Roteiro de Viagem de mota pelas Estradas Alpinas e Alemanha

Roteiro de viagem de mota pelas curvas alpinas

Roteiro de Viagem de mota pelas Estradas Alpinas e pelas rotas panorâmicas da Alemanha

Em modo intensivo curva e contra curva foi como decidimos preencher a maioria dos nossos dias na nossa última viagem de mota pelas Estradas Alpinas!

Reservámos também tempo para contrastar com a montanha ao percorrer duas icónicas rotas panorâmicas alemãs: A Floresta Negra e a Rota do Romântico.

Os Alpes foi o nosso primeiro destino de uma grande viagem de mota. Uma lua de mel em género aventura, para celebrar a aventura do casamento, no roteiro já apresentado no artigo sobre a  Suíça e Alpes Suíços . Foi a viagem que nos fez começar e não mais parar de andar de mota.

Lac du Leman, Lausanne Suiça
Lac du Leman, Lausanne Suiça

Desde então, mais foram as vezes que as belas estradas e paisagens nos receberam e agraciaram com a sua exuberância. No nosso Roteiro de Viagem de mota pelos Alpes aventurámos-nos pela segunda vez pela região estendendo-nos até à Eslovénia pelos Alpes Julianos.

Inúmeras possibilidades de roteiros pelos Alpes se podem definir, sem nunca repetir uma estrada, e todos de igual encanto!

A partir do primeiro momento que se percorre uma das suas mágicas estradas, a vontade de voltar, ficará para sempre. Como somos de ideias fixas não descansámos enquanto não voltámos!

Assim, marcámos o roteiro intensivo de passagens de montanha! Ao ritmo de curvas alucinantes e montanhas salpicadas de neve, subidas e descidas íngremes em estradas a grande altitude! Não poderia ser de outra maneira!

Definimos um roteiro de viagem de mota pelas curvas alpinas com mais de 30 Passos de Montanha e 2 Longas Rotas pela Baviera e Brisgóvia. Foram 7000 km e 18 dias de viagem que agora aqui partilhamos e recomendamos que siga as nossas “rodadas”!

Viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Col D'Izoard. França
Viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Col D’Izoard. França
Roteiro de viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Silvretta. Áustria
Roteiro de viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Silvretta. Áustria

Mapa do Percurso

Como definimos a viagem de mota pelas curvas alpinas e Alemanha?

Como sempre, quando marcamos um roteiro de viagem de mota, definimos dias de longas viagens para a travessia de Espanha e França, e dias de modo de passeio para aproveitar o tempo pelo nosso destino final.

Para outros detalhes e possibilidades explicamos tudo em ” Como definir um roteiro de viagem de mota personalizado”.

Desta vez, dando finalmente a oportunidade aos Alpes Franceses, foi por lá que iniciámos o nosso modo passeio. Com um percurso já traçado no mapa dos Alpes da editora Freytag & Berndt, iniciámos a nossa aventura em duas rodas!

Passados pouco mais de um dia de viagem estávamos no sul de França, na histórica e antiga cidade romana de Orange. Prontos para usufruir em pleno da companhia das belas estradas e panorâmicas paisagens pelo nosso roteiro.

Viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Arco do Triunfo de Orange.
Viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Arco do Triunfo de Orange.

Ideia geral do percurso

Alpes Franceses

Orange não foi um ponto eleito ao acaso, por muito que mereça a visita. Trata-se de uma cidade conveniente para tomar rumo aos Alpes Franceses na sua zona mais a norte. Local onde testemunhámos todo o seu esplendor em alguns dos mais belos Col’s de montanha que conhecemos:

Viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Col de L'Iseran. França
Viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Col de L’Iseran. França
Viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Col du Mont Cénis. França
Viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Col du Mont Cénis. França
Viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Col de L'Iseran. França
Viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Col de L’Iseran. França
Viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Col D'Izoard. França
Viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Col D’Izoard. França

Depois de um reconhecimento geral dos Alpes Franceses, o Valle D’Aosta estava na nossa mira. Era conhecida a boa fama do vale que caminha aos pés do Monte Branco e nos deixa à distância de uma curta caminhada na sombra da montanha Matterhorn e Monte Rosa.

Em Vale D'Aosta. Breuil Cervinia com vista para a montanha Matterhorn
Em Vale D’Aosta. Breuil Cervinia com vista para a montanha Matterhorn

Alpes Suíços / Italianos

A entrada na Suíça era a etapa seguinte, mas não sem antes percorrer uma das suas mais belas passagens de montanha, que conduz a uma das suas fronteiras com a França: Col du Grand Saint Bernard. Este aloja umas das igrejas mais altas da Europa e oferece uma descida sem igual rumo ao Valais e à beleza dos seus extensos campos agrícolas e belas e bem cuidadas vinhas.

Roteiro de viagem de mota pelas curvas alpinas. Col du Grand Saint Bernard. Suíça
Roteiro de viagem de mota pelas curvas alpinas. Col du Grand Saint Bernard. Suíça

O nosso caminho seguiria rumo ao Simplon Pass para de novo entrar na Itália. Mas as placas e a proximidade deixaram-nos tentados a repetir a Furkastrasse que nos guia até ao Furkapass, Grimselpass e ao Nufenenpass. Estavam mesmo ali ao lado!

Um saltinho à Itália e voltaríamos à Suíça. O San Bernardino Pass andava a escapar-nos há uns anos, e desta vez fintámos o túnel e percorremos a estrada antiga que até ele nos conduz.

Roteiro de viagem de mota pelas Estradas Alpinas. San Bernardino Pass. Suíça
Roteiro de viagem de mota pelas Estradas Alpinas. San Bernardino Pass. Suíça

Um zigue-zague pelas fronteiras Suíça/Itália tentava despistar-nos, mas as curvas mais loucas e íngremes que percorremos estavam no Splugen Pass à nossa espera.

Roteiro de viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Splugen Pass. Itália
Roteiro de viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Splugen Pass. Itália

St Moritz, a icónica terra dos distintos chalet’s de montanha, estâncias de ski e resort’s de luxo, era o destino seguinte. Por lá a diversão era garantida! Muitas passagens de montanha pela região em torno das montanhas alpinas que nunca desiludem, e muito menos as Suíças:

  • Maloja Pass
  • Julier Pass
  • Bernina Pass
  • Albula Pass
  • Fluela Pass
  • Ofen Pass
Em St Moritz. Suíça
Em St Moritz. Suíça
Roteiro de viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Em Fluelapass. Suíça
Roteiro de viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Em Fluelapass. Suíça
Viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Maloja Pass. Suíça
Viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Maloja Pass. Suíça

Alpes Italianos

As Dolomites, imponentes e distintas montanhas nos Alpes Italianos, esperavam ser revisitadas, mas para até elas chegar estavam mesmo a caminho:

Roteiro de viagem de mota pelas curvas alpinas. Stelvio Pass. Itália
Roteiro de viagem de mota pelas curvas alpinas. Stelvio Pass. Itália
Stelvio Pass numa viagem de mota pelos Alpes Italianos
Stelvio Pass numa viagem de mota pelos Alpes Italianos
 Roteiro de viagem de mota pelas Estradas Alpinas. JaufenPass. Itália
Roteiro de viagem de mota pelas Estradas Alpinas. JaufenPass. Itália

O registo de curva contra curva ainda não tinha chegado ao fim, pois pelos Alpes Dolomitas havia muita estrada serpenteante a percorrer:

  • Gardena Pass
  • Giau Pass
  • Sella Pass
  • Pordoi Pass
  • Campolongo Pass
  • Fedaia Pass
  • Valparola Pass
Roteiro de viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Passo Gardena. Itália
Roteiro de viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Passo Giau. Itália
Roteiro de viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Passo Gardena. Itália
Roteiro de viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Passo Gardena. Itália
De mota nas Dolomites - Passo Sella
De mota nas Dolomites – Passo Sella

Alpes Austríacos

A entrada no Tirol fazia todo o sentido, assim como um saltinho às belas cidades de Lienz, Innsbruck e Sankt Anton am Arlberg que pelo caminho nos recebiam.

Viagem de mota pelas curvas alpinas. Innsbruck. Áustria
Innsbruck. Áustria

Mas mesmo que não fizesse valia o desvio! Não há quilómetro que seja desperdiçado para percorrer uma das melhores estradas da Europa e suas vizinhas:

Roteiro de viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Grossglockner. Áustria
Roteiro de viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Grossglockner. Áustria
Roteiro de viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Silvretta. Áustria
Roteiro de viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Silvretta. Áustria
Roteiro de viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Grossglockner. Áustria
Roteiro de viagem de mota pelas Estradas Alpinas. Grossglockner. Áustria
Grossglockner no topo da estrada de montanha alpina Áustria de mota pelos alpes
Grossglockner no topo da estrada de montanha alpina Áustria

Entrada na Alemanha

A Alemanha e a região da Baviera estava mesmo ali ao lado. Fussen mais uma vez nos recebeu para por lá sair do modo montanha e entrar na rota dos castelos, igrejas e longas planícies de cultivo perfeitamente dispostas.

Romantic Strasse. Fussen Alemanha
Romantic Strasse. Fussen Alemanha

As pequenas e encantadoras cidades da Romantic Strasse valem cada quilómetro. Recebem-nos com o encanto das suas ruas medievais, os seus edifícios bem preservados de cores pastel, que quase nos fazem esquecer que há poucos anos foram alvo de destruição num dos mais duros conflitos da história : a II Guerra Mundial.

Romantic Strasse. Rothenburg ob der Tauber Alemanha
Romantic Strasse. Rothenburg ob der Tauber Alemanha
Romantic Strasse. Rothenburg ob der Tauber Alemanha
Romantic Strasse. Rothenburg ob der Tauber Alemanha

A Romantic Strasse é uma das mais belas rotas panorâmicas da Alemanha, que nos conduz por mais de 300 km alternando pequenas estradas de belas e pequenas colinas com tranquilas e pitorescas cidades!

Romantic Strasse. Alemanha
Romantic Strasse. Alemanha
Romantic Strasse. Alemanha
Romantic Strasse. Alemanha

A poucos dias de iniciar o regresso a casa, estava a rota da Floresta Negra. Conhecida como a única zona montanhosa da Alemanha, a rota da mítica Estrada B 500 serpenteia pelas florestas da região da Brisgóvia e termina na nascente do segundo mais longo rio da Europa: o Danúbio em Donaueschingen.

Floresta Negra. Estrada 500. Alemanha
Floresta Negra. Estrada 500. Alemanha
Floresta Negra. Nascente do rio o Danúbio em Donaueschingen
Floresta Negra. Nascente do rio o Danúbio em Donaueschingen

Esta foi a ideia geral do nosso percurso de viagem de mota pelas curvas alpinas e Alemanha! Sim, é um percurso louco, em modo curvilíneo e que olhando para o mapa se confunde com um sismograma!

Termina em modo mais pacífico só para equilibrar os pneus no regresso a casa! Proporciona dias em beleza e percorre lugares inesquecíveis onde as duas rodas se sentem em casa!

Roteiro de 18 dias de viagem de mota pelas estradas alpinas e Alemanha

Dia 1 Batalha – Valladolid. Quilómetros totais do dia: 540 km em 5 horas de condução, maioria em auto estrada.

Dia 2 Valladolid – Orange (França). Quilómetros totais do dia: 1000 km em 9 horas de condução em auto estrada.

Entrada nos Alpes Franceses

Dia 3 Orange – Serres – Savine le Lac – Gap – Col D’Izoard – Col du Montgenévre – Col du Mont Cénis – Bessans. Quilómetros totais do dia: 350 km em 6 horas de condução em estradas secundárias.

Entrada nos Alpes Italianos/Suíços

Dia 4 Bessans –  Col de L’Iséran – Vale D’Isére – Col du Petit St Bernard – Aosta – Valle D’Aosta – Breuil Cervinia Matterhorn – Aosta. Quilómetros totais do dia: 230 km em 6 horas de condução em estradas secundárias.

Dia 5 Aosta – Col du Grand St Bernard – Martigny – Sion – Nufenen Pass – Furkapass – Simplon Pass – Varzo. Quilómetros totais do dia: 380 km em 7 horas de condução em estradas secundárias.

Dia 6 Varzo – San Bernardino Pass – Splugen Pass – Maloja Pass – Julier Pass – St Moritz – Bernina Pass – St Moritz . Quilómetros totais do dia: 280 km em 4 horas de condução em estradas secundárias.

Entrada nos Alpes Suíços/Italianos

Dia 7 St Moritz – Albula Pass – Wiesen – Davos – Fluela Pass – Ofen Pass – Vale Mustair – Umbrail Pass – Stelvio Pass -Merano – Jaufen Pass – Ortisei – Passo Gardena – San Cassiano . Quilómetros totais do dia: 370 km em 7 horas de condução em estradas secundárias.

Dia 8 San Cassiano – Passo Falzarego – Passo Valparola – Cortina D’Ampezzo – Passo Giau – Arabba – Passo Sella – Passo Fedaia – Passo Pordoi – Canazei – Passo Gardena – Corvara in Badia – Passo Campolongo – San Cassiano . Quilómetros totais do dia: 180 km em 4 horas de condução em estradas secundárias.

Entrada nos Alpes Austríacos

Dia 9 San Cassiano – Passo Falzarego – Cortina D’Ampezzo – Lago Misurina – Lienz – Heiligenblut  -Grossglockner Hochalpenstraße. Quilómetros totais do dia: 200 km em 3 horas de condução em estradas secundárias.

Dia 10 Heiligenblut – Grossglockner Hochalpenstraße – Zell am See – Gerlos Hochalpenstraße – Innsbruck – Seefeld in Tirol. Quilómetros totais do dia: 230 km em 3 horas de condução em estradas secundárias.

Dia 11 Seefeld in Tirol – Garmisch-Partenkirchen – Fern Pass – Silvretta Hochalpenstraße, – Bludenz – Arlberg Pass – Sankt Antom am Arlberg. Quilómetros totais do dia: 245 km em 4 horas de condução em estradas secundárias.

Entrada na Romantic Strasse- Alemanha

Dia 12 Sankt Antom am Arlberg – Lech am Arlberg – Lechtal Pass – Fussen – Schongau- Landsberg Am Lech- Donauwörth. Quilómetros totais do dia: 250 km em 4 horas de condução em estradas secundárias.

Dia 13 Donauwörth – Nördlingen – Rothenburg ob der Tauber. Quilómetros totais do dia: 150 km em 1,5 horas de condução em estradas secundárias.

Dia 14 Rothenburg ob der Tauber – Wurtzburgo – Baden Baden. Quilómetros totais do dia: 280 km em 3 horas de condução em estradas secundárias e auto estrada.

Entrada na Florestra Negra Estrada 500 – Alemanha

Dia 15 Baden Baden – Freudenstadt – Triberg e visita às cascatas – Visita à nascente do Danúbio em Donaueschingen – Titisee – Sankt Peter. Quilómetros totais do dia: 200 km em 3 horas de condução em estradas secundárias.

Dia 16 Dia livre em Sankt Peter para conhecer a região e a histórica cidade de Freiburg.

Chegada a Espanha

Dia 17 Sankt Peter – Freiburg – travessia de França pelo caminho mais rápido – dormida e jantar no País Basco em San Sebastian. Quilómetros totais do dia: 1180 km em 11 horas de condução em auto estradas.

Dia 18 San Sebastian – Batalha. Quilómetros totais do dia: 850 km em 8 horas de condução em auto estradas.

Com mais um roteiro de viagem de mota pelas curvas alpinas terminamos este artigo. Em breve publicamos todos os detalhes das melhores estradas e dicas práticas. Assim como toda a informação necessária para ficar convencido a reproduzir os nossos quilómetros!

Floresta Negra. Pôr-do-sol em Sankt Peter.
Floresta Negra. Pôr-do-sol em Sankt Peter.

10 Replies to “Roteiro de Viagem de mota pelas Estradas Alpinas e Alemanha”

  1. Excelente Roteiro! Neste momento estou na Alemanha, em Estugarda e, apesar de estar de carro, vou utilizar algumas das Vs. sugestões para regressar a casa.
    Obrigado pela patilha!!

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Então está muito bem localizado 😉 desejamos lhe uma óptima viagem até casa e que as nossas sugestões lhe sirvam para enriquecer a viagem. Felicidades!

  2. Cada vez que leio algo vosso mais ansioso fico com o dia da.minha partida para lá… sem dúvida que este é todos os vossos a rigor publicados foram uma grande ajuda e principalmente muito muito motivante. Quando surgia aquela ideia D talvez seja melhor adiar, ao ler as vssas palavras “sem dúvida é já este ano, não há como adiar mais”. Obrigado pela partilha das vossas viagens.
    José Pinto.

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Eheh está quase José! Obrigado pela sua simpatia! E para ir já este ano sem dúvida eheh e voltar sempre que se possa 🙂

  3. Visito o vosso site algumas vezes. Muito bem organizado e com sugestões interessantes. Obrigado pelas partilhas

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Obrigado pelas visitas Artur e pela sua mensagem. Sempre bom saber! Boas curvas

  4. Andava há muito tempo à procura de um site como este. Se a vontade de comprar um 1200 RT é muita, agora vendo estas belas fotografias, se não me seguro perco a cabeça e vou mesmo comprá-la….

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Olá Marco! eheh Então ainda bem que nos encontrou! Em relação à RT, se perder a cabeça será por uma boa causa. Gostamos muito de motas mas sem dúvida a RT é a mota do nosso coração e a nossa grande companheira de viagem. Felicidades e boas curvas!

  5. Excelente roteiro! Já há alguns anos que não fazemos uma aventura em duas rodas 🙂

    1. quilometroinfinito says: Responder

      Alexandre não sabia que o VagaMundos também tinha uma vertente duas rodas 🙂 É sem dúvida um bom roteiro para uma nova aventura de mota. Beijinhos aos dois

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: