O Splugen Pass, a estrada alpina que separa a Suíça da Itália entre curvas surpreendentes

Splugen pass. Entre a Suíça e Itália na cadeia montanhosa dos Alpes.

O surpreendente Splugen Pass. Uma estrada de montanha a incluir num roteiro pelos Alpes

Depois de percorrer as grandes curvas do Splugen Pass ou Passo dello Spluga, não entendemos porque razão é pouco divulgado, nem porque motivo não é colocado no mesmo patamar do Passo dello Stelvio. De certo que monotonia está longe de ser a palavra que melhor o descreve.

Decidimos por isso aqui dedicar-lhe o merecido destaque. Durante uma viagem de mota pelos Alpes, por vezes, não importa por onde o roteiro é traçado. Para onde quer que se vire estará sempre uma opção com panoramas arrebatadores e estradas de sonho à nossa espera.

Certo é, que para um destino que de nós tão longe se situa, programamos sempre todos os detalhes de uma rota que queremos aproveitar ao máximo. Desta vez não foi diferente.

Entre a Suíça e a Itália no Splugen Pass. Abordagem norte no lado suíço.
Entre a Suíça e a Itália no Splugen Pass. Abordagem norte no lado suíço.

Definir a passagem pelo Splugen num roteiro de moto pelos Alpes

No dia que começou com a maravilhosa experiência de percorrer o San Bernardino Pass, confessamos que a planeada passagem pelo Splugen, foi apenas estratégica e longe de imaginar o que por lá nos esperava.

Pelo menos era assim que a encarávamos: a maneira mais lógica e rápida de chegar ao nosso destino final do dia, em St Moritz. Mais uma passagem de montanha da qual pouco tínhamos ouvido falar, e portanto imaginávamos com pouco interesse.

Abordámos o Splugen pass, não com a expectativa de percorrer uma estrada desafiante, mas em jeito de atalho curvilíneo e que por acaso também estava marcado como rota verde no mapa Michelin. Ora cenários panorâmicos abundam pelos Alpes e são uma certeza não importa o rumo.

Passo dello Stelvio vs Passo dello Spluga

O Passo dello Stelvio é mundialmente famoso e sonho de consumo para qualquer amante das duas rodas atento. Desde que a equipa do Top Gear decidiu divulgar a adrenalina de o percorrer, que as suas curvas sucessivas e retorcidas correm o mundo e nos convidam a percorrê-lo pelo menos uma vez na vida.

O Passo dello Spluga é para nós um concorrente à altura, diria até mesmo, que sai vencedor da competição. Do alto das montanhas com inclinação a desafiar os limites da gravidade e curvas a desafiar os limites da condução. Um longo percurso que não dá descanso à caixa de velocidades nem às laterais dos pneus, muito menos a penduras com problemas de alturas.

Confesso que apesar de já há alguns anos nestas andanças, e depois de ter percorrido algumas das estradas de montanha mais vertiginosas da Europa, esta foi uma estrada que me lembrou como é temer precipícios iminentes. Nem a Kotor Serpentine  em Montenegro teve tamanho efeito.

Talvez por isso, o resultado fotográfico desta passagem não seja tão bom quanto o de outras. Mas prometemos repetir o trajecto, agora com a pendura mentalmente preparada. O que não podemos, é deixar de referir uma estrada de montanha fantástica para incluir num roteiro de viagem de mota e por isso, seguimos rumo às montanhas detalhando o trajecto.

Entre a Suíça e a Itália no Splugen Pass. Após a descida do San Bernardino Pass.
Entre a Suíça e a Itália no Splugen Pass. Após a descida do San Bernardino Pass.

O percurso pelo Splugen Pass ou Passo dello Spluga

Acompanhando o sublime vale do Reno Posterior, que pelas montanhas que rodeiam o San Bernardino pass inicia o seu longo curso, percorremos mais uma fantástica estrada nos Alpes Suíços e o destino final do dia encontrava-se muitas curvas depois em St Moritz.

Entre a Suíça e a Itália no Splugen Pass. Após a descida do San Bernardino Pass.
A caminho do Splugen Pass. O Vale do Reno Posterior na Suíça.

Com o dia cheio de estradas de montanha, ansiávamos pela chegada à nobre zona alpina, com estradas da mesma categoria: Maloja pass, Julier pass, Albula pass, Fluelapass e o Bernina pass. Todos esperavam por nós na Suíça, mas a rápida passagem pela Itália era a etapa seguinte, logo após o percurso pelo Splugen pass (Consulte aqui o roteiro completo de viagem pelos Alpes).

Entre a pequena aldeia de Splugen e o topo da montanha no Splugen Pass – Lado norte na Suíça

Deixando Thusis a norte para trás, e rumando a sul  em direcção a Campodolcino depois de mais uma fronteira entre a Suíça e Itália, iniciámos a subida a partir da pequena aldeia de Splugen pela estrada SS36.

Splugen, a aldeia inserida num vale florido onde o verde é a cor dominante e as construções de madeira tipicamente alpinas completam o cenário de cartão postal. Mas são as paredes verticais que a delimitam que nos despertam para o que além se avizinha. Por lá iniciamos a subida em modo repentino.

Entre a Suíça e a Itália no Splugen Pass. Após a descida do San Bernardino Pass.
Entre a Suíça e a Itália no Splugen Pass. Após a descida do San Bernardino Pass.

Rumo à esplendorosa altitude das montanhas alpinas da região, cujo cume se eleva aos 2113 m de altitude, segue-se uma sucessão fantástica, surpreendente e apertada de curvas sobre curvas, que giram e tornam a girar até ao topo. Somos de repente transportados para uma estrada difícil de imaginar, cuja geometria ousada revela com distinção uma grande obra de engenharia dos nossos antepassados.

Entre a Suíça e a Itália no Splugen Pass.
Entre a Suíça e a Itália no Splugen Pass. Abordagem norte no lado suíço.
Entre a Suíça e a Itália no Splugen Pass. Abordagem norte no lado suíço.
Entre a Suíça e a Itália no Splugen Pass. Abordagem norte no lado suíço.

Entre o topo do Splugen Pass e Campodolcino- Lado sul em Itália

Entramos em terras italianas e, como em todas as estradas de montanha que já percorremos, a subida e a descida completa, são duas experiências opostas da mesma estrada.

Há sempre uma mais suave e permissiva a preparar-nos para outra abrupta e desafiante. No caso do Splugen, podemos afirmar que a segunda se encontra entre o topo e Campodolcino na Itália.

Já com as duas rodas na região de Sondrio e na chegada à pequena aldeia de Montespluga, percorremos um vale de origem glaciar e as margens do fabuloso Lago di Montespluga.

Entre a Suíça e a Itália no Splugen Pass. A chegada a Montespulga com o Lago di Montespulga.
Entre a Suíça e a Itália no Splugen Pass. A chegada a Montespulga com o Lago di Montespulga.

Porque em breve se segue a reentrada na Suíça, e porque a comida italiana é aquela que mais nos agrada (em preço e palato), encontrámos o cenário ideal para uma paragem de almoço e contemplação. Sugerimos que o faça também. A escolha revelou-se acertada e as pizzas e pastas cozinhadas no local são uma maravilha!

Em Montespluga junto ao lago e aos restaurantes italianos da pequena aldeia.
Em Montespluga junto ao lago e aos restaurantes italianos da pequena aldeia.
Em Montespluga junto ao lago e aos restaurantes italianos da pequena aldeia.
Em Montespluga junto ao lago e aos restaurantes italianos da pequena aldeia.

A derradeira descida

A versão mais desafiante de todo o percurso a partir daqui se inicia. A descida curvilínea por uma estrada soberba, segue um rumo vertiginoso por entre as encostas escarpadas das montanhas. É por aqui que ficamos sem fôlego a percorrer a estrada entre as cordilheiras  alpinas que nesta zona se destacam por entre um vale profundo e acentuado.

Sucessões de túneis, curvas e contra curvas, por uma estrada talhada nas paredes quase verticais dos rochedos e de bermas à beira do precipício. Surgem os inúmeros lagos e as vigorosas cascatas que fluem para o vale, cujo curso desagua poucos quilómetros depois no Lago di Como.

Entre a Suíça e a Itália no Splugen Pass. O lado italiano a caminho de Campodolcino.
Entre a Suíça e a Itália no Splugen Pass. O lado italiano a caminho de Campodolcino.
Entre a Suíça e a Itália no Splugen Pass. O lado italiano a caminho de Campodolcino.
Entre a Suíça e a Itália no Splugen Pass. O lado italiano a caminho de Campodolcino.

A nossa classificação:

Pavimento ★ ★ ★ ✰ ✰

Traçado ★ ★ ★ ★ ★

Dificuldade ★ ★ ★ ★ ★

Paisagem ★ ★ ★ ★ ✰

Quando ir

Como na maioria das estradas de montanha alpinas, também o Splugen Pass se encontra encerrado durante os períodos de neve no Inverno. Assim, sugere-se que programe a sua viagem para o Verão, quando os fortes nevões que cobrem as estradas, dão lugar aos dias maioritariamente secos e soalheiros que iluminam as montanhas apenas salpicadas de branco.

Para mais informações sobre os horários e aberturas desta e de outras passagens de alta montanha na Suíça, consulte tudo aqui.

Mapa de Localização do Splugen Pass

Para consultar o roteiro geral da nossa viagem pelos Alpes com passagem pelo Splugen Pass:

Porque os Alpes são o mundo das boas estradas, deixamos abaixo a nossa eleição pelos arredores do Splugen Pass:

Se programa uma ida aos Alpes e têm algumas dúvidas sobre a região, esperamos esclarecê-lo:

Se já o confundimos com tanta estrada e informação para ter em conta no seu próprio roteiro, partilhamos como organizamos as nossas viagens:

Se gostou deste artigo e souber de alguém que também possa gostar, partilhe clicando no botão das redes sociais abaixo. Estará a ajudar-nos a divulgar e a continuar a nossa existência. O nosso muito obrigado desde já e boas curvas!

10 Replies to “O Splugen Pass, a estrada alpina que separa a Suíça da Itália entre curvas surpreendentes”

  1. Que cenário de filme! A Suíça é mesmo de tirar o fôlego! Fazer esse percurso de moto deve ser uma experiência única. Com certeza incluirei Splugen Pass no meu roteiro quando for para a Suíça!

  2. Parece cena de quadros com aquelas pinturas de paisagens! Maravilhoso esse lugar, ainda não tinha ouvido falar nada dele. As fotos estão maravilhosas, parabéns pelo seu texto, está incrivel!

  3. Excelente percurso, mais uma sugestão muito boa para nós fazermos….mas de carro hahaha Há sempre locais “secundários” que são tão ou mais interessantes que outros mais badalados, cada vez mais noto isso nas viagens, principalmente devido ao facto de o pessoal rotular demasiado as coisas, Boas viagens malta!

  4. Excelente descoberta! Obrigado pela V. divulgação! Boas Festas para os portugueses que melhor conhecem as Boas Estradas Europeias!

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Obrigado José Morgado! Um Bom Natal para si e um ano de Boas Curvas! E se possível por algumas destas estradas, onde as nossas RT’S se sentem em casa 😉

  5. Como a Suíca, mesmo sendo tão pequena, pode ser tão interessante? Cada post que eu leio sobre esse país me dá mias vontade de conhecer. Espero que o ano que vem eu consiga e, com certeza, vou incluir a Splugen pass na lista 🙂 Adorei o post!

  6. quantas paisagens incriveis! essa região eh demais! infezlimente nao conheci as estradas, apenas os trilhos de trem! adorei as dicas!

  7. Waowwww.. que fotos lindas. A paisagem é realmente belíssima. Eu não curto muito estradas sinuosas (passo muito mal), mas essa eu até iria bem feliz. =)

  8. Que cenário incrivelmente lindo! Percorrer estas estradas deve ser mesmo com estar em um filme. Com toda esta emoção então… 🙂 Em tempo: de fato a comida italiana apetece mais – paladar e bolso. rsrs

  9. Que cenário! Uma paisagem mais linda que a outra.. Parece contos de fadas hein? Um dia, ei de conhecer tudo isso de perto. Obrigada pelo post inspiração!

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: