Roteiro de 5 dias de viagem pelo melhor do Peloponeso  | Grécia

Roteiro de viagem de mota pela Grécia: O melhor do Peloponeso

Este é nosso roteiro de viagem pelo melhor do Peloponeso. A região no sul da bela Grécia que é uma ilha mas raramente é referida como tal. No entanto, o Canal do Corinto construído há pouco mais de 100 anos, assim o definiu. É tida também como uma das mais belas regiões do país  e por aqui vamos partilhar o melhor do Peloponeso que os nossos olhos tiveram oportunidade de ver. É possível que tenhamos de voltar umas tantas vezes para o conhecer verdadeiramente. São tantos os lugares e cantinhos remotos a explorar, naquela que é, à semelhança da Ilha de Creta, uma das nossas regiões preferidas para andar de mota no país.

Dia 1 – Pátras – Corinto – Argos – Náuplia | 250 km em 4 horas de condução

Canal do Corinto

O projecto de construir um canal nesta região que permitisse a passagem via marítima das embarcações sem ter que contornar o Peloponeso surgiu há mais de dois mil anos. Ainda a Grécia estava sob domínio romano, quando o imperador ordenou os trabalhos de escavação do canal com mão de obra escrava. Sem êxito, o projecto ficou abandonado pelos muitos séculos que seguiram até que, no século XIX a obra por concluída com sucesso.

O Canal do Corinto une agora o golfo de Corinto ao mar Egeu, pelo istmo Corinto. Tem cerca de 6km de comprimento e 21 metros de largura e separa a península do Peloponeso da Grécia Continental, tornando-a desde então numa ilha. Hoje em dia, muito estreito para embarcações internacionais, é principalmente utilizado por barcos turísticos e continua a ser uma maravilha da engenharia.

Cruzámos o Canal do Corinto com um português que conhecemos na Grécia: o nosso, agora amigo, Luís Alexandre por lá viajava de mota pela aventura de meses que fez de Arouca à Turquia.

Canal do Corinto
Portugueses no Canal do Corinto
Canal do Corinto
Canal do Corinto

Teatro do Epidauro, Argos (Epidaurus Archeological Site)

Confesso que depois de algumas visitas a monumentos gregos, começo a ficar desanimada de pagar alguns euros para encontrar museus fraquíssimos e lugares entregues à sua sorte. Mas o João disse que tínhamos de conhecer Teatro do Epidauro, em Argos. Segundo as suas pesquisas, este ia ser mesmo fixe. Fiz-lhe a vontade e pela manhã estacionámos a nossa mota na entrada do parque. A rota levou-nos ali num dia de calor, e eu ando com aquele fato de meia estação, apesar de ter a roupa técnica Klim de Verão por baixo.

A visita valeu a pena! O Teatro do Epidauro é um dos monumentos mais fantásticos que visitamos na Grécia. De uma dimensão extraordinária e muito bem preservado, é também um dos melhores anfiteatros do mundo no que ao comportamento acústico diz respeito. São mais de 50 filas dispostas em formato circular, e é verdade que quem falar no palco consegue ser ouvido na perfeição lá em cima. Fiz esse teste com o João, e é arrepiante! Há quase 3000 anos havia toda a sabedoria para tamanho feito.

Tinha de subir aquela escadaria toda. Mas dentro do fato não era opção. Lembrei-me que tinha a minha camada de roupa técnica no interior, muito prático para despir o facto e seguir à fresca. E se bem o pensei, melhor o fiz.

Epidaurus Archeological Site
Epidaurus Archeological Site
Epidaurus Archeological Site
Teatro do Epidauro, Argos

Informações práticas para visita ao Teatro do Epidauro de Argos

  • O preço dos bilhetes varia de 6 a 12Eur consoante a época do ano. Mais informações aqui
  • O parque de estacionamento para motas é grátis
  • Não é necessário comprar bilhete antecipadamente
  • Recomendamos que visitem o local nas primeiras horas da manhã ou final da tarde
  • Os horários são habitualmente entre as 08:00 e as 20:00 na época alta. Mais informações aqui

Sítio Arqueológico Mycenae | O melhor do Peloponeso

O Sítio Arqueológico Mycenae (ou Micenas) localiza-se a cerca de 100km a sudoeste de Atenas, no nordeste do Peloponeso, arredores de Argos. No segundo milénio a.C. Micenas foi um dos maiores centros da civilização grega, e uma potência militar que dominou parte do sul do país. Instalada num promontório com largas vistas sob o horizonte, a sua posição estratégica conferiu-lhe uma posição de liderança militar que durou durante séculos e cedeu o nome ao período da história chamado Micénico.

É quase meio dia e acabamos de chegar ao Sítio Arqueológico Mycenae, em Argos. Quase preparados para percorrer as ruínas de uma importante fortaleza militar da civilização grega, e a sua icónica Porta do Leão. Precisamos de energia para a caminhada que se segue e, apesar do sol ter dado uma simpática trégua, o calor faz-se sentir, e hidratar é fundamental.

Passámos os últimos quilómetros a ver laranjais sem fim, e eu vejo uma pequena barraquinha a vender sumos de laranja feitos na hora. Enquanto espero pelo meu sumo o senhor, que deve estar na casa dos setenta anos, enche o meu pequeno copo com mais de 5 pedras de gelo. A maneira tão óbvia de vender aos turistas água congelada a preço de sumo natural. Digo-lhe em inglês com um sorriso matreiro: sem gelo, por favor. Sou portuguesa! Ele devolve-me o sorriso, e vou ter com o João a beber o meu sumo natural de maravilhosa qualidade.

Ele já está a preparar as nossas sandes de paio alentejano que ainda dura desde a saída de Portugal. Acompanhado por dois rafeiros vadios e vários gatos que o olham expectante. Será a partir deste dia que nas malas da nossa mota, haverá também comida para os animais que encontrarmos por aí.

Melhor do Peloponeso
Porta do Leão
Sítio Arqueológicos de Micenas:
Sítio Arqueológicos de Micenas
Sítio Arqueológicos de Micenas:
Melhor do Peloponeso: Sítio Arqueológicos de Micenas

Informações práticas para visita ao Sítio Arqueológico de Micenas

  • O preço dos bilhetes varia de 6 a 12Eur consoante a época do ano. Mais informações aqui
  • O parque de estacionamento para motas é grátis
  • Não é necessário comprar bilhete antecipadamente
  • Recomendamos que visitem o local nas primeiras horas da manhã ou final da tarde (o calor e a falta de sombra assim o sugerem)
  • Os horários são habitualmente entre as 08:00 e as 20:00 na época alta. Mais informações aqui
Bilheteira em Micenas
Bilheteira em Micenas

🛏️Alojamento em Náuplia

Localizado à beira mar mesmo a jeito para um mergulho de final de tarde depois de um dia de visitas pelos monumentos da antiga Grécia, a nossa sugestão de alojamento vai para o Vasilis Studios.

Dia 2 – Náuplia – Kosmos – Monemvasia | 250 km em 4 horas de condução

Melhor do Peloponeso: Rota costeira do Golfo de Argos

Seguimos rumo a sul pela estrada costeira do Golfo de Argos, que nos começa a relembrar porquê fizemos tantos quilómetros para ali chegar. O azul cristalino das águas do mar ilumina todo o horizonte de cores mágicas, e a estrada avança por quilómetros de curvas. A vontade é de parar em todo o lado, tirar o fato da mota e dar um mergulho. Mas o coração da Lacónia e suas montanhas ainda aguardam por nós.

Melhor do Peloponeso: Rota costeira do Golfo de Argos
Melhor do Peloponeso: Rota costeira do Golfo de Argos

Passo de Elonis | O melhor do Peloponeso

Num momento estamos a ver o mar Egeu e suas cores apaixonantes. Noutro mergulhamos abruptamente nas estreitas e pequenas estradas no coração da montanha. Chegamos ao Passo de Elonis por um estreito desfiladeiro. Ondulando por uma estrada de qualidade variável mas panoramas maravilhosos.

Passo de Elonis
Melhores estradas da Grécia – Passo de Elonis
Passo de Elonis
Passo de Elonis

O percurso ganha altitude a cada sinuosa curva que fazemos e desviar de tartarugas é agora fundamental. Epar.Od. Leonidiou – Gerakiou é o nome da estrada que aparece no nosso Garmin Zumo XT. E não fossem as suas indicações de pontos cardeais no ecrã, estamos de tal forma isolados, e por entre tanta volta, que já perdemos o norte.

Imponentes montanhas separam-nos do mar e, apesar de nos parecer que por ali não há vivalma, os mosteiros que surgem nos locais mais inusitados relembram-nos do contrário. Ainda assim, encastrados no topo de rochedos altos e esguios, não me parecem ser do tipo que gostem de visitas.

Melhor do Peloponeso
Melhor do Peloponeso
Melhor do Peloponeso
Informação de rota do Garmin Zumo XT

O melhor do Peloponeso: a cidade fortificada de Monemvasia

Banhada pelo mar e instalada numa pequena ilha no sudeste do Peloponeso, Monemvasia é um dos locais mais especiais da Grécia. Chegamos a Monemvasia no final da tarde com a hora dourada a iluminar-nos o horizonte. Depois de um dia entre o coração das montanhas e as curvilíneas estradas costeiras, entramos numa das pontinhas do Peloponeso.

Monemvasia está ligada ao continente por um dique com cerca de 200 metros de extensão. Uma estrada que mergulha no mar Egeu e termina no promontório rochoso onde a fortaleza medieval se instala. A encosta norte de Monemvasia é abrupta e escarpada numa montanha que atinge os 1000 metros, descendo quase a pique até ao mar. Já a encosta sul, de declive menos pronunciado aloja a encantadora fortaleza medieval, igrejas bizantinas, muralhas fabulosas e um casario tradicional digno de conto de fadas.

Monemvasia. O melhor do Peloponeso
Entrada em Monemvasia. O melhor do Peloponeso
Monemvasia. O melhor do Peloponeso
Monemvasia. O melhor do Peloponeso
Monemvasia. O melhor do Peloponeso
Muralhas de Monemvasia. O melhor do Peloponeso
Monemvasia. O melhor do Peloponeso
Monemvasia. O melhor do Peloponeso
Monemvasia. O melhor do Peloponeso
Igreja Monemvasia. O melhor do Peloponeso

Informações práticas para visita a Monemvasia

  • Recomenda-se a visita no final de tarde nas horas de menor calor (o chão de pedra branca e seu casario tornam as visitas na hora de calor mais desagradáveis)
  • A entrada na fortaleza é grátis
  • As motas podem estacionar na entrada da muralha, no lugar que tem a placa proibido estacionar.. (é por lá que estão todas as motos e onde um polícia nos mandou colocar a nossa)
Entrada da muralha em Monemvasia
Portas da muralha em Monemvasia
Entrada da cidade de Monemvasia. O melhor do Peloponeso
Entrada da cidade de Monemvasia

🛏️Alojamento em Monemvasia (arredores)

Elegemos um alojamento para por aqui ficar três dias e aproveitar as praias de sonho que nos rodeiam. Saímos da zona turística e ficamos instalados numa pequena aldeia à beira mar. O Gregory’s House é um alojamento familiar, muito limpo e acolhedor, longe da azáfama turística do centro, com parque privado para a mota, pequeno almoço delicioso e restaurantes a uma distância de caminhada.

São os principais factores a que damos importância na hora de escolher um lugar para pernoitar. E além da tranquilidade e qualidade dos lugares, o preço também é bastante inferior por ser numa localização menos central.

Restaurante em Monemvasia (arredores)

Se sair dos locais centrais para pernoitar é a nossa escolha para gerir o orçamento e procurar os lugares mais autênticos e tradicionais, essa escolha também nos leva quase sempre a locais para refeições que nos passariam ao lado de outra forma.

A poucos minutos de caminhada da Gregory’s House está o Restaurante O Takis. O único restaurante dos arredores é de gestão familiar, e é por lá que terminamos os dias, por fim, a comer uma deliciosa refeição caseira, com produtos frescos e locais.

Restaurante O Takis
Restaurante O Takis
Melhor do Peloponeso
NTakos no Restaurante O Takis, Grécia

Dia 3 – Monemvasia – Ilha de Elafonisos – Monemvasia| 50 km em 1 horas de condução

Eis um dia férias das férias! Estacionámos a mota e fomos para a praia. Ainda não são 8 horas da manhã e o calor já se faz sentir naquele quarto com lareira. Só para nos lembrar os extremos do clima entre Verão e Inverno no Peloponeso. Vestimos os fatos de banho e pedimos à simpática proprietária da Gregory’s House se nos pode emprestar umas toalhas de praia. É coisa que nunca carregamos connosco.

Estamos num alojamento familiar e somos recebidos por uma família grega. De generosidade e simpatia extrema, não pouparam esforços para nos fazer sentir em casa e explicar tudo o que podíamos fazer na terra deles. Referindo com muito afinco que a Grécia é mais do que os lugares muito turísticos, e fazendo questão que a conhecêssemos fora deles. É mesmo isso que pretendemos.

Ilha de Elafonisos | O melhor do Peloponeso

Elafonisos é uma pequena ilha no sul da península do Peloponeso, e uma com raras praias de areia branca no país. O facto de ser acessível através de um pequeno ferry, torna-a num lugar mais tranquilo. Tentei pesquisar os horários quando fiz o planeamento, mas encontrar essa informação não foi muito fácil. Chegados ao local de embarque entendi porquê. A bilheteira não abre todos os dias e os horários mudam consoante alguém lhes apetece.  Somos abordados por um senhor que nos vê confusos e prontamente nos informa que podemos comprar os bilhetes no barco.

Ferry para a Ilha de Elafonisos, Grécia
Ferry para a Ilha de Elafonisos, Grécia

Informações práticas do ferry para a Ilha de Elafonisos

  • Os horários são sagrados (quando Deus quiser). Mas costumam ser mais ou menos de meia em meia hora
  • Os bilhetes são comprados no próprio barco pois a bilheteira é apenas um local indicativo
  • À boa maneira grega o embarque resulta e as viagens são realizadas com regularidade ao longe de todo o dia
  • É uma das mais bonitas travessias que já fizemos
  • O pagamento pode ser feito com dinheiro ou cartão multibanco
  • Os valores rondam os 2 eur por travessia por pessoa e 4eur para a mota

Enquanto aguardamos pela próxima viagem, damos por nós emocionados a contemplar o paraíso que nos rodeia. A brisa do mar faz-se sentir e as suas cores azul turquesa iluminam-nos a alma. Do outro lado, espreita-nos a ilha de Elafonisos, onde a pequena cúpula da igreja azul e branca à beira mar se destaca por entre o casario. O ferry não tarda em chegar e mal abre a rampa saem os carros ao mesmo tempo que outros entram. O João tenta aguardar que todos se orientem mas já há um grego danado a gritar com ele que tem de avançar para o ferry.

Elafonisos, o melhor do Peloponeso
Elafonisos, o melhor do Peloponeso
As praias na Ilha de Elafonisos
As praias na Ilha de Elafonisos

Fragos e Simos Beach

Fragos e Simos Beach são duas praias de Elafonisos e juntas criam uma baía natural de águas paradisíacas e areia branca. É um dos locais mais mágicos onde algum dia estacionámos a nossa mota.

Os acessos são de areia ou terra batida, mas todos os lugares da ilha vão dar a uma praia de sonho, por entre pequenos pinheiros ou arbustos de grande porte. Estacionar à sombra é agora a prioridade tendo em conta que às 10 horas da manhã já estão 32 graus. Nós, seguimos de lancheira térmica com o presunto que trouxemos de Espanha, bebidas frescas e pão para o nosso farnel na areia. Vamos estacionar ao sol por todo o dia e mergulhar muito nas águas quentes do Mediterrâneo. Dolce fare niente.

Dia 4 – Monemvasia – Esparta – Calamata – Methoni | 350 km em 7 horas de condução

Dia de saída do extremo sudeste do Peloponeso para o sudoeste. Seguem-se quilómetros por entre os laranjais a perder de vista naquela região da Lacónia. Considerada uma das maiores de produção de laranja da Europa, ainda não são dez horas da manhã quando paramos numa pequena aldeia para beber um café e bebidas frescas. Fresh Orange Juice! É a frase que mais pronuncio nestes dias pela Grécia.

Com tanta laranja em redor, é impossível não beber tantos sumos naturais quanto possível. Feitos na hora, de uma doçura e sabor que enaltece o fruto! O João não é apreciador, e bebe o seu café fresco. Eu quase não bebo café. Imaginem se com este lado frenético eu começasse a adicionar substâncias?!

Melhor do Peloponeso
Kosmos

Esparta e a memória dos espartanos

Assistimos vezes sem conta a um dos nossos filmes preferidos: 300. E é por isso que saímos de Esparta com um misto de surpresa e desilusão. Pelo seu grandioso passado histórico e pela projecção que o cinema lhe deu, a cidade de Esparta merecia um destaque especial em homenagem aos espartanos. Afinal, participaram com bravura num dos mais célebres conflitos da história: Batalha de Termópilas. 300 espartanos conseguiram resistir com bravura a uma tropa persa em número enormemente superior, acabando por ser derrotados por traição interna. No auge de Esparta, no século VI a.C a IV a.C os espartanos eram uma das mais bem formadas e temidas forças militares da história da humanidade. Por isso, é com estranheza que apenas lhe notamos uma leve referência na sua cidade e no Estreito de Termópilas, local do conflito há mais de 2000 anos atrás.

Langada-Taygetos Pass

A unir a cidade de Esparta a Calamata, o Langada Taygetos Pass é o nome do percurso pela estrada 82 situada no alto das montanhas de Taygetos. Muitos troços estreitos e túneis escavados na rocha fazem farte do percurso que dizem ser um dos mais deslumbrantes do país. A qualidade do pavimento deixa a desejar, como vem sendo habitual em todas as estradas mais antigas pela Grécia, mas o desfiladeiro que atravessa vale cada quilómetros dos 56 km totalizam o percurso. Sem dúvida que merece estar incluído no melhor do Peloponeso!

O tempo nos últimos dias mudou. O mar Egeu está agitado pelo vento que se faz sentir, e as ondas chegam aos rochedos e areais que rodeiam aquela costa oeste do Peloponeso com mais afinco. As montanhas que atravessámos ontem estão rodeadas por uma capa de nuvens escuras mas, por ali à beira mar, o azul do céu ainda nos brinda com um dia soalheiro.

Montanhas do coração do Peloponeso
O melhor do Peloponeso
Melhor do Peloponeso
Taygetos Moutains Melhor do Peloponeso

Methoni Castle

Methoni Castle é a paragem seguinte. Uma fortificação medieval na antiga cidade portuária com o mesmo nome, ocupa toda a área do cabo até a um pequeno ilhéu. Bizantinos, venezianos, romanos, otomanos e tantos outros por ali passaram deixando a sua marca na arquitectura da maior fortaleza que já visitámos.

Chegada ao Methoni Castle
Chegada ao Methoni Castle
Chegada ao Methoni Castle
Methoni Castle

Pelo interior da Fortaleza de Methoni

João, já leste as placas com a explicação histórica? Pergunto eu. Já sim! Vi 3 e são todas iguais. Desatámos a rir. Como em tão grande área encontramos 3 vezes a mesma placa, com os mesmos ditos e nenhuma com um fio condutor bem resumido acerca do enquadramento histórico do local? Se há algo que nos anda a enervar é andarmos há 2 semanas na Grécia e ainda não termos entendido grande coisa da história grega. Tanto sítio arqueológico e museu visitado, e a única coisa que aprendemos foi que os nossos em Portugal estão muito mais bem construídos.

Avançamos pelo interior da fortaleza, entre fossos e ruínas de antigas construções, completamente revestidos por mato. O João, concluiu com toda a razão que meter ali umas cabras a pastar era uma ideia genial para manter o património grego e produzir mais queijo feta. Aquele que já não podemos comer mais nos próximos tempos porque com tanta salada grega precisamos de descanso ao palato.

Ainda assim, a imponência e localização do Methoni Castle conseguem ser surpreendentes. O Mar Jónico está já ali e as falésias onde a fortaleza ainda resiste são fabulosas.

Igreja no interior da fortaleza de Methoni
Interior da fortaleza de Methoni
Igreja no interior da fortaleza de Methoni
Igreja no interior da fortaleza de Methoni
Igreja no interior da fortaleza de Methoni
Fortaleza de Methoni
Methoni, o melhor do Peloponeso
Methoni, o melhor do Peloponeso

🛏️Alojamento em Methoni

Elegemos o Kotroni Villas nos arredores de Methoni para pernoitar. Parque privado, vista mar, pequeno almoço fantástico, quarto limpo e acolhedor e restaurante a distância de caminhada. Tudo o que procuramos!

Dia 5 –  Methoni – Pilos – Pirgos – Pátras | 350 km em 7 horas de condução

A parte mais desafiante de percorrer de mota a sucessão de praias de sonho da costa do Peloponeso, é que dentro do fato não podemos andar a parar de praia em praia para mergulhar em todos aqueles lugares lindos. Avancei pelo areal de Voidokilias Beach em botas da mota admirando as águas translúcidas daquele mar azul provocador. Sob o olhar atento das pessoas normais me fitam intrigadas. Terminaremos o dia num hotel à beira mar, e provavelmente ainda daremos um belo mergulho no final da tarde.

Melhor do Peloponeso
Oeste do Peloponeso

A costa oeste do Peloponeso

Olimpia e o Templo de Hera seriam a paragem seguinte. Pergunto ao João a quantos quilómetros está o Garmin Zumo XT mandar virar à direita. E a resposta era mesmo aquela que temia. Rumo a norte e com o mar à nossa esquerda onde o sol ainda brilha, olho para as montanhas à direita onde as nuvens estão tão carregadas que nem a silhueta se distingue. À medida que nos aproximamos, o vento torna-se mais forte a avistamos ao longe os relâmpagos que caem por entre a chuva forte. Eu digo-lhe para seguir por todo o lado menos pela montanha, e que o jantar está marcado em Paralia Alissou e é para lá que seguiremos directos.

🛏️ Alojamento em Pátras (arredores)

Pelos arredores de Patras, no hotel Castella Beach terminamos o dia e um roteiro de 5 dias pelo melhor do Peloponeso. Estamos à beira do mar Jónico e voltaremos à Grécia Continental.

Informações práticas para uma viagem pelo melhor do Peloponeso

Preços médios numa viagem de mota pelo Peloponeso

A Grécia é um dos destinos mais caros que já visitámos. Aquela ideia de que é um país menos desenvolvido, e por isso mais económico, é irreal. Apesar de o mundo ser para todas as carteiras, quando consideramos o nosso standard médio para alojamentos e refeições, concluímos que a Grécia está num patamar acima. Naturalmente, acampar e refeições rápidas serão a forma ideal de controlar um orçamento reduzido.

Mas se dormir num alojamento local ou hotel é a ideia, os preços médios andarão pelos 70eur por noite. Esta viagem que foi realizada em Junho, o mês que ainda não é considerado época alta, pelo que Julho e Agosto se esperam ainda mais dispendiosos.

No que a restaurantes diz respeito a tendência mantém-se e o preço médio de uma refeição mais básica num restaurante anda entre os 15 eur a 20eur por pessoa.

Quando ir?

O Peloponeso localiza-se no Mediterrâneo mas por lá neva no Inverno. A paisagem é montanhosa e passa muitos meses do ano revestida de neve. Isto quer dizer que para uma viagem de mota pelo Peloponeso para usufruir das estradas da região em pleno e em segurança, devem ser evitados os meses entre Novembro a Março.

Em todos os outros meses do ano, com a excepção das tempestades imprevisíveis, será a época ideal para uma viagem de mota fora das épocas de neve. Se fazer praia é um objectivo que se quer conciliar com uma viagem de mota, recomendamos os meses de Junho ou Setembro. Julho e Agosto se as multidões não forem um problema.

Moeda

A moeda que circula é o euro e a rede multibanco é muito vasta. Nós levamos sempre um cartão alternativo para fazer pagamentos e que cada vez mais utilizamos para pagamentos no estrangeiro.

Fazer um cartão recarregável que não cobra comissões

Para fazer um cartão como o nosso, abre grátis uma conta moey, por videochamada ou Chave Móvel Digital. Utiliza o nosso código e ganha 10 €. Começa logo a usar, sem custos e com cartão virtual e físico gratuito enviado para a morada de registo. Acede ao link aqui e associa o teu número antes de abrires conta.

Seguro de viagem

Sempre foi nosso hábito fazer um seguro de viagem quando cruzamos fronteiras, mesmo para um pequeno fim de semana. Apesar da assistência em viagem da nossa mota, é importante ter consciência que um seguro de viagem é muito mais completo, abrange muito mais circunstâncias e conta com capitais seguros infinitamente superiores em caso de necessidade. Já para não falar que, nas viagens com pendura, a assistência do seguro da mota é praticamente inexistente. Para esclarecer melhor esta questão consulte aqui o nosso artigo já publicado.

Para os 5 dias deste roteiro, existem planos a por pessoa a partir de 25 Eur. Pelo valor simbólico não vale a pena arriscar a cruzar fronteiras sem uma salvaguarda em caso de problemas. Por seres nosso leitor, ao seguires este link ainda estarás a ajudar o blogue a continuar o seu projecto e receberás 5% de desconto no valor total da apólice. Simula abaixo os valores para as datas da tua viagem.

Iati seguros

Postos de combustível e serviços

Existe uma boa rede de postos de combustível pela região. Mas, como em qualquer zona de montanha, recomendamos que abasteça com boas margens de autonomia pois só haverá oportunidade de abastecer fora dela.

Mapa do roteiro pelo melhor do Peloponeso | Grécia

Para consultar o mapa em detalhe, clique sobre ele ou utilize o canto superior direito para abrir directamente na página do Google Maps. Poderá fazer o zoom necessário para ver a rota em pormenor ou exportar para o GPS como preferir. Clicando no canto superior esquerdo, é também possível ler a legenda do mapa em detalhe. Pretende utilizar este mapa no seu aparelho de navegação e não sabe como o fazer? Consulte aqui o nosso artigo já publicado.

  • Restaurantes
  • Alojamentos
  • Quilómetros totais: 1300
  • Tempo de roteiro recomendado: 5 dias

Se gostou deste artigo e souber de alguém que também possa gostar, partilhe clicando no botão das redes sociais abaixo. Estará a ajudar-nos a divulgar e a continuar a nossa existência. O nosso muito obrigado desde já e boas curvas!

🗺️ A preparar a próxima viagem de mota?

♦Reserve as suas estadias através do Booking.com. Por lá encontramos sempre as melhores promoções e têm a facilidade de cancelamento gratuito.

♦Pagamentos no estrangeiro sem taxas e comissões? É fazer um cartão recarregável como o nosso! Abre grátis uma conta moey, por videochamada ou Chave Móvel Digital. Utiliza o nosso código e ganha 10 €. Começa logo a usar, sem custos e com cartão virtual e físico gratuito enviado para a morada de registo. Acede ao link aqui e associa o teu número antes de abrires conta.

♦Gostamos de viajar tranquilos. Como tal, em todas as nossas viagens além fronteiras, contratamos sempre um seguro de viagem que se enquadre no nosso perfil de viajantes aventureiros e independentes. Através da IATI encontrará boas opções para motociclistas. A IATI têm excelentes preços, atendimento em português e seguindo o nosso link ainda terá um desconto de 5%.

♦ Gostaria de fazer um dos nossos roteiros mas não tem mota? Ou prefere optar por alugar uma por uns dias? Utilize os serviços da Motorentour e encontrará uma frota de várias motas prontas para seguir uma aventura e uma equipa profissional  para dar solução às suas necessidades.

♦Sejam pequenas ou grandes travessias, se precisa de comprar uma viagem de ferry para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o DirectFerries.pt. Permite comparar os preços e horários das diferentes companhias e é por lá que encontramos os melhores preços.

♦Para alugar carro ou mota em qualquer destino, sugerimos o site de reservas Discover Cars. Uma plataforma que apresenta todas as opções e empresas disponíveis e tem facilidade e flexibilidade nas reservas.

Esta página contém links afiliados. Ao efectuar as suas reservas através destes links recebemos com uma pequena comissão. Não pagará mais por isso e estará a ajudar o blogue Quilómetro Infinito a continuar a sua existência. Muito obrigado!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Quilómetro Infinito