Col du Grand Saint Bernard nos Alpes Suíços

Nos Alpes Suíços no Col du Grand Saint Bernard

De mota nas melhores estradas dos Alpes Suíços no Col du Grand Saint Bernard

Durante um roteiro de viagem de mota pela região alpina, descobrimos mais uma excelente estrada de montanha pelos Alpes Suíços no Col du Grand Saint Bernard.

Os Alpes prolongam-se por inúmeros países e por todos eles há muito para desfrutar. Mas a Suíça têm um especial encanto e por lá se centra a elite das estradas da Europa. O Col du Grand Saint Bernard é mais uma de tal distinção, estando incluída na nossa categoria de melhores estradas para viajar de mota.

Nos Alpes Suíços no Col du Grand Saint Bernard
Nos Alpes Suíços no Col du Grand Saint Bernard

Uma das melhores estradas dos Alpes Suíços

Temos aquele bichinho cada vez mais crescente, na busca das estradas mais desafiantes e de traçados característicos. Olhamos cada vez mais para o mapa à procura das estradas mais minúsculas nele identificadas pois, na realidade, representam grandes trajectos! Esta é uma delas.

Com já algumas dezenas de estradas de montanha percorridas, é para nós difícil dizer qual a melhor. Todas são muito diferentes e todas têm o seu carácter único com algo que as distingue. Podemos sim dizer que, todas valem a pena percorrer e que por lá, nenhum quilómetro será desanimador.

Conduzir na Suíça é ter a certeza de que em todos os momentos existe alguém que se preocupa com a nossa segurança. É poder relaxar sabendo que, no que toca à qualidade do pavimento diz respeito, a próxima curva nunca será uma surpresa desagradável.

Sobra-nos assim tempo para desfrutar da condução sobre duas rodas e apreciar toda a beleza natural que nos rodeia. O que já representa muita actividade!

Nos Alpes Suíços, o Col du Grand Saint Bernard é um grandioso exemplo de tudo isso e muito mais. Escusado será dizer que se trata de mais um destino dos Top’s das melhores estradas e mais um ponto de encontro entre muitas motas. É também um local especial e pelo caminho explicamos porquê.

Do topo do Col du Grand Saint Bernard ao Valais em Martigny
Nos Alpes Suíços no Col du Grand Saint Bernard
Nos Alpes Suíços no Col du Grand Saint Bernard
Nos Alpes Suíços no Col du Grand Saint Bernard

Sobre o Col du Grand Saint Bernard

O Col du Grand Saint Bernard é mais uma fantástica estrada de alta montanha alpina, umas das terceiras mais altas do Suíça, cujo percurso a separa da vizinha Itália. Segue um traçado sinuoso e desafiante entre dois dos mais icónicos cumes da Europa: o Mont Blanc e o Monte Rosa.

Com tais arredores não seria de surpreender que as paisagens envolventes fossem tão espectaculares. Mas sempre nos surpreendemos. Porque é uma felicidade viajar de mota por locais tão fantásticos.

Nos Alpes Suíços no Col du Grand Saint Bernard
Nos Alpes Suíços no Col du Grand Saint Bernard

Entre os Alpes Suíços e Italianos

Entre a SS27 na Itália e a E21 na Suíça pela Route Grand Saint Bernard, percorrem-se cerca de 100 km sobre duas rodas na milenar estrada que une Aosta, na região italiana do Vale de Aosta, a Martigny, no belo cantão suíço do Valais.

Nos Alpes Suíços no Col du Grand Saint Bernard
Nos Alpes Suíços no Col du Grand Saint Bernard
Nos Alpes Suíços no Col du Grand Saint Bernard
Nos Alpes Suíços no Col du Grand Saint Bernard

Uma rota histórica

Sim, o Col du Grand Saint Bernard é mesmo uma estrada milenar. Um fabuloso percurso que, além de um traçado apelativo a qualquer apaixonado pelas duas rodas, esconde nas suas montanhas histórias que o tornam especial e lendário.

A História diz que foram os Celtas que em 390 a.C. cruzaram primeira vez o Col du Grand Saint Bernard. E como não podia deixar de ser, seguiram-se os romanos que sempre se preocuparam em expandir o seu império. Pelos vistos, a dificuldade da travessia não foi impeditiva e pelo ano 57 a.C., sob as ordens do Imperador Romano Júlio Cesar, tropas  romanas partiram na sua travessia rumo ao desconhecido.

O objectivo seria facilitar as viagens entre a Gália e a Itália pelo que, durante centenas de anos e até à queda do império, esta foi uma importante rota de ligação e de disputas entre nações.

Grandes acontecimentos históricos por lá se deram, sendo o último mais importante a passagem de Napoleão Bonaparte com o seu exército durante as Invasões Francesas. De intenções duvidosas ou não, certo é, que todos os grandes personagens da história revelaram grandes escolhas nas suas opções de travessia!

Decidimos repetir o panorâmico percurso de fama tão antiga e aventureiros tão ilustres. Perdemos-nos na magia dos deslumbrantes cenários naturais ao longo de um traçado curvilíneo e emocionante. É sem dúvida um local por onde vale a pena demorar.

Nos Alpes Suíços no Col du Grand Saint Bernard
Nos Alpes Suíços no Col du Grand Saint Bernard

O percurso pelo Col du Grand Saint Bernard

A subida desde o Vale de Aosta até ao topo

Com mais um dia soalheiro a iluminar-nos o percurso pela região, rumámos ao Col du Grand Saint Bernard pela estrada SS27 vindos de Aosta, a pequena cidade italiana onde pernoitámos.

A expectativa de atravessar as montanhas que rodeiam o Mont Blanc, a mais alta montanha da Europa, era elevada e a adrenalina disparava-nos o coração a cada curva.

Visitar os Alpes ainda no início do Verão, oferece uma paisagem característica entre o branco das montanhas salpicadas de neve e o verde da vegetação que renasce e reveste as montanhas. O céu azul é o bonus que tudo completa e a estrada oferece tudo o que uma grande rota panorâmica pode oferecer.

O percurso até ao topo é no geral por entre curvas largas e de amplos horizontes, que ganham elevação de modo subtil, por entre pequenos túneis de janelas arejadas, onde espreitar a montanha nunca é demais.

Nos Alpes Suíços no Col du Grand Saint Bernard
Do Vale de Aosta até ao topo do Col du Grand Saint Bernard
Do Vale de Aosta até ao topo do Col du Grand Saint Bernard
Do Vale de Aosta até ao topo do Col du Grand Saint Bernard

No topo dos Alpes Suíços no Col du Grand Saint Bernard

Na chegada ao topo, e assim que abrimos a viseira do capacete, o ar frio invade-nos o rosto maravilhado. Somos de imediato brindados com a beleza gelada do lago de Saint Bernard onde os blocos de gelo flutuam como quem teima em permanecer no Inverno ao entrar no Verão.

No topo dos Alpes Suíços no Col du Grand Saint Bernard
No topo dos Alpes Suíços no Col du Grand Saint Bernard
No topo dos Alpes Suíços no Col du Grand Saint Bernard
No topo dos Alpes Suíços no Col du Grand Saint Bernard

Além de mais uma deslumbrante estrada de montanha, o Grand Saint Bernard é um local histórico e a casa de um padroeiro alpino – São Bernardo cujo nome deu ao famoso cão. Um dos poucos passos de montanha onde no topo se encontram muito mais do que pequenas esplanadas e lojas de souvenirs ultrapassadas.

Nos seus imponentes 2473 m de altitude, exibe um antigo refúgio de montanha de arquitectura característica: Hospice du Grand-Saint-Bernard. Construído originalmente por monges há mais de mil anos, com o objectivo de receber os caminhantes e viajantes, ficou conhecido pela hospitalidade que persiste aos tempos modernos mesmo após a renovação do edifício no século passado.

Nos Alpes Suíços no Col du Grand Saint Bernard
No topo dos Alpes Suíços no Col du Grand Saint Bernard

Alberga uma das mais altas igrejas da Europa e um impressionante museu com os seus tesouros e relíquias. É possível visitar todos os locais de forma gratuita e ainda as instalações da Fundação Barry (dos cães São Bernardo) que aqui tem um canil.

Os cães São Bernardo, cujo museu da Fundação pode ser visitado na descida em direcção a Martigny, são os lendários cães de guarda e salvamento nas condições extremas da montanha. Os fiéis companheiros e bravos seres que ajudam a salvar inúmeros caminhantes em apuros em caso de avalanche ou acidente.

No topo do Col du Grand Saint Bernard. Hospice du Grand-Saint-Bernard
No topo do Col du Grand Saint Bernard. Hospice du Grand-Saint-Bernard

A descida do topo até ao Valais em Martigny

Se a subida pela Itália é majestosa, a descida para a Suíça é aquela onde nos apetece gritar dentro do capacete! Iniciamos o modo descida brusca, de curvas apertadas e alucinantes, à beira de iminentes precipícios. Bem daqueles que gostamos!

Assim permanecemos por quilómetros de adrenalina, pela Route Grand Saint Bernard, na companhia de muitas outras motas na mesma aventura.

Do topo do Col du Grand Saint Bernard ao Valais em Martigny
Do topo do Col du Grand Saint Bernard ao Valais em Martigny
Do topo do Col du Grand Saint Bernard ao Valais em Martigny
Do topo do Col du Grand Saint Bernard ao Valais em Martigny
Do topo do Col du Grand Saint Bernard ao Valais em Martigny
Do topo do Col du Grand Saint Bernard ao Valais em Martigny

Esta é a tal face 2 em 1 comum a todas as grandes passagens de montanha: a subida calma e descontraída vs descida íngreme e alucinante.

Estas sensações são amplamente conhecidas pela região e por isso são inúmeros os apelos ao longo do percurso, onde placas de sensibilização são colocadas. É sempre bom relembrar : think (pense)!

Do topo do Col du Grand Saint Bernard ao Valais em Martigny
Do topo do Col du Grand Saint Bernard ao Valais em Martigny

A chegada a Martigny e região do Valais

O cantão suíço do Valais é um apertado vale entre as montanhas alpinas, rico em planícies de cultivo repletas de vinhedos alinhados, hortícolas e árvores de fruto.

No Valais. Região de Martigny. Suíça
No Valais. Região de Martigny. Suíça
No Valais. Região de Martigny. Suíça
No Valais. Região de Martigny. Suíça

Um longo percurso maioritariamente rectilíneo mas nem por isso aborrecido, que se estende por mais de cem quilómetros e termina em mais um dos melhores lugares dos Alpes Suíços: a Furkastrasse.

Não queremos com esta nossa classificação menosprezar nenhum outro, mas na Furkastrasse estamos nos arredores da elite das estradas de montanha da Europa. Um local onde pode perder alguns dias para percorrer todas elas. Nós, para lá continuámos:

Dicas práticas de viagem

Sobre o percurso

♦ Os GPS são, muitas vezes, os nossos maiores inimigos na descoberta de grandes estradas de montanha. Apesar de geralmente terem indicações contrárias, é uma forte tendência indicarem-nos sempre as mais rápidas opções. Mesmo que, como nós, tenha o cuidado de inserir todas as rotas antes da viagem, verifique se de facto nas pequenas estradas estão a seguir o pretendido (normalmente teimam em não estar). É fácil neste caso ser encaminhado para o túnel que partilha o mesmo nome da estrada antiga. Confirme a rota e esteja atento à sinalização da estrada.

Nos Alpes Suíços no Col du Grand Saint Bernard
Estrada antiga a partir do Vale de Aosta / Túnel de Saint Bernard
Nos Alpes Suíços no Col du Grand Saint Bernard
Para esquerda o túnel para a direita a curvilínea estrada antiga do Col du Grand Saint Bernard

♦ A subida a partir do Vale de Aosta é menos íngreme e com pavimento excepcional. A descida para o Valais apresenta um declive muito acentuado e requer uma condução mais cuidadosa, mas a qualidade do pavimento é exemplar.

♦ Como a maioria das estradas de alta montanha, durante o período de Inverno encontra-se encerrada devido à neve. O Verão será a altura ideal para uma viagem de mota com a certeza de que poderá desfrutar da passagem pelo Col du Grand Saint Bernard. Os detalhes sobre a abertura podem ser consultados na véspera aqui.

♦ Em especial nas zonas iniciais da subida e descida, onde as populações se encontram, não esquecer que circulamos por vastos campos de pastagens de animais. É sempre possível um encontro imediato.

Animais na subida do Col du Grand Saint Bernard
Animais na subida do Col du Grand Saint Bernard

Sobre alimentação e combustível

♦ Se como nós fizer o percurso a partir de Itália, saiba que o combustível na Suíça, ao contrário do esperado, é muito mais barato. Por sua vez, o café é 3 x mais caro. Beba café na Itália e abasteça de gasolina na Suíça! 

♦ Na zona do Valais existe uma moda crescente que nos agrada o palato. Claro que na maioria existe um português para nos receber! Só nós garantimos as delícias por esse mundo fora. Num país onde tudo é excessivamente caro e a comida nem sempre é das melhores, esteja atento as pequenas roulotes que surgem pelo caminho! Vendem frango assado na hora do almoço. Apesar de em média custarem 15 a 20 Eur o frango, são a melhor e mais deliciosa opção dos arredores. Siga o cheirinho!

Do topo do Col du Grand Saint Bernard ao Valais em Martigny
O frango assado do Valais.

Mapa do Col du Grand Saint Bernard

26 Replies to “Col du Grand Saint Bernard nos Alpes Suíços”

  1. Sempre boas dicas estes amigos

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Mais uma vez obrigado Rui. Sempre um fiel leitor! 🙂

      1. RUI MANUEL DE CAMPOS BAILA says: Responder

        Não têm de que , são vocês que nos oferecem o prazer de partilhar as vossas sempre magníficas viagens , experiências e as altas dicas , quando vous lemos já fazemos meia viagem . Obrigados vós

        1. quilometroinfinito says: Responder

          Sempre muito bom ouvir esses incentivos 🙂

  2. Que estrada magnífica! Estas estradas nos Alpes são do melhor. Vou andar por estes lados já este Dezembro. Prevejo muita neve a complementar essa estrada. 😀 Estou empolgada.

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Desejamos uma boa viagem 🙂 sem dúvida que com muita neve também será um local a não perder (menos compatível com um passeio de mota eheh). Boas viagens! 😉

  3. Que sítios mais lindos! A Suíça deixa-nos de queixos caídos! Adorei as descrições e a imagem que fica dos blocos de gelo no lago, que começam a derreter… Lindo! Boas dicas! Boas viagens!

  4. quilometroinfinito says: Responder

    Obrigado Susana! A época de transição entre o Verão e o Inverno têm paisagens lindíssimas! Boas viagens 😉

  5. Sempre tem super dicas aqui, adorei a matéria o lugar é lindo e as fotos estão maravilhosas! quero muito conhecer em breve os alpes, deve ser uma viagem realmente maravilhosa

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Obrigado Robba! Tem mesmo que conhecer! Vai adorar 🙂

  6. Essa deve ser das melhores estradas da Europa para conduzir. Com umas paisagens dessas é melhor a gente não se distrair não ter nenhuma acidente. Adorei as fotos, estão espetaculares e acima de tudo inspiradoras. Abraço desde Braga.

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Olá Pedro. A Suíça é mesmo um país onde as melhores estradas da Europa se centram. É verdade que com tanto para absorver em redor é necessário não esquecer que vamos de mota. Para isso, paramos muitas vezes eheh Abraços desde a Batalha 😉

  7. Que paisagem mais linda… a Suíça é realmente incrível. Eu não curto muito moto, mas fazer esse passeio numa deve ser maravilhoso. As fotos estão ótimas. =)

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Obrigado Martinha!

  8. Apesar de eu ter medo de andar de moto, meu esposo é apaixonado por esse meio de transporte. E embora eu não tenha muita coragem, as viagens de vocês são inspiradoras demais! Lindos trajetos, caminhos, paisagens, incrível mesmo. Bom, dá vontade de ir de carro e fazer o mesmo caminho. Obrigada por compartilhar.

    1. quilometroinfinito says: Responder

      O seu esposo tem muito bom gosto eheh tens de ganhar coragem e experimentar! Senão de carro também vale a pena claro!

  9. q fortuna esse frango!!! o.O maaas se é uma das opçoes mais gostosas, vale a pena arriscar, afinal alimenta duas pessoas e se tiver um molhinho, fica bom!

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Verdade, fortuna mesmo! Como tudo na Suíça eheh Mas era muito bom, com um molhinho do estilo português e nada a ver com o preço de um restaurante. (Nem o MacDonalds escapa ao capitalismo Suíço).

  10. Que visual incrível! E nada melhor que uma estrada boa e segura para aproveitar uma bela viagem de moto! Saber da história torna a viagem ainda mais emocinante!

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Obrigado Tina!

  11. Que paisagens magníficas. Eu tenho medo de andar de mota mas deve ser um passeio mesmo fabuloso para quem é mais corajoso neste aspecto 😉 A ver se um dia ganho coragem e me aventuro.

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Força Sónia! Não irás arrepender te eheh 🙂 É também uma maneira muito livre de viajar!

  12. A primeira vez que vejo alguém procurando rotas desafiadoras, pelos menos vocês prezam pela segurança sempre. Mandei esse post para meu irmão que ama moto e ele se empolgou com a rota de vocês. Muito bom também saber a história por trás, às vezes é difícil imaginar que em uma estrada tão linda Napoleão passou com suas tropas anos e anos atrás né? Abraços

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Obrigado Giulia! Sem dúvida que ele vai adorar percorrer estes recantos fantásticos dos Alpes! É verdade! É certo que Napoleão tinha muito bom gosto eheh paisagens divinais.

  13. Muito Bom! Obrigado!

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Obrigado José Morgado!

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: