Review dos pneus para mota Michelin Road 5 GT

Quais os melhores pneus para mota? Michelin Road 5 GT

Vamos lá partilhar o nosso feedback acerca dos pneus para mota Michelin Road 5 GT. No que à nossa utilização diz respeito, é aqui que daremos a nossa opinião pessoal acerca dos pneus da casa francesa Michelin.

É já o segundo par de pneus do mesmo modelo que utilizamos até ao fim de vida na nossa BMW R1200RT, pelo que depois de milhares de quilómetros a utilizá-los, consideramos já poder formar uma opinião com um critério muito realista acerca do desempenho do Michelin Road 5.

Para esta avaliação, é importante esclarecer que os pneus foram utilizados na nossa mota em estradas pavimentadas (autoestradas e estradas secundárias) e com a pressão recomendada no manual (diferente para com carga e sem carga). Utilização maioritariamente com a mota com carga de bagagens e pendura.

Porquê os Michelin Road 5 GT e não Michelin Road 5

Esta é uma pergunta comum quando nos questionam acerca dos pneus que utilizamos na nossa mota. Porquê o modelo 5 GT e não 5. A resposta é simples: a nossa mota é de touring, de grande cilindrada e peso, e o modelo 5GT é o modelo concebido para tais características (GT = Gran Tourism).

Qual a diferença entre o 5GT e o 5? 

O Michelin Road 5 GT apresenta as mesmas características do Michelin Road 5 normal. Completando-o com mais algumas necessárias a uma mota de grande cilindrada e maior peso. Por isso, na construção do Michelin Road 5 GT é integrada uma faixa central mais reforçada. O chamado 2CT, confere ao pneu uma mistura mais rígida na zona central e mais macia na zona lateral do pneu. Esta tem o objectivo de diminuir um desgaste excessivo na faixa central, característico deste tipo de motas.

O que valorizamos quando escolhemos os pneus para a mota?

  • Segurança (boa aderência em piso seco e molhado)
  • Durabilidade
  • Custo
  • Conforto

Apresentadas as principais questões que valorizamos aquando a escolha, passaremos de seguida a desenvolver o nosso feedback acerca da utilização dos pneus para mota Michelin Road 5 GT. 

Michelin Road 5 GT – Segurança

Esta é para nós a principal característica que avaliamos quando escolhemos os melhores pneus para a nossa mota: a segurança que nos transmite a conduzir, em desempenho e aderência ao piso. Afinal, uma mota apenas pode contar com dois pneus, desafiando a força da gravidade a cada curva. Todas as ajudas que lhe possamos dar a contrariar a leis da física são importantes. Garantem a nossa integridade física, e da mota.

O que dizer sobre a nossa utilização dos Michelin Road 5 GT? Bem, que nos primeiros quilómetros nos transmitem uma elevada confiança a curvar em piso seco ou molhado. Mas ao longo de toda a vida útil do pneu a performance diminui substancialmente, e de forma muito acentuada.

  • Os primeiros 4000km de utilização (40% a 60% de piso)

Costumamos dizer que nos primeiros quilómetros de utilização, é difícil partilhar um real feedback acerca do desempenho de qualquer pneu. Mas com os Michelin Road 5 GT, é a marca dos 4000 km (40% a 60% de piso) de rodagem que nos revela uma queda muito significativa na sua performance.

  • Entre os 4000km e os 7000km de utilização (60% a 85% de piso)

Notamos uma abrupta diferença na aderência, quer do pneu traseiro quer dianteiro, a partir dos 4000 km de utilização (40% a 60% de piso), especialmente em piso molhado.

E é no patamar que ronda os 7000km (60% a 85% de piso) que, apesar da marca de segurança da faixa central ainda indicar cerca de 1mm até ao fim, as laterais do pneu estão comprometidas. Deixam aqui de transmitir segurança a conduzir. Resulta em instabilidade a curvar e falta de aderência em percentagens muito elevadas nesta fase.

Marcas de segurança no pneu, como interpretar?

Esta é outra das questões que também nos colocam. O que são, e para que servem, as pequenas marcas que observamos nas ranhuras dos pneus? São as marcas de segurança que nos ajudam a saber qual o limite a partir do qual o pneu tem de ser substituído.

Ao longo da utilização, o pneu sofre naturalmente desgaste. As ranhuras vão ficando menos profundas e a diferença entre a superfície do pneu e a marca de segurança diminui. Diminui de igual forma a capacidade de aderência ao piso, pelo que quando esta marca fica “à superfície” do rasto sabemos que está na hora de trocar os pneus.

É importante referir ainda que, a condição para a troca de um pneu não se resume às marcas de segurança. Outros fatores como a idade, desgaste anormal, rasgos, furos, etc, também podem ser condição suficiente que implique a substituição de um pneu.

Marca de Segurança no pneu
Marca de Segurança no pneu

Michelin Road 5 GT – Durabilidade

O primeiro par de pneus Michelin Road 5 GT que montámos na nossa mota, foi trocado com 6000km de utilização. O segundo par, está com 7000km e à espera de substitutos. Não consideramos que esta seja uma boa durabilidade, tendo em conta que dentro da mesma marca e no modelo anterior (Michelin Pilot Road 4 GT), conseguem uma quilometragem que ronda o dobro.

Michelin Road 5 GT – Custo

Os Michelin Road 5 GT são pneus de gama premium dos quais se esperam altas performances que justifiquem o investimento. Mais uma vez, o facto de dentro da mesma marca encontrarmos modelos de superior desempenho, leva-nos a afirmar que não são a melhor aposta da Michelin. Consideramos que o custo de um pneu está directamente relacionado com a sua durabilidade média. Um pneu de 150 Eur que só faz 7000km, é caro quando comparado com um de 200Eur que faz 14000km. Porque nos obriga a trocar mais vezes, com toda a despesa e incómodos inerentes.

Ainda no que ao preço diz respeito, é importante compreender que o mesmo modelo de Michelin Road 5 GT tem preços distintos em função da mota onde vão ser montados. Características das motas, das jantes e seus tamanhos, resultam em orçamentos diferentes. Pelo que recomendo que  consulte o fornecedor habitual.

Michelin Road 5 GT – Conforto

Considerando o conforto, o pneu consegue filtrar muito bem as irregularidades da estrada sem perder a capacidade de dar um bom feedback na condução. Com cerca de 25% de piso o pneu começa a apresentar ruído (mais conhecido como zoada) que é bem audível na faixa entre os 100 e os 120km/h.

Conclusão

Os Michelin Road 5 GT revelam nos primeiros cerca de 40 a 60% do piso, uma performance positiva, tendo um bom comportamento em piso seco e molhado. Por sua vez, é a partir desta marca que se sente uma queda acentuada da sua performance, até que com cerca de 85% sentimos a necessidade de trocar para um novo par.

Michelin Road 5 GT a cerca de 75% de utilização
Michelin Road 5 GT a cerca de 75% de utilização

Como tal, consideramos que o modelo anterior da marca francesa, os Michelin Pilot Road 4 GT, continuam a ser os melhores pneus que alguma vez montámos na nossa mota. Além de terem uma durabilidade que se aproxima do dobro da quilometragem, o desempenho não apresenta uma queda de performance abrupta como os Michelin Road 5 GT. A única questão que fica na nossa mente é: que futuro nos reserva a Michelin quando lançar os Road 6?

8 Replies to “Review dos pneus para mota Michelin Road 5 GT”

  1. Obrigado pela partilha. Já alguma vez equacionaram os Pirelli Angel GT II? Que outros pneus teem usado, para além de Michelin? Boas Festas

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Bom dia João! Nunca experimentámos os Pirelli. Apenas Bridgestone e Metzeller. Mas temos sido fiéis aos PR 4GT porque já conhecemos muito bem e são óptimos. Para os 5GT tínhamos a mesma expectativa.. boas curvas e Bom Natal 😊✌🎄

  2. Ótimo review 👌

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Obrigado Ernesto! Boas curvas ✌😊

  3. Raúl José neves do vale says: Responder

    Boas e parabéns pelas vossas aventuras. As quais sigo virtualmente com enorme satisfação.
    Tenho uma 1200 RT que vinha de origem com os Rod 4 e como equipa que ganha não se altera, utilizei 2 conjuntos. Ao 3 decidi experimentar um conjunto Rod 5. Não gostei desgastou demasiado nas laterais, dai voltar para o Rod 4. Para mim o problema não foi o desgaste central, mas sim na lateral. No fim da nacional 2 e depois de desmontados parecia uma folha de papel, talvez por isso nunca tive vontade de experimentar o Gt.

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Olá Júlio! Obrigado pelo feedback! Monte uns PR4GT na mota e vai ver qur não se arrepende. A versão GT é a indicada para a RT e não a normal. Já gastamos dezenas de pares de PR4GT na nossa e são fantásticos e nunca deram estas questões que agora sentimos nos PR5GT. Boas curvas Boas Festas e obrigado por acompanhar o blogue ✌

  4. João Carlos Santos says: Responder

    Olá,

    And de maus um Santo e Feliz Natal para vocês.

    Revejo-me quase na c totalidade dos vossos comentários, mas, no meu caso, tenho a mesma moto e os mesmos pneus, mas estranhamente e ainda não chegaram ao da vida útil, só que o ruído de rolamento é tão grande, que cheguei a pensar ser rolamentos, já fiz a experiência e realmente é dos pneus, estão totalmente escamados, o que já me tinha acontecido, nos Road 4 GT, e, para que não constem dúvidas as pressões foram sempre as indicadas.
    É impensável numa marca Premium como a MICHELIN. O meu veredicto, NÃO RECOMENDO estes pneus para a R1200RT, é só a minha opinião.
    Boas curvas, e Feliz Ano de 2022.

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Olá João! Muito obrigado pelo feedback. Para nós, até à data, os PR4GT da Michelin são os melhores pneus de sempre! São há anos a nossa escolha de sucesso. Boas curvas!

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

EnglishPortuguese
Quilómetro Infinito
%d bloggers like this: