6 Locais a não perder na Eslovénia 🇸🇮 Alpes Julianos

5 Locais a não perder na Eslovénia, Alpes Julianos

Algumas das paisagens mais belas do país encontram-se nos Alpes Julianos e, depois de percorrer as estradas de sonho da região, definimos uma lista de locais a não perder na bela Eslovénia.

Concentrados maioritariamente na região norte, é com o perfil das montanhas aguçadas já no horizonte, que as estradas que por elas serpenteiam nos encaminham para alguns dos seus recantos mais preciosos.

Kransjka Gora é a porta de entrada para o reino das estradas curvilíneas em torno de picos calcários esbranquiçados, cascatas, glaciares, florestas e algumas das paisagens fascinantes dos Alpes Julianos.

Nem sempre a devida justiça lhe é feita quando de top’s de estradas alpinas se fala. Com arredores mais mediáticos como as fabulosas Dolomites, em Itália ou a sensacional estrada de Grossglockner, na Áustria, esta é uma região muitas vezes esquecida no mapa da Europa.

Locais a não perder na Eslovénia.
Kransjka Gora, Eslovénia.
Mangart pass. Locais a não perder na Eslovénia.
Mangart pass. Locais a não perder na Eslovénia.
 Locais a não perder na Eslovénia.
Kranjska Gora. Locais a não perder na Eslovénia.
Viagem de mota pelos Alpes
Kransjka Gora, Alpes Julianos.

Triglav National Park e Soča Valley

O Triglav National Park e o Soča Valley fazem as honras da natureza e são regiões a não perder num roteiro pelo país. Combinando as montanhas que lhe definem o acentuado relevo, com as estradas que as rasgam em infinitas curvas, por lá multiplicam-se os destinos atractivos aos amantes das duas rodas. Fazer-lhe a devida referência é o mínimo que podemos fazer.

Se pelo labirinto montanhoso da região andar de mota é um prazer, é um prazer ainda maior descobrir as pequenas paragens repletas de encantos por revelar. Pequenas e grandes cascatas, rios de cor azul turquesa que correm agitados vindos do topo das montanhas modelando a paisagem. Gargantas rochosas escavadas nos maciços, por onde se espreitam as linhas de água que iluminam o mundo subterrâneo dos Alpes. Imponentes desfiladeiros que resguardam florestas e acolhem pequenos refúgios alpinos.

As pequenas igrejas, os lagos que repousam nos vales e espelham nas suas reluzentes águas as paisagem em redor. A imponência dos picos aguçados cobertos de neve. A brisa da montanha que nos refresca o rosto dentro do capacete.

Resguardados por entre alguns dos vales mais belos da Europa, ou expostos às maiores altitudes das montanhas da região, viajar de mota pela Eslovénia é viajar por um mundo de sensações fortes a cada quilómetro.

Mangart, Alpes Julianos, Eslovénia
Mangart, Alpes Julianos, Eslovénia
Planšarsko jezero. Locais a não perder na Eslovénia.
Planšarsko jezero. Locais a não perder na Eslovénia.
Mangart Pass - Locais a não perder na Eslovénia, Alpes Julianos
Mangart Pass – Locais a não perder na Eslovénia, Alpes Julianos

Locais a não perder na Eslovénia, Alpes Julianos

1. Mangart Pass

Seguindo o Passo Predil e após uma curta passagem por território italiano, é obrigatório seguir o percurso de montanha que nos encaminha ao Monte Mangart. A estrada mais alta da Eslovénia é rainha das montanhas que a rodeiam, e dos seus 2072 m de altitude presenteia-nos com o soberbo horizonte e o espectáculo natural em torno do Triglav National Park.

Estreita, sinuosa e vertiginosa, a pequena estrada 902 representa tudo o que um percurso sobre rodas pode desejar. E, apesar de não ser uma estrada que permita dar largas à condução, os panoramas com que contempla os mais ousados são arrebatadores. Uma subida aos céus em todos os sentidos.

Mangart Pass - Locais a não perder na Eslovénia, Alpes Julianos
Mangart Pass – Locais a não perder na Eslovénia, Alpes Julianos
Mangart Pass - Locais a não perder na Eslovénia, Alpes Julianos
Mangart Pass – Locais a não perder na Eslovénia, Alpes Julianos
Mangart Pass - Locais a não perder na Eslovénia, Alpes Julianos
Mangart Pass – Locais a não perder na Eslovénia, Alpes Julianos

Dicas práticas:

♦ Este é um percurso sem saída pois a estrada termina no topo da montanha. Significa que terá de contar com a subida e a descida pela mesma via.

♦ A passagem pelo Mangart Pass não é gratuita e logo no início do percurso terá uma portagem cujo valor para as motas é de 5 €. (Vale cada cêntimo!)

♦ A última parte do percurso (últimos 2 km) é muitas vezes condicionada pela queda de rochas na estrada. Avance pelas placas de sinalização com prudência.

♦ A estrada é encerrada durante o período de neve. Programe a viagem para os meses entre Maio a Outubro.

2. Vršič Pass

Desde a pequena aldeia de Bovec até Trenta, e seguindo o fabuloso vale do rio Soča, a estrada conduz-nos a uma das estradas de montanha mais famosas do país: o Vršič Pass. Vindos de Kransjka Gora a norte, ou de Bovec a sul, o que interessa é percorrer as 50 alucinantes e sinuosas curvas, que definem um dos mais espectaculares traçados de montanha na região.

Vršič Pass. Locais a não perder na Eslovénia.
Vršič Pass. Locais a não perder na Eslovénia.
Vršič Pass. Locais a não perder na Eslovénia.
Vršič Pass, vale do rio Soča. Locais a não perder na Eslovénia.

Por lá, percorremos o livro aberto de uma história encantada da geologia da região. Seja através de uma pequena caminhada pelas florestas de faias, onde contemplamos a gigante cascata de Boka. Seja pela cor apaixonante das águas do rio Soča, que pela gruta de Velika Korita espreitam com um brilho mais intenso.

Ou pelas encostas abruptas revestidas por um manto verde por onde pastam as ovelhas. Sempre alternadas por leques de detritos que se depositam desalinhados no sopé das montanhas. Ou simplesmente pelo prazer de conduzir e fazer parte de uma paisagem mágica e panoramas arrebatadores.

Acesso pedestre à cascata de Boka.
Acesso pedestre à cascata de Boka.
Locais a não perder na Eslovénia.
Velika korita. Locais a não perder na Eslovénia.
Vršič Pass. Locais a não perder na Eslovénia.
Vršič Pass. Locais a não perder na Eslovénia.

Ruska Kapelica, monumento histórico

Ainda no Vršič Pass, vale a paragem na Ruska Kapelica. A pequena capela ortodoxa russa construída em homenagem aos militares que morreram durante a construção da estrada. Em 1917 prisioneiros russos da I Guerra Mundial, construíram esta pequena relíquia por entre a floresta. De madeira e ao estilo russo, está encaixada no sopé de uma montanha e em seu redor encontram-se túmulos e sepulturas.

Vršič Pass, Ruska Kapelica. Locais a não perder na Eslovénia.
Vršič Pass, Ruska Kapelica. Locais a não perder na Eslovénia.

Dicas práticas:

♦ A passagem pelo Vršič Pass é gratuita, assim como a visita à Ruska Kapelica.

♦ Apesar do traçado excepcional, a qualidade do pavimento não é perfeita. Na zona norte do percurso grande parte da estrada é construída em calçada romana (especialmente escorregadia quando molhada) e na zona sul existem alguns abatimentos do piso que se tornam perigosos na abordagem às curvas. Conduzir com especial prudência.

♦ A estrada é encerrada durante o período de neve. Programe a viagem para os meses entre Maio a Outubro.

3. Soteska Vintgar

As formas de ambientes existentes no Triglav National Park são o resultado de uma paisagem em constante mudança. A água, o principal elemento na região e um grande agente de erosão, abunda por cada recanto do parque natural e na Soteska Vintgar, dá-nos a oportunidade de testemunhar mais de perto o seu nobre esforço.

Estacionar a mota no parque de visitantes é a nossa sugestão, com a promessa que durante uma curta caminhada (cerca de 1,5h ) voltará deslumbrando com o cenário. Por lá, é o rio Radovna que continuamente escava as gargantas rochosas de um profundo vale. A água, sempre em tons turquesa, flui vigorosa e translúcida pelas pequenas grutas e cascatas que a obrigam a superar a diferença de altitude. Os arbustos e árvores centenárias, rodeiam todo o traçado  que é possível de percorrer através de um passadiço de madeira.

Soteska Vintgar - Locais a não perder na Eslovénia
Soteska Vintgar – Locais a não perder na Eslovénia
Soteska Vintgar - Locais a não perder na Eslovénia
Soteska Vintgar – Locais a não perder na Eslovénia

4. Lago Bled e Lago Bohinj

Continuando um percurso pela Eslovénia, o Lago Bled é um dos mais famosos e visitados do país. Por lá, e em torno do Castelo de Bled que nos observa do alto de um rochedo, percorrem-se as margens do lago conhecido como a secção dos sonhos da Eslovénia.

A cidade de Bled desenvolve-se com timidez perante o colosso natural nas suas imediações. As águas translúcidas e cristalinas a que a região nos habitua, por lá testemunham-se a grande escala. Abundam os jardins, os edifícios de arquitectura tradicional e os hotéis que ainda nos provocam uma sensação de viagem no tempo.

O Lago Bohinj é a versão menos turística do Lago Bled  e o local que ainda escapa ao turismo de massas. É o preferido dos amantes dos locais mais tranquilos e sossegados e merece que não deixe Bled sem o visitar. Cerca de 10 km os separam, mas a estrada entre eles vale a viagem e é por si só um roteiro panorâmico.

Lago Bled. Locais a não perder na Eslovénia
Lago Bled. Locais a não perder na Eslovénia
Lago Bled. Locais a não perder na Eslovénia
Lago Bled. Locais a não perder na Eslovénia
Alpes Julianos, Eslovénia
Alpes Julianos, Eslovénia

Locais a visitar em Bled:

  • Visita de barco à Bled Island
  • Castelo de Bled
  • Igreja de St. Martin’s Parish
  • Percurso pedestre em torno do lago (1h)

5. Logarska Dolina

Percorrendo os velhos caminhos que pelos Alpes Julianos comunicam entre si, descobrimos um dos itinerários mais marcantes do roteiro. Logarska Dolina, é um vale alpino escondido no interior remoto da Eslovénia, a curtos quilómetros da sua fronteira com a Áustria. O imenso valor natural, a riqueza das suas paisagens e a sensação fabulosa que devolve a quem percorre de mota os quilómetros que o atravessam. Este é um dos vales mais encantados da Europa, a disputar o encanto alpino das paisagens suíças.

Percorrendo a planície sem fim por entre os largos campos de pastagens verdejantes e as densas florestas, espreitam-se lá no alto as imponentes paredes rochosas que se elevam. A estrada termina a pedir uma caminhada até à Slap Rinka, a gigante cascata onde o rio Savinja inicia o seu curso.

Logarska Dolina, Alpes Julianos, Eslovénia
Logarska Dolina, Alpes Julianos, Eslovénia
Logarska Dolina, Alpes Julianos, Eslovénia
Logarska Dolina, Alpes Julianos, Eslovénia

Dicas práticas:

♦ O acesso a este percurso não é gratuito e as motas pagam 5 € para o percorrer.

♦ No final da estrada, estacione a mota no parque de visitantes e visite a cascata. Conte com cerca de 20 min de caminhada para cada sentido.

6. Liubliana

A capital da Eslovénia merece estar incuída em qualquer lista de melhores locais pelo país. Não é por acaso que detém o título de ”Capital Verde da Europa”. Situada a meio do território nacional e a cerca de 50 km dos Alpes Julianos, esta cidade é ainda um dos segredos mais bem guardados da Europa. Longe de multidões e a preservar uma tranquilidade rara nas ruas de uma cidade europeia, recomendamos que, como nós, estacione a mota no centro da cidade e se perca pelas ruas da capital eslovena.

Uma cidade de alma rural com um passado histórico que a enriquece. O castelo medieval, os coloridos edifícios em torno do rio Liublianica, os mercados tradicionais de rua, a beleza antiga da sua arquitectura, as pequenas pontes, as igrejas e as lendas em torno de bruxas e dragões que pairam pelas ruelas.

Castelo de Liubliana, Eslovénia
Castelo de Liubliana, Eslovénia
Centro histórico de Liubliana. Capital da Eslovénia
Centro histórico de Liubliana. Capital da Eslovénia
Centro histórico de Liubliana. Capital da Eslovénia
Centro histórico de Liubliana. Capital da Eslovénia

Locais a visitar em Liubliana:

  • Castelo de Lubliana
  • Ponte do Dragão
  • Parque Tivoli
  • Ponte Tromostovje
  • Catedral de Liubliana

Mapa detalhado

Para consultar o mapa em detalhe, clique sobre ele ou utilize o canto superior direito para abrir directamente na página do Google Maps. Poderá fazer o zoom necessário para ver a rota em pormenor ou exportar como preferir.

Dicas práticas para um roteiro pelos Alpes Julianos

Época do ano ideal para uma viagem de mota:

Entre Maio a Outubro

Tempo mínimo aconselhado:

4 dias

Local de pernoita:

  • 1 noite em Bovec
  • 2 noites em Bled, Kransjka Gora
  • 1 noite em Liubliana 

Sugestão de Alojamento

 

Para mais informações gerais acerca das estradas alpinas aqui:

Para mais detalhes sobre o roteiro completo aqui:

Para mais detalhes sobre roteiros a não perder nos arredores aqui:

Se gostou deste artigo e souber de alguém que também possa gostar, partilhe clicando no botão das redes sociais abaixo. Estará a ajudar-nos a divulgar e a continuar a nossa existência. O nosso muito obrigado desde já e boas curvas!

Deixar uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: