, a cidade na sombra dos Alpes. Mas pelo caminho foram as curvas do Alrberg Pass que completaram o percurso do dia!

Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Em Arlberg Pass.
Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Em Arlberg Pass.
Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Em Innsbruck.
Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Em Innsbruck.

Pelas estradas de alta montanha

E porque apesar de principiantes nestas andanças, já tínhamos a pulga atrás da orelha sobre algumas das mais famosas e fantásticas estradas de montanha alpinas, a maioria em torno da cidade de Andermatt! Aquelas que servem de cenário a muitos filmes e muitos programas do universo automóvel! Claro que está, que todas elas foram incluídas na nossa rota:

Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Em Furkapass.
Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Em Furkapass.
Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Em Furkapass.
Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Em Furkapass.
Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Em Grimselpass.
Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Em Grimselpass.

Um percurso entre as melhores estradas de montanha da Suíça, alternando por um passeio pelo Lago di Como na Itália e o regresso às montanhas para mais estradas curvilíneas!

Interlaken era a paragem seguinte. Mais uma cidade entre lagos à beira dos Alpes e no caminho do grandioso vale de Lauterbrunnen, um dos mais panorâmicos do país.

Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Em Vale de Lauterbrunnen.
Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Em Vale de Lauterbrunnen.

Entre Interlaken e a região do Valais, o mapa Michelin indicava-nos a grande montanha que os separava, assim como a possibilidade de travessia no comboio Goppenstein-Kandersteg! Alguns minutos de viagem e Zermatt estava mais próximo!

Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Em Interlaken.
Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Em Interlaken.
Em Kandersteg. Viagem de mota na Suíça e Alpes Suíços
Em Kandersteg. Suíça

O regresso pelos Alpes Franceses

Um percurso pelo Valais entre as montanhas alpinas e na zona agrícola mais bela da Suíça em direcção aos Alpes Franceses. A rota de regresso iniciou-se a partir de Chamonix, com passagem pela Riviera Francesa em Aix-en-Provence.

Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Em Aiguille du Midi, Chamonix.
Viagem de mota pela Suíça e Alpes. Em Aiguille du Midi, Chamonix.

Esta foi a ideia do geral no nosso roteiro de viagem durante 21 dias e cerca de 6000 km. Dedicado a conhecer as maravilhosas cidades e aldeias Suíças alternando a viagem com o que as montanhas alpinas de melhor têm para oferecer: as curvas e estradas panorâmicas desafiantes!

Roteiro de 21 dias pela Suíça e Alpes Suíços

Dia 1 Batalha – Burgos. Quilómetros totais do dia: 650 km em 6 horas de condução, maioria em auto estrada.

Dia 2 Burgos – Le Puy-en-Velay. Quilómetros totais do dia: 960 km em 9 horas de condução, maioria em auto estrada.

Dia 3 Le Puy-en-Velay – Annecy. Quilómetros totais do dia: 250 km em 3 horas de condução, maioria em auto estrada.

Entrada na Suíça

Dia 4 Annecy – Genebra – Lausanne. Quilómetros totais do dia: 100 km em 1,5 horas de condução, maioria em estradas secundárias.

Dia 5 Dia livre para visitar Lausanne e Lac du Léman

Dia 6 Lausanne – visita e almoço em Berna – Lucerna. Quilómetros totais do dia: 200 km em 2,5 horas de condução, maioria em estradas secundárias.

Dia 7 Dia livre para visitar Lucerna.

Dia 8 Lucerna – almoço no Liechtenstein – entrada na região austríaca do Tirol com destino final Innsbruck. Quilómetros totais do dia: 300 km em 4 horas de condução, maioria em estradas secundárias.

Entrada na Àustria , Alpes Austríacos

Dia 9 Dia livre para visitar Innsbruck e seu centro histórico, Wattens e a fábrica de cristal Swarovski

Dia 10 Innsbruck – Bolzano – Merano – Passo dello StelvioPasso Bernina – St Moritz. Quilómetros totais do dia: 300 km em 5 horas de condução, maioria em estradas secundárias.


Dia 11
 Dia livre em St Moritz para explorar e subida no teleférico ao Corvatsch.

Entrada em Itália, Alpes Italianos

Dia 12 St Moritz – Maloja Pass – Passo de San Bernardino – Lago di Como, almoço em Menaggio – visita a Lugano – Bellinzona. Quilómetros totais do dia: 200 km em 3 horas de condução, maioria em estradas secundárias.

Entrada na Suíça, Alpes Suíços

Dia 13 Bellinzona – Passo de St GothardFurkapass – Grimselpass – Interlaken. Quilómetros totais do dia: 180 km em 3 horas de condução, maioria em estradas secundárias.

Dia 14 Dia livre em  Interlaken – Passeio no lago Thunersee – Lautterbrunnen – Harder Kulm – Sustenpass.

Dia 15 Interlaken – Travessia no comboio Goppenstein-Kandersteg – Zermatt. Quilómetros totais do dia: 150 km em 3 horas de condução, maioria em estradas secundárias.

Dia 16 Dia livre em Zermatt e caminhadas na montanha com vista para o Matterhorn.

Entrada em França, Alpes Franceses

Dia 17 Zermatt – Sion – Martigny – Chamonix. Quilómetros totais do dia: 150 km em 2 horas de condução, maioria em estradas secundárias.

Dia 18 Chamonix – Aix en Provence. Quilómetros totais do dia: 450 km em 5 horas de condução, maioria em estradas secundárias

Dia 19 Aix en Provence – Andorra. Quilómetros totais do dia: 500 km em 6 horas de condução, maioria em estradas secundárias.

Dia 20 Andorra – Madrid. Quilómetros totais do dia: 600 km em 6 horas de condução, maioria em auto estradas.

Dia 21 Andorra – Batalha. Quilómetros totais do dia: 550 km em 5 horas de condução, maioria em auto estradas.

Mapa detalhado do Roteiro de viagem de mota pela Suíça e Alpes

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: