24 lugares e estradas que percorremos de mota no ano 2020

estradas que percorremos de mota no ano 2020

E nos últimos dias deste ano, que em breve termina, é hora de fazer aquela habitual retrospetiva dos locais por onde passámos em 2020. Este foi o ano em que o mundo parou e todos nós nos vimos privados da liberdade que até então conhecíamos. As viagens além fronteiras tornaram-se difíceis e com limitações. Este fora o primeiro ano que não saímos da Ibéria. Presos entre Portugal e Espanha, soa a alguma ingratidão lamentar o facto de não ter vivido uma grande viagem, certo é que estamos ávidos por poder voltar à estrada e a um qualquer distante destino. Mas vamos focar-nos na oportunidade de, mesmo assim, termos conhecido muitos locais fabulosos, juntos e com saúde neste cantinho da Europa. Que esta nossa lista de estradas que percorremos de mota em 2020 seja, para todos vós, também uma inspiração para o ano que se avizinha.

1 – De Peniche ao Baleal

Aqui ao lado, um destino tantas vezes tomado, a nossa costa na zona centro de Portugal é o rumo que gostamos de tomar para muitos pequenos passeios junto ao mar.

estradas que percorremos de mota no ano 2020
Cabo Carvoeiro
estradas que percorremos de mota no ano 2020
De Peniche ao Baleal

2- Aqueduto dos Pegões

Na Rota Templária da região de Tomar, visitámos o Aqueduto dos Pegões e percorremos a bela estrada que o atravessa. Uma obra em tudo relacionada com o Convento de Cristo, um dos mais importantes monumentos da história do país.

Viagens de mota por Portugal: Aqueduto de Pegões. estradas que percorremos de mota no ano 2020
Viagens de mota por Portugal: Aqueduto de Pegões
Aqueduto de Pegões
Vista do miradouro: Aqueduto de Pegões

3- Estevais

Por terras de Trás-os-Montes, percorrer o Vale da Vilariça e subir ao Miradouro de São Gregório, a caminho dos Estevais, é obrigatório para nós. De lá, além de um percurso emocionante, encontramos os mais mágicos panoramas para a Foz do Sabor. E muitas curvas.

estradas que percorremos de mota no ano 2020 Estrada M611 | Miradouro de São Gregório - Estevais
Melhores estradas de Portugal: Estrada M611 | Miradouro de São Gregório – Estevais
Estrada M611
Estrada M611 | Miradouro de São Gregório – Estevais

4- Freixo de Numão

Em busca da beleza das paisagens das amendoeiras em flor, acabámos por conhecer um dos tesouros do mundo antigo em Portugal. As Ruínas Romanas do Prazo, tão pouco divulgadas e tão espectaculares. Quem fizer o percurso completo da N222, este é um curto desvio que muito recomendamos.

Ruínas Romanas do Prazo.
Ruínas Romanas do Prazo.
Rota das Amendoeiras em Flor
Rota das Amendoeiras em Flor

5- Las Médulas

A região que outrora foi uma antiga exploração mineira de ouro, é hoje um destino motociclístico encantador para quem quiser percorrer as estradas em torno dos picos avermelhados das rochas da região. Las Médulas e o seu esplendor.

estradas que percorremos de mota no ano 2020Visitar Las Médulas
Visitar Las Médulas: Miradouro de Orellán
Minas romanas de Orellán
Minas romanas de Orellán

6- Vale del Silêncio

Aninhado nas terras de El Bierzo, no Norte de Espanha, por lá percorremos o Vale del Silêncio em torno de algumas das montanhas mais fascinantes do país. Entre pitorescas aldeias de xisto, sumptuosos mosteiros e densas florestas.

ZA-P-2665
Truchillas – Estrada ZA-P-2665
Valle del Silencio, Ponferrada
Valle del Silencio, Ponferrada

7- Lago de Sanabria

É o maior Lago da Ibéria, de origem glaciar em seu redor multiplicam-se as estradas panorâmicas que em todas as curvas nos conduzem a um miradouro fabuloso.

Parque Natural do Lago de Sanabria
Parque Natural do Lago de Sanabria
Parque Natural do Lago de Sanabria
Lago de Sanabria

8- Parque Natural do Alvão

Dizem que por lá está uma das melhores estradas da Europa. Nós dizemos com certeza que por lá está uma das melhores estradas de Portugal: a N304 e o seu troço mais espectacular entre Vila Real e Mondim de Basto. Mas o Alvão é muito mais do que a N304 e foi por lá que nos perdemos por alguns dias.

Estrada N304, Alvão
Estrada N304, Alvão
Parque Natural do Alvão
Parque Natural do Alvão

9- Serra de São Mamede

Primeiro passeio após confinamento. Assim que houve ordem de soltura, foi para o interior alentejano que rumámos. Pelo Parque Natural da Serra de São Mamede, fizemos um piquenique em plena natureza e deambulámos pelas pequenas e grandes estradas da região. Descobrindo monumentos megalíticos, apreciando paisagens naturais soberbas e sentido o sabor da liberdade sobre rodas.

Parque Natural da Serra de São Mamede
Parque Natural da Serra de São Mamede
Anta da Melriça
Anta da Melriça

10- Serras da Peneda e do Soajo

Em pleno Parque Nacional da Peneda Gerês, na data com fronteiras fechadas com Espanha, rumámos à região explorando os pequenos percursos até então inexplorados. Pronunciados desfiladeiros e extensos planaltos de granito adornam o roteiro que nos maravilha a cada quilómetro percorrido.

estrada M533
Miradouro Voltas de São Bento
Estrada M530 Serra da Peneda
Estrada M530 Serra da Peneda

11- O Gerês Transmontano até Pitões das Júnias

Tantas vezes ali passámos ao lado sem nunca ter visitado os caminhos que nos levam ao Mosteiro de Santa Maria das Júnias. As estradas desenrolam-se entre lagos, cascatas e a imponente cordilheira de montanhas da Serra do Gerês. O chamado Gerês Transmontano, que por vezes fica esquecido num roteiro pela região.

Mosteiro de Santa Maria das Júnias
Mosteiro de Santa Maria das Júnias
Gerês Transmontano
Gerês Transmontano

12- Vilarinho de Negrões

Um paraíso artificial soa a algo negativo. Mas a nossa passagem entre Negrões e Vilarinho de Negrões, fez-nos testemunhar que a intervenção humana na Natureza também cria algo belo e harmonioso. A construção da Barragem do Alto Rabagão criou um cenário mágico, onde as estradas que a rodeiam nos levam a saltitar entre aldeias esquecidas no tempo, instaladas em pequenas penínsulas à beira do grande lago.

A península de Vilarinho de Negrões
A península de Vilarinho de Negrões
Vilarinho de Negrões, Alto Rabagão
Espigueiro em Vilarinho de Negrões, Alto Rabagão

13- Vale do Varosa

Quem visita o Douro nem sempre dá a merecida atenção ao Vale do Varosa. Mudámos essa tendência e por lá explorámos a histórica rota entre igrejas, mosteiros, pontes, torres fortificadas e afins, que fazem parte do legado da Ordem de Cister. Os arquitectos da antiguidade que tornaram o Douro repleto de vinhas, olivais e árvores de fruto, tal como hoje o conhecemos.

Ponte Fortificada de Ucanha
Ponte Fortificada de Ucanha
Vale Varosa: Mosteiro de São João de Tarouca
Mosteiro de São João de Tarouca

14- Alcoutim – Castro de Marim

Deixando para trás o Norte de Portugal, rumámos a sul e elegemos a pequena estrada panorâmica que acompanhar o curso do rio Guadiana até ao mar: de Alcoutim a Castro de Marim. No Algarve, com a Andaluzia na outra margem.

Nas margens do Guadiana, Alcoutim
Estrada panorâmica do Guadiana, Alcoutim
Nas margens do Guadiana, Alcoutim
Nas margens do Guadiana, Alcoutim

15- Minas de Riotinto

A passagem pelas minas de Riotinto, no Sul de Espanha, foi o local que mais nos remeteu a distantes destinos. Ali, fomos levados até Marte, o planeta vizinho. Numa paisagem modificada desde há milénios, a exploração mineira que ali continua a laborar tornou o cenário em seu redor numa espécie de horrível belo, ou será belo horrível como dizia o poeta? As cores dos solos e das águas, anunciam-nos a chegada a um lugar pouco natural onde a Natureza ainda consegue coexistir. As estradas levam-nos a desfilar por paisagem tão peculiar.

Minas de Riotinto
A estrada que atravessa as Minas de Riotinto
Minas de Riotinto
Lagoas em redor das Minas de Riotinto

16- Serra de Aracena

Cruzar a fronteira tornou-se possível novamente e foi na Serra de Aracena que explorámos uma das mais belas regiões da Andaluzia. Por entre castelos, montanhas e estradas de muitas curvas, por lá percorremos o património espanhol de alma árabe.

Serra de Aracena
Serra de Aracena
Serra de Aracena
Património Árabe pela Serra de Aracena

17- Serra de Gredos

Será este o local mais espectacular desta nossa lista de estradas que percorremos em 2020? Arrisco dizer que sim. Por ser tão surpreendentemente bela, conhecer a Serra de Gredos fez-nos lamentar as inúmeras vezes que ali passámos ao lado sem lhe dedicar a devida atenção.

Viagem de mota pela Serra de Gredos
Puerto de Serranillos
Viagem de mota pela Serra de Gredos
Viagem de mota pela Serra de Gredos: Plataforma de Gredos

18- Calçada de Alpajares

A passagem por este soberbo vale no Parque Natural do Douro Internacional é um percurso avassalador. Pequenas estradas, entre curvas e contra curvas, em alguns locais de grande inclinação, conduzem-nos pelo percurso que outrora foi um caminho romano. Ali ainda se encontram vestígios da estrada romana.

9 percursos panorâmicos menos divulgados para andar de mota no Norte de Portugal
Estrada do Candedo/Calçada de Alpajares
9 percursos panorâmicos menos divulgados para andar de mota no Norte de Portugal
Estrada do Candedo/Calçada de Alpajares

19- Serra de Guadalupe

Quem diria que um dos mais imponentes mosteiros do mundo ali se encontrava, em plena Serra de Guadalupe. Do alto da estrada panorâmica que atravessa a região, o vislumbre de tamanha pérola arquitectónica é inconfundível. Antecipando a grandiosidade da sua construção.

Viagem de mota pela Extremadura.
Serra de Guadalupe ou Las Villuercas. Viagem de mota pela Extremadura.
Serra de Guadalupe: Puebla de Guadalupe
Serra de Guadalupe: Puebla de Guadalupe

20- Tejo Internacional

Ali, algures, entre Monforte e o Rosmaninhal, seguimos as estradas alternativas que fazem parte dos campos que rodeiam o rio Tejo. Na região fronteiriça entre Portugal e Espanha, belas paisagens se multiplicam.

Tejo Internacional, Rosmaninhal
Tejo Internacional, Rosmaninhal
Ponte de Alcântara, Tejo Internacional
Ponte de Alcântara, Tejo Internacional

21- Estrada Atlântica

A Estrada Atlântica não faz parte da lista de novidades. Afinal, estamos aqui ao lado e este é um dos percursos que tantas vezes fazemos desde a infância. Mas percorrer esta estrada costeira é ter sempre a oportunidade de sentir os ares do mar aos comandos da nossa mota. Desta vez, um passeio especial. Foi por lá que fizemos o nosso primeiro passeio com a nossa nova mota. Que 2021 lhe traga uma primeira grande aventura.

Estrada Atlântica
Estrada Atlântica
Farol de São Pedro de Moel
Farol de São Pedro de Moel

22- Alqueidão da Serra

Num daqueles muitos fins-de-semana em que estivemos proibidos de circular entre concelhos, descobrirmos que mesmo em redor de casa podemos conhecer locais inexplorados. No moinho da Cabeça da Vaca tivemos a oportunidade de contemplar um dos mais belos finais de dia do ano. Naqueles tons outonais.

moinho da Cabeça da Vaca
Alqueidão da Serra
moinho da Cabeça da Vaca
Moinho da Cabeça da Vaca

23- Serra da Lousã

A chegada ao final do ano levou-nos à Serra da Lousã. Entre montanhas de vegetação desnuda e rodeados de água como o principal elemento, saltitamos entre as Aldeias de Xisto aninhadas na serra. Unidas por estradas panorâmicas que merecem ser percorridas pelo menos uma vez na vida.

Talasnal, Serra da Lousã
Talasnal, Serra da Lousã
Talasnal, Serra da Lousã
Rota das Aldeias do Xisto, Serra da Lousã

24- Monte Colcurinho

O dia em que conhecemos o Monte Colcurinho, na Serra do Açor, não fora dos mais soalheiros. Mas embora as nuvens ofuscassem a dimensão do horizonte, entendemos de imediato que nos encontrávamos num dos mais encantadores lugares de Portugal.

Monte Colcurinho
Serra do Açor, Monte Colcurinho
Monte Colcurinho
Monte Colcurinho

Desejamos a todos um Feliz Ano Novo. Não importa as voltas que o mundo possa dar, que a esperança e os sonhos vos comande a vida. E que essa contenha muitos quilómetros de alegrias sobre rodas. Boas curvas!

Se gostou deste artigo e souber de alguém que também possa gostar, partilhe clicando no botão das redes sociais abaixo. Estará a ajudar-nos a divulgar e a continuar a nossa existência. O nosso muito obrigado desde já e boas curvas!

🗺️ A preparar a próxima viagem de mota?

♦Reserve as suas estadias através do Booking.com. Por lá encontramos sempre as melhores promoções e têm a facilidade de cancelamento gratuito.

♦Gostamos de viajar tranquilos. Como tal, em todas as nossas viagens além fronteiras, contratamos sempre um seguro de viagem que se enquadre no nosso perfil de viajantes aventureiros e independentes. Seja através da World Nomads ou da IATI encontrará boas opções para motociclistas. A IATI têm excelentes preços, atendimento em português e seguindo o nosso link ainda terá um desconto de 5%.

♦Sejam pequenas ou grandes travessias, se precisa de comprar uma viagem de ferry para a sua próxima viagem recomendamos que utilize o DirectFerries.pt. Permite comparar os preços e horários das diferentes companhias e é por lá que encontramos os melhores preços.

Esta página contém links afiliados. Ao efectuar as suas reservas através destes links recebemos com uma pequena comissão. Não pagará mais por isso e estará a ajudar o blogue Quilómetro Infinito a continuar a sua existência. Muito obrigado!

2 Replies to “24 lugares e estradas que percorremos de mota no ano 2020”

  1. Excelente artigo. Parabéns

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Obrigado Hélio! Bom Ano 😉

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: